Mostrar registro simples

dc.creatorBueno, Renata Plá Rizzolo
dc.date.accessioned2011-02-10
dc.date.available2011-02-10
dc.date.issued2010-11-29
dc.identifier.citationBUENO, Renata Plá Rizzolo. EFFECT OF HYDROGEN PEROXIDE BLEACHING AGENTS ON FLUORESCENCE OF COMPOSITE RESINS. 2010. 44 f. Dissertação (Mestrado em Odontologia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6070
dc.description.abstractDue to the increasing search for an aesthetic smile, the demand for less invasive procedures, such as in composite restoration and tooth bleaching, also increased. The composite resins have optical properties and one of these properties is the fluorescence which is intended to give naturalness to restoration mimicking them in the natural dentition. The aim of this study was to evaluate the effect of bleaching agents based on hydrogen peroxide on the fluorescence of different composites. For this, 30 specimens were made, 10 for each composite resin (4 Seasons and Opallis), measuring 10mm in diameter and 2mm thickness with the aid of a matrix of acrylic split. After fabrication, the samples were polished on politriz with abrasive paper grit 600, 1.200 and 2.500. Before exposing the specimens to the bleaching agents (White Class 7.5% with calcium and Whiteness HP Blue 35% with calcium) was held the first reading of fluorescence through the apparatus fluorescence spectrophotometer Cary Eclipse. Exposures to hydrogen peroxide were performed according to the manufacturers. After this procedure (30 days) was performed the second reading of fluorescence. The values were statistically analyzed by paired t test, Student t test, analyses of variance and multiples comparisons test of Tukey (p <0.05). The results showed that the composite resins evaluated had different behaviors in all groups, and after exposure to hydrogen peroxide 7.5% only 4 Seasons significantly changed and the Opallis significantly changed when stored in deionized water. The resin Opallis showed more instability in relation to the fluorescence, hydrogen peroxide 7.5% (homemade method) determined the biggest changes in the values of fluorescence and time of exposure to the bleaching agent affected more the fluorescence of the resin composite 4 Seasons than its concentration.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectResinas compostaspor
dc.subjectFluorescênciapor
dc.subjectPeróxidospor
dc.subjectComposite resinseng
dc.subjectFluorescenceeng
dc.subjectPeroxideseng
dc.titleEFEITO DE AGENTES CLAREADORES À BASE DE PERÓXIDO DE HIDROGÊNIO SOBRE A FLUORESCÊNCIA DE RESINAS COMPOSTASpor
dc.title.alternativeEFFECT OF HYDROGEN PEROXIDE BLEACHING AGENTS ON FLUORESCENCE OF COMPOSITE RESINSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoDevido à crescente busca por um sorriso estético, a procura por procedimentos menos invasivos, como a restauração em resina composta e o clareamento dental, também aumentou. As resinas compostas apresentam propriedades ópticas, sendo que uma destas propriedades é a fluorescência, que destina-se a dar naturalidade à restauração mimetizando-as à dentição natural. O objetivo deste estudo foi avaliar o efeito de agentes clareadores à base de peróxido de hidrogênio sobre a fluorescência de resinas compostas. Para isso, foram confeccionados 30 corpos-de-prova, sendo 10 para cada resina composta (4 Seasons e Opallis), medindo 10mm de diâmetro e 2mm de espessura com o auxílio de uma matriz de acrílico bipartida. Após a confecção, os corpos-de-prova foram polidos no aparelho politriz com as lixas de granulação 600, 1.200 e 2.500. Antes de expor os corpos aos agentes clareadores (White Class com cálcio 7,5% e Whiteness HP Blue com cálcio 35%), foi realizada a primeira leitura de fluorescência através do aparelho espectrofotômetro de fluorescência Cary Eclipse. As exposições aos peróxidos de hidrogênio foram realizadas conforme indicação do fabricante. Após este procedimento (30 dias) foi realizada a segunda leitura de fluorescência. Os valores obtidos foram analisados estatisticamente através do teste t pareado, teste t de Student, análise de variância e teste de múltiplas comparações de Tukey (p<0,05). Os resultados evidenciaram que as resinas compostas avaliadas obtiveram comportamentos diferentes em todos os grupos, sendo que após a exposição ao peróxido de hidrogênio 7,5% somente a resina 4 Seasons apresentou alteração significativa, já a resina Opallis apresentou alteração significativa quando armazenada em água deionizada. A resina Opallis apresentou maior instabilidade em relação à fluorescência, o peróxido de hidrogênio 7,5% (método caseiro) foi o que determinou maiores alterações nos valores de fluorescência e o tempo de exposição ao agente clareador afetou mais a fluorescência da resina composta 4 Seasons do que sua concentração.por
dc.contributor.advisor1Pozzobon, Roselaine Terezinha
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4773209Z9por
dc.contributor.referee1Silveira, Bruno Lopes da
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762902U0por
dc.contributor.referee2Masotti, Alexandre Severo
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4773850T6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4275268Y9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentOdontologiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Odontológicaspor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ODONTOLOGIApor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples