Show simple item record

dc.creatorTreichel, Tiago Luís Eilers
dc.date.accessioned2010-05-13
dc.date.available2010-05-13
dc.date.issued2010-03-03
dc.identifier.citationTREICHEL, Tiago Luís Eilers. TOTAL FRACTION OF MONONUCLEAR CELL OR STROMAL VASCULAR FRACTION TRANSPLANT ASSOCIATED WITH CELLULOSIC MEMBRANE IN EXPERIMENTAL CUTANEOUS WOUNDS IN RABBITS. 2010. 67 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2010.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/10074
dc.description.abstractThe skin, tegument which covers the body of animals, presents various important functions to the organism. The maintenance of its integrity is fundamental to prevent penetration of microorganisms and exit of liquids essential to life maintenance. Due to its constant environment exposure, the skin is highly susceptible to trauma which can result in solutions of continuity. Excision of tumoral masses or infectious lesions, iatrogenic lesions, extensive surgical complications, burns, automobile accidents, snake bites or insect stings, injection of irritant drugs or even gunshots or traps are causes that can result in lesions in any area of the animal‟s skin. The healing of wounded skin should be fast, in order to assure the return of its integrity, however, some complications can occur as in limb lesions or patients with extensively burned areas. Many alternatives are searched for, aiming to reduce repair time and to guarantee a functional and esthetically acceptable scar. One option to repair injured tissues which is ever more viable is cellular therapy with adult stem cells. To carry out this experiment, 20 rabbits were randomly divided in four groups with five animals each. Group A did not receive any treatment; group B received only one cellulose membrane; and groups C and D, in addition to receiving the membrane, were submitted to autologous transplant of total mononuclear cell fraction (TMCF) from bone marrow or stromal vascular fraction (SVF) from adipose tissue, respectively. The aims of this study consisted in evaluating the transplant of these fractions, associated with the use of cellulose membrane. Therefore, after induction of the experimental cutaneous wound in all the animals, this was followed by application of the membrane and autogenous TMCF transplant, with total cell value between 6,92 x 106 and 4,91 x 107 and a viability of 82 to 97%, or SVF, with total cell value between 9,6 x 105 and 6,5 x 106 and a viability of 66 a 87%. The animals were submitted to photographic evaluation, measurement of wounds and biopsy at 7, 14 and 21 postoperative days. At the end of the evaluation period, the three treated groups presented significant statistical difference of wound area in relation to the control group, and the group which received SVF from adipose tissue presented the shortest wound healing time.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectFração de célulaspor
dc.subjectReparopor
dc.subjectFeridapor
dc.subjectPelepor
dc.subjectCoelhopor
dc.subjectFraction of cellseng
dc.subjectRepaireng
dc.subjectWoundeng
dc.subjectSkineng
dc.subjectRabbiteng
dc.titleTRANSPLANTE DE FRAÇÃO TOTAL DE CÉLULAS MONONUCLEARES OU FRAÇÃO VASCULAR ESTROMAL ASSOCIADA À MEMBRANA CELULÓSICA EM FERIDAS CUTÂNEAS EXPERIMENTAIS DE COELHOSpor
dc.title.alternativeTOTAL FRACTION OF MONONUCLEAR CELL OR STROMAL VASCULAR FRACTION TRANSPLANT ASSOCIATED WITH CELLULOSIC MEMBRANE IN EXPERIMENTAL CUTANEOUS WOUNDS IN RABBITSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA pele, tegumento que reveste o corpo dos animais, apresenta diversas funções importantes para o organismo. A manutenção de sua integridade é fundamental para impedir a penetração de microorganismos e a perda de líquidos essenciais à manutenção da vida. Por estar constantemente exposta ao meio, a pele é altamente susceptível a traumas que podem acarretar em soluções de continuidade. Excisão de massas tumorais ou lesões infecciosas, lesões iatrogênicas, complicações de cirurgias extensas, queimaduras, acidentes automobilísticos, picadas de cobras ou insetos, injeção de medicamentos irritantes e até mesmo tiros ou armadilhas são causas que podem ocasionar feridas em qualquer região da pele do animal. A cicatrização da pele ferida deve ser rápida, para garantir o retorno de sua integridade, entretanto algumas complicações podem ocorrer como em lesões nos membros ou pacientes com grandes áreas de queimadura. Diversas alternativas são buscadas, visando a redução do tempo de reparo e para garantir uma cicatriz funcional e esteticamente aceitável. Uma opção cada vez mais viável para reparar tecidos danificados é a terapia celular com células-tronco adultas. Para realização deste experimento, 20 coelhos foram divididos aleatoriamente em quatro grupos com cinco animais cada. O grupo A, não recebeu nenhum tratamento, o grupo B, recebeu apenas uma membrana celulósica e os grupos C e D, além de receberem a membrana, foram submetidos a transplante autólogo da fração total de células mononucleares (FTCM) da medula óssea ou a fração vascular estromal (FVE) do tecido adiposo, respectivamente. Os objetivos deste trabalho consistiram em avaliar o transplante destas frações, associado ao uso da membrana celulósica. Para tanto, após a indução da ferida cutânea experimental em todos os animais, seguiu-se a aplicação da membrana nos grupos tratados e o transplante autógeno da FTCM, com valor total de células entre 6,92 x 106 a 4,91 x 107 e uma viabilidade de 82 a 97%, ou da FVE, com valor total de células entre 9,6 x 105 e 6,5 x 106 e uma viabilidade de 66 a 87%. Os animais foram submetidos à avaliação fotográfica, mensuração de suas feridas e biópsia aos 7, 14 e 21 dias de pós-operatório. Ao final do período de avaliação, os três grupos tratados apresentaram diferença estatística significativa da área da ferida em relação ao grupo controle e o grupo que recebeu a FVE do tecido adiposo apresentou o menor tempo de cicatrização da ferida.por
dc.contributor.advisor1Pippi, Ney Luis
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783382P7por
dc.contributor.referee1Mazzanti, Alexandre
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4795593E6por
dc.contributor.referee2Pedrozo, Josaine Cristina da Silva Rappeti
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4701576T9por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4261961E1por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentMedicina Veterináriapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Medicina Veterináriapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.