Show simple item record

dc.creatorCunha, João Paulo Monteiro Carvalho Mori da
dc.date.accessioned2017-06-07
dc.date.available2017-06-07
dc.date.issued2011-04-26
dc.identifier.citationCUNHA, João Paulo Monteiro Carvalho Mori da. Minimally invasive approach to renal artery using different types of catheter by conventional radiology. 2011. 51 f. Dissertação (Mestrado em Medicina Veterinária) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/10097
dc.description.abstractAcute and Chronic renal diseases have a high morbidity and mortality. There is a good deal of interest in MSC-based approaches for the treatment of Kidney injury, thanks to positive preclinical results and the strong clinical need for novel therapies to treat Acute Kidney Injury. Several routes of administration have been tested and have shown a better response when applied arterially. The main goal of this study was to describe and to compare the use of Fogarty thru-lumen embolectomy catheter with angiographic catheter by using conventional radiology as a guide. We used seven healthy dogs to measure the diameter of the aorta caudal to the renal arteries and right and left femoral and renal arteries. It was assessed the number of attempts for the placement of the introducer, number of radiographic studies to carry out nefrography with both cathethers. In five out of seven animals it was possible to place of the introducer tube 6F. Regarding the number of radiographic films used, the technique with the angiographic catheter needed more than the Fogarty when accessed both arteries, but there is no significant difference when compared to the Fogarty with access to only one renal artery. There was hematoma formation in three animals. The access of the renal artery for drug delivery and cell therapy is possible using both Fogarty thru-lumen embolectomy catheter and angiographic catheter by conventional radiology as a guide, however, we considered the Fogarty catheter easier to be applied, since only one procedure can be performed to access both renal arteries, thus making it less expensive and faster to run. If access to only one renal artery is require, the angiographic catheter would be recommended, since cell therapy would be administered more selectively in the target kidney.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectArteriografiapor
dc.subjectDoença renalpor
dc.subjectTerapia celularpor
dc.subjectIntervencionismopor
dc.subjectArteriographyeng
dc.subjectRenal diseaseeng
dc.subjectCellular therapyeng
dc.subjectIntervencionismeng
dc.titleAcesso minimamente invasivo da artéria renal com diferentes tipos de cateteres mediante radiologia convencionalpor
dc.title.alternativeMinimally invasive approach to renal artery using different types of catheter by conventional radiologyeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA insuficiência renal aguda e crônica são doenças com altos índices de morbidade e mortalidade. O interesse na utilização de células tronco mesenquimais após um insulto renal tem sido crescente, devido ao indício de efeitos positivos em estudos pré-clínicos e a necessidade de novas terapias para tratar lesão renal aguda. Diversas vias de administração já foram testadas, sendo observado que a aplicação na artéria renal é a via de escolha pela sua melhora mais significativa na função renal. Diante disso o objetivo desse estudo foi descrever e comparar a utilização do cateter Fogarty de embolectomia duplo lúmen com o cateter angiográfico utilizando radiologia convencional. Utilizaram-se sete cães hígidos nos quais foram avaliados os diâmetros da aorta caudal às artérias renais e das artérias femorais e renais direita e esquerda. Quantificou-se o número de tentativas para colocação do introdutor e de estudos radiográficos para a realização de nefrografia com ambos cateteres. Em cinco dos sete animais foi possível a realização do acesso vascular pela artéria renal. Quanto ao número de estudos radiográficos, a técnica com o cateter angiográfico precisou de maior número do que o Fogarty quando se acessou ambas artérias, no entanto não houve diferença significativa quando comparou-se o Fogarty com o acesso de apenas uma artéria renal. Houve a formação de hematoma em três animais. O acesso da artéria renal para administração de fármacos e terapia celular é possível utilizando-se tanto o cateter Fogarty duplo lúmen quanto o Angiográfico por meio de radiologia convencional como guia, no entanto, considerou-se o cateter Fogarty o cateter de escolha, visto que em apenas um procedimento consegue-se realizar o acesso de ambas artérias renais, tornando-se dessa forma menos dispendioso e mais rápido de ser executado. Caso seja necessário o acesso de apenas uma artéria renal, sugere-se a utilização do cateter angiográfico, uma vez que a terapia celular seria administrada mais seletivamente no rim alvo.por
dc.contributor.advisor1Pippi, Ney Luis
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783382P7por
dc.contributor.referee1Mazzanti, Alexandre
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4795593E6por
dc.contributor.referee2Braga, Fabrício de Vargas Arigony
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4709097T5por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4215165D3por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentMedicina Veterináriapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Medicina Veterináriapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.