Mostrar registro simples

dc.contributor.advisorCoelho, Gilberto
dc.creatorGomes, Róger Walteman
dc.date.accessioned2016-07-12T15:18:35Z
dc.date.available2016-07-12T15:18:35Z
dc.date.issued2011-03
dc.date.submitted2011
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/1898
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais, Curso de Especialização em Educação Ambiental, RS, 2011.por
dc.description.abstractA Critical/Emancipatory Environmental Education (EE) searches a reeducation of values, attitudes and affectivity with the environment, considering it as an action locus. In this context, is from EE that is searched a new view on the environmental collapse the post modern society is living nowadays. Therefore, the present work has as a reason the importance of socialenvironmental balance’s preservation, as well as the EE insertion in a school environment of a private teaching institution in the township of Rio Grande/RS. This research aim is to investigate, in a critical perspective, the presence and the possibility of the Environmental Education insertion in the school routine, through the discussion of the movie Wall-e. For that activity, was used a qualitative approach, using the participant research as a tool. Starting from the dialogue formulation with all students from the 4th grade and and a triangular interview with two students individually from this class, were obtained the necessary understanding to suggest the school supervisor the EE insertion as a transversal topic in a near future. The reports and perceptions about the theme were interrelated with the writing critical EE of several authors, as examples, Loureiro, Guimarães, and Freire. Besides, the search is to bring the insertion in the school sphere, for being a reorganizer between society-nature and also society-society. In this way, it is possible to realize that students understand that EE could change the environmental chaos, and also perceive the individual and collective activities that would help the environment to keep a harmonic balance.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducação ambientalpor
dc.subjectGlobalizaçãopor
dc.subjectInterdisciplinaridadepor
dc.subjectComplexidadepor
dc.titlePor uma educação ambiental crítica/emancipatória: dialogando com alunos de uma escola privada no município de Rio Grande/RSpor
dc.title.alternativeAn environmental education for critical/emancipator: talking to students at a private school in the municipality of Rio Grande/RSeng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationEducação Ambientalpor
dc.description.resumoA Educação Ambiental (EA) Crítica/Emancipatória busca uma reeducação de valores, atitudes, afetividade com o meio ambiente, considerando este como um lócus de ações social. Nesse contexto, é a partir da EA que se busca um novo olhar ao colapso ambiental no qual se encontra a sociedade pós-moderna. Desta forma, o presente trabalho tem como justificativa a importância da preservação do equilíbrio socioambiental, bem como a inserção da EA no ambiente escolar em uma instituição de ensino privado no Município de Rio Grande/RS. O objetivo da pesquisa é investigar, em uma perspectiva crítica, a presença e a possibilidade de inserção da Educação Ambiental no cotidiano escolar através da discussão do filme Wall-e. Para isso, utilizou-se uma abordagem qualitativa, através do instrumento de pesquisa participante. A partir da formulação de um diálogo, com toda a turma da 4º série e entrevistas triangulares individuais com dois alunos desta turma, obtiveram-se os conhecimentos necessários para propor a inserção da EA como tema transversal nesta escola. Os relatos e percepções acerca da temática foram inter-relacionados com escritos de vários autores da EA crítica, como por exemplo, Loureiro e Guimarães e Freire. Além disso, busca-se trazer a sua inserção no âmbito escolar, para que seja um estímulo a reorganização das relações entre a sociedade-natureza, como também sociedade-sociedade. Sendo assim, é possível perceber que os educandos entendem que a EA poderá mudar o caos ambiental, bem como perceber que atividades individuais e coletivas ajudarão a manter um equilíbrio harmônico no meio ambiente.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Ruraispor


Arquivos deste item

Thumbnail

Este item aparece na(s) seguinte(s) coleção(s)

  • Educação Ambiental [73]
    Coleção de trabalhos de conclusão do Curso de Especialização em Educação Ambiental

Mostrar registro simples