Mostrar registro simples

dc.creatorSilva, Rogério Castro Destêrro e
dc.date.accessioned2017-04-24
dc.date.available2017-04-24
dc.date.issued2014-09-05
dc.identifier.citationSILVA, Rogério Castro Destêrro e. A perception of technical-administrative civil servants of UFSM and UFMA regarding to the people management agency community model and the binding types of commitment and organizational entrenchment. 2014. 175 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4712
dc.description.abstractThis study aimed to compare the perception of the technical-administrative civil servants of UFSM and UFMA regarding people management agency-community model, and the binding types of commitment and organizational entrenchment. The research sample was 242 technical-administrative civil servants of UFSM and 139 of UFMA, with who was applied a questionnaire drawn from the assessment model of commitment and organizational entrenchment, proposed by Bastos et al. (2008), and people management agency-community model, proposed by Rousseau and Arthur (1999). Descriptive analyses were performed to investigate the accuracy of data entry, size and sample description, as well as variable distribution. Were identified high affective commitment to both institutions, high instrumental to UFMA and medium to UFSM, medium normative to UFMA and high to UFSM. The entrenchment has submitted an adjustment to the social position high to UFMA and medium to UFSM; medium alternative limitations to both institutions, and high impersonal bureaucratic arrangements to UFMA and medium to UFSM. Were identified high community models and medium agency models to both institutions. Were encountered, related to socio-demographic data, affective commitment, entrenchment and high community notion and medium agency notion between civil servants with over 46 years of both institutions; positive correlations when related the commitment dimensions, and entrenchment bases; positive correlations between people management community model and instrumental commitment in UFMA and affective in UFSM. Referring to agency model, the relationship, in UFMA, was negative, and, in UFSM, presented positive normative commitment correlations, entrenchment social position adjustment and alternative limitations. Regarding to entrenchment, the community model presented all correlation positive weak, in UFMA, and total relationship absence in UFSM. The agency model presented a negative correlation with entrenchment social position adjustment, in UFMA; in UFSM, presented positive relationship with the alternative limitations, social position adjustment and relationship absence with impersonal bureaucrats arrangement. The results show that the predominant civil servants bases is affective, followed by instrumental, once that the civil servants realize the existence of community practices in organizational people management actions. As a contribution, this study leave, in addition to comparative study, an extensive of published studies in the country and abroad and contributes to understanding the importance of adopting new people management models that consider the alignment between the individual and collective.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectComprometimentopor
dc.subjectEntrincheiramentopor
dc.subjectModelo agency-communitypor
dc.subjectAgency-community modeleng
dc.subjectCommitmenteng
dc.subjectEntrenchmenteng
dc.titlePercepção dos servidores técnico-adminstrativos dos centros de ensino da UFSM e UFMA quanto ao modelo de gestão de pessoas agency-community e os vínculos de comprometimento e entrincheiramento organizacionalpor
dc.title.alternativeA perception of technical-administrative civil servants of UFSM and UFMA regarding to the people management agency community model and the binding types of commitment and organizational entrenchmenteng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEste trabalho teve por objetivo comparar a percepção dos servidores técnico-administrativos da UFSM e da UFMA quanto ao modelo de gestão de pessoas agency-community e sua relação com os vínculos de comprometimento e entrincheiramento organizacional. A amostra da pesquisa foi de 242 servidores técnico-administrativos da UFSM e 139 da UFMA, aos quais foi aplicado um questionário elaborado a partir dos modelos de avaliação de comprometimento e entrincheiramento organizacionais, proposto por Bastos et al. (2008), e de gestão de pessoas agency-community, elaborado por Rousseau e Arthur (1999). Realizaram-se análises descritivas para investigar a exatidão da entrada dos dados, o tamanho e a descrição da amostra, bem como a distribuição das variáveis. Identificaram-se comprometimentos afetivo alto para as duas instituições, instrumental alto para a UFMA e médio para a UFSM, normativo médio para aquela e baixo para esta. O entrincheiramento apresentou um ajustamento à posição social alto para a UFMA e médio para a UFSM; limitação de alternativas médias para as duas instituições, e arranjos burocráticos impessoais alto para a UFMA e médio para a UFSM. Identificaram-se modelos community alto e agency médio para as duas instituições. Foram encontrados, com relação aos dados sócio-demográficos, comprometimento afetivo, entrincheiramento e noção community alto e noção agency média nas duas instituições entre os servidores acima dos 46 anos; correlações positivas quando relacionadas as dimensões do comprometimento, e as bases do entrincheiramento; correlações positivas entre o modelo de gestão de pessoas community com o comprometimento instrumental na UFMA e afetivo na UFSM. Referente ao modelo agency, o relacionamento, na UFMA, foi negativo, e, na UFSM, apresentou correlações positivas comprometimento normativo, entrincheiramento ajustamento à posição social e limitação de alternativas. Quanto ao entrincheiramento, o modelo community apresentou todas as correlações positivas fracas, na UFMA, e ausência total de relacionamento na UFSM. O modelo agency apresentou uma correlação negativa com o entrincheiramento ajustamentos à posição social na UFMA; já na UFSM, apresentou relações positivas com a limitação de alternativas, ajustamento à posição social e ausência de relacionamento com os arranjos burocráticos impessoais. Os resultados mostram que a base predominante dos colaboradores é a afetiva, seguida da instrumental, uma vez que os funcionários percebem a existência de práticas community nas ações de gestão da organização. Como contribuição, este trabalho deixa, além do comparativo, uma ampla revisão de trabalhos publicados no país e no exterior e contribui para a compreensão da importância da adoção de novos modelos de gestão de pessoas que considerem o alinhamento entre o individual e o coletivo.por
dc.contributor.advisor1Costa, Vânia Medianeira Flores
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4779320Y7por
dc.contributor.referee1Souza, Janice Aparecida Janissek de
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2116622388148606por
dc.contributor.referee2Lopes, Luis Felipe Dias
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721614Z9por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7297365439501034por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAdministraçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Administraçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAOpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples