Mostrar registro simples

dc.creatorTamiosso, Camila Ferreira
dc.date.accessioned2012-06-05
dc.date.available2012-06-05
dc.date.issued2011-08-25
dc.identifier.citationTAMIOSSO, Camila Ferreira. ENVIRONMENTAL FRAGILITY APPLIED TO WATER QUALITY MANAGEMENT: CASE STUDY OF RIVER BASIN SANTA MARIA, RS.. 2011. 145 f. Dissertação (Mestrado em Engenharia Civil) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7775
dc.description.abstractThe rapid growth of urban centers and the increase in deforested areas and agricultural activities, coupled with a lack of proper management of water resources has generated large amounts of waste carried to water bodies, usually beyond their capacity of assimilation. So, to assist the efforts of monitoring, control, supervision and development of territorial planning for environmental management body, one of the main tools used is the map of environmental fragility. However, it is necessary to assess how much uncertainty is implicit in applying this type of method. In this context, the objective of this study is to analyze the consistency of the methodological approach applied in the project FRAG-RIO, related for the contamination of water for the basin under study. For this, was compared the hierarchy of river reaches in a map of environmental fragilities of water contamination, with the hierarchy of river reaches based on the sampling stations for water quality of FEPAM/RS. The study area is the river basin Santa Maria, located on the southwestern border of Rio Grande do Sul, a predominantly rural watershed, characterized by extensive livestock and rice fields. For the development of methodology, in the stations of quality of FEPAM/RS were obtained observed data for concentration of the following parameters: fecal coliform, BOD, COD, ortho phosphate, total phosphorus, manganese, total Kjeldahl nitrogen and total solids. These data were transformed into loads, and then ranked. To construct the map of fragilities were considered three variables: the population organic load remaining, organic load of breeding and agriculture index. The final map of fragilities varies from 0 to 255, where smaller values indicate low fragility, while higher values represent the greatest fragility. The fragilities were analyzed in relation to the quality stations of FEPAM/RS in two ways: considering all contributing drainage area to the station, and considering only the incremental area of the station. The results of these tests were ranked and compared with the ranking of each parameter of quality stations. For this, the correlation between the hierarchies was analyzed using the Spearman test. The main result, it was observed that the analysis of environmental fragility relating to the aspect of water contamination is presented as a useful tool to support decision making in basins with a lack of data, particularly when considering the quality parameters of BOD and nitrogen. These parameters had the highest correlations with the hierarchy generated by the sum of the fragilities of all contributing drainage area to the quality station , with a determination coefficient of 59%.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectContaminação das águaspor
dc.subjectFragilidadepor
dc.subjectCarga orgânicapor
dc.subjectWater contaminationeng
dc.subjectFragilityeng
dc.subjectOrganic loadeng
dc.titleFRAGILIDADES AMBIENTAIS APLICADAS À GESTÃO DA QUALIDADE DAS ÁGUAS: ESTUDO DE CASO DA BACIA DO RIO SANTA MARIA, RS.por
dc.title.alternativeENVIRONMENTAL FRAGILITY APPLIED TO WATER QUALITY MANAGEMENT: CASE STUDY OF RIVER BASIN SANTA MARIA, RS.eng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO crescimento acelerado dos centros urbanos e o aumento de áreas desmatadas e atividades agropecuárias, aliados a falta de um gerenciamento adequado dos recursos hídricos, tem gerado quantidades elevadas de efluentes carreados para os corpos hídricos, normalmente além de sua capacidade de assimilação. Assim, para auxílio às ações de monitoramento, controle, fiscalização e elaboração do planejamento territorial ambiental pelo órgão gestor, uma das principais ferramentas utilizadas é o mapa de fragilidade ambiental. No entanto, é necessário avaliar qual a quantidade de incerteza está implícita ao se aplicar este tipo de método. Neste contexto, o objetivo deste trabalho é analisar a consistência da abordagem metodológica aplicada no projeto FRAG-RIO, referente ao aspecto contaminação das águas, para a bacia em estudo. Para isso, foi comparada a hierarquização de trechos de rios de um mapa de fragilidades ambientais quanto ao aspecto contaminação das águas, com a hierarquização de trechos de rios baseada nas estações de amostragem de qualidade da água da FEPAM/RS. A área de estudo corresponde à bacia hidrográfica do rio Santa Maria, situada na fronteira sudoeste do Rio Grande do Sul, sendo uma bacia predominantemente rural, caracterizada pela pecuária extensiva e lavouras de arroz. Para o desenvolvimento da metodologia, nas estações de qualidade da FEPAM/RS foram obtidos dados observados de concentração dos seguintes parâmetros: coliformes termotolerantes, DBO, DQO, fosfato orto, fósforo total, manganês, nitrogênio total Kjeldahl e sólidos totais. Estes dados foram transformados em cargas, e então hierarquizados. Para a construção do mapa de fragilidades foram consideradas três variáveis: carga orgânica remanescente das populações, carga orgânica das criações e índice agrícola. O mapa final de fragilidades varia de 0 a 255, sendo que valores menores significam baixa fragilidade, enquanto valores maiores representam as maiores fragilidades. As fragilidades foram analisadas em relação às estações de qualidade da FEPAM/RS de duas formas: considerando toda área contribuinte à estação, e considerando apenas a área incremental à estação. Os resultados obtidos destas análises foram hierarquizados, e comparados com a hierarquização de cada parâmetro das estações de qualidade. Para isso, foi analisada a correlação entre as hierarquizações por meio do teste de Spearman. Como principal resultado, observou-se que a análise de fragilidades ambientais referente ao aspecto contaminação das águas se apresentou como uma ferramenta útil para subsidiar à tomada de decisões em bacias com carência de dados, em especial ao analisar os parâmetros de qualidade DBO e nitrogênio. Estes parâmetros obtiveram as maiores correlações com a hierarquia gerada pela soma das fragilidades de toda área contribuinte à estação de qualidade, apresentando um coeficiente de determinação de 59%.por
dc.contributor.advisor1Cruz, Rafael Cabral
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4789664J4por
dc.contributor.referee1Cruz, Jussara Cabral
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4786350H4por
dc.contributor.referee2Buriol, Galileo Adeli
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787739U1por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4139640A6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEngenharia Civilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Civilpor
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVILpor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

Mostrar registro simples