Show simple item record

dc.contributor.advisorAbaide, Alzenira
dc.creatorBlank, Bruna
dc.date.accessioned2020-01-06T14:34:20Z
dc.date.available2020-01-06T14:34:20Z
dc.date.issued2019-12-09
dc.date.submitted2019-12-09
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/19289
dc.description.abstractThe typical Brazilian residential consumer load curve has a peak demand at the end of the day, requiring the electrical system to scale to the highest recorded load, even if it lasts for a few hours. This peak causes a greater flow of power to travel through the lines, resulting in higher system losses and overloads. To discourage consumption at the most critical times, tariff modalities are created that differentiate the cost of kilowatt hour consumed according to the time of day. This allows the residential consumer to shift his period of highest consumption, which coincides with the time when the cost of energy is highest, to a period in which the tariff is lower. This change in daily habits is a way to reduce energy bills, as well as the insertion of distributed generation, which favors both the residential consumer and the Brazilian electricity system. However, when considering a photovoltaic system, the highest generation time is not coincident with the peak consumption of the consumer unit. For this case, it is necessary to analyze the most viable tariff modality for the consumer, without having to totally change their routine, and offering the largest savings. Therefore, the PVsyst software is used for this work, in order to certify the non-coincidence between the curves and to generate a resulting curve that presents the difference between consumption and generation, so that the best tariff option that allows greater monthly savings can be defined considering the power compensation system. Finally, the objectives of this work were achieved, since it is possible to confirm through simulations the divergences between the curves analyzed and the calculations performed, considering different tariff modalities associated or not to distributed generation, which shows the most beneficial tariff for the residential consumer.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCurva Típica de Consumopor
dc.subjectGeração Distribuídapor
dc.subjectSistema Fotovoltaicopor
dc.subjectModalidades Tarifáriaspor
dc.subjectSoftware PVsystpor
dc.subjectSistema de Compensação de Energiapor
dc.subjectEconomiapor
dc.subjectTypical Consumption Curveeng
dc.subjectDistributed Generationeng
dc.subjectPhotovoltaic Systemeng
dc.subjectTariff Modalitieseng
dc.subjectSoftware PVsysteng
dc.subjectEnergy Compensation Systemeng
dc.subjectEconomyeng
dc.titleAnálise da Cincidência Entre Consumo e Geração Considerando a Adesão a Diferentes Modalidades Tarifárias Associadas à Geração Distribuída para Consumidorespor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Graduaçãopor
dc.degree.localPolo Santa Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.graduationGraduação em Engenharia Elétricapor
dc.description.resumoA curva de carga típica do consumidor residencial brasileiro apresenta um pico de demanda ao final do dia, exigindo que o sistema elétrico seja dimensionado para a maior carga registrada, mesmo que esta tenha duração de poucas horas. Esse pico faz com que um maior fluxo de energia percorra as linhas, resultando em maiores perdas e sobrecarga do sistema. Para desestimular o consumo nos horários mais críticos, são criadas modalidades tarifárias que diferenciam o valor do quilowatt-hora consumido de acordo com as horas do dia. Isso permite ao consumidor residencial deslocar seu período de maior consumo, que coincide com o horário em que o custo da energia é mais elevado, para um período no qual a tarifação seja menor. Essa mudança nos hábitos diários é uma forma de reduzir o gasto com a fatura de energia, bem como a inserção de geração distribuída, a qual favorece tanto o consumidor residencial quanto o sistema elétrico brasileiro. Porém, ao se considerar um sistema fotovoltaico, o horário de maior geração não é coincidente com o pico de consumo da unidade consumidora. Para esse caso, faz-se necessária a análise da modalidade tarifária mais viável para o consumidor, sem que o mesmo precise alterar totalmente sua rotina, e que ofereça a maior economia. Portanto, para este trabalho é utilizado o software PVsyst, com o intuito de atestar a não coincidência entre as curvas e gerar uma curva resultante que apresente a diferença entre consumo e geração, para que possa ser definida a melhor opção tarifária que possibilite maior economia mensal ao considerar o sistema de compensação de energia. Por fim, os objetivos deste trabalho foram alcançados, visto que se pode confirmar, através das simulações, as divergências entre as curvas analisadas e os cálculos realizados, considerando diferentes modalidades tarifárias associadas ou não à geração distribuída, evidenciam qual a tarifa mais benéfica ao consumidor residencial.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA ELETRICApor
dc.publisher.unidadeCentro de Tecnologiapor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.