Show simple item record

dc.creatorWottrich, Shana Hastenpflug
dc.date.accessioned2011-11-29
dc.date.available2011-11-29
dc.date.issued2011-03-25
dc.identifier.citationWOTTRICH, Shana Hastenpflug. MANIFESTATIONS OF THE HEART : MEANINGS OF THE CARDIAC SURGERY FOR PRE AND POSTSURGICAL PATIENTS. 2011. 171 f. Dissertação (Mestrado em Psicologia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/10302
dc.description.abstractCardiac surgery is an event of important consequences as concerns the lives of people who go through it, both in the physiological and psychological aspects. Thus, the research from which the present master‟s thesis was originated had as its aim to understand the meanings that pre and post surgical patients attribute to their experiences. It is a clinical qualitative research, of exploratory and descriptive character, with 28 patients (14 presurgical and 13 postsurgical), who were users of a cardiology outpatient clinic of a university hospital in the interior of Rio Grande do Sul. The number of participants was reached through saturation criterion. Semi-structured interviews and autophotography were used for data collection. Analysis was carried out through content analysis and using an itinerary as regards the content analysis of the images. Categories that were originated from data analysis are described and discussed in four articles, that compose the main component of this thesis. Results point out that surgery does not only mobilize the physical body, but regards implications in the lives of such patients, concerning their meanings about themselves and the others. Acceptance of the cardiac disease was identified as a complex process, that involves a commitment among different symbolic universes and implies, for the patient, the impossibility of carrying out one‟s routine. The symptoms of the disease are most of the times not perceivable by the patient. He has to accept that other person identifies his condition through exams and medical procedures. Besides, accepting the disease means to accept finitude of life and of the potentiality of the body. Such situation seems to happen in an ambivalent way, and the confrontation with reality is intensified when there is an indication for the surgical procedure. Surgery gives rise to fantasies and fears that permeate plans and routine, imposing a situation where life and death are at stake. After the procedure, recognition of the self and of the limits of the body seems to happen. It is an experience of adequating the expectancies prior to surgery, that seems to depend on the references of each person about the process. Therefore, there are important movements of reflection, in which the subjects evaluate their lives and their implications as protagonists of them. Religiosity seems to underlie many of the reported experiences, since patients use their beliefs to search for a meaning concerning their experiences. Results point out that the surgical procedure is an experience underlied by intense feelings of helplessness and suffering. Thus, the meanings given to such reality by the patients should be more broadly understood by the health team that cares for them. Thus, it would be possible to build knowledge that may flow in the interface of the medical and layman universes, creating a commitment between them, acting as a support for the patients facing the surgical process.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPsicologiapor
dc.subjectCirurgiapor
dc.subjectCardiologiapor
dc.subjectAutofotografiapor
dc.subjectPsychologyeng
dc.subjectSurgeryeng
dc.subjectCardiologyeng
dc.subjectAutophotographyeng
dc.title MANIFESTOS DO CORAÇÃO : SIGNIFICADOS DA CIRURGIA CARDÍACA PARA PACIENTES PRÉ E PÓS-CIRÚRGICOSpor
dc.title.alternative MANIFESTATIONS OF THE HEART : MEANINGS OF THE CARDIAC SURGERY FOR PRE AND POSTSURGICAL PATIENTSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA cirurgia cardíaca é um evento de importantes consequências para a vida dos indivíduos que se submetem a ela, seja em relação a aspectos fisiológicos ou psíquicos. Partindo desse pressuposto, a pesquisa da qual se origina a presente dissertação teve como objetivo geral compreender os significados que pacientes pré e pós-cirúrgicos atribuem a suas vivências atuais. Trata-se de um estudo clínico-qualitativo, de caráter exploratório e descritivo, com 28 pacientes (15 pré-cirúrgicos e 13 pós-cirúrgicos), usuários de um ambulatório de cardiologia de um hospital universitário do interior do Rio Grande do Sul. O número de participantes foi atingido mediante o critério de saturação da amostra. Foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas e a autofotografia para a coleta das informações, que foram analisadas por meio da análise de conteúdo e com o auxílio de um roteiro para a análise do conteúdo das imagens. As categorias oriundas da análise dos dados são descritas e discutidas em quatro artigos, que compõem o cerne do presente trabalho. Os resultados apontam que a cirurgia não mobiliza apenas o corpo físico, mas que diz respeito a mudanças nas significações dos sujeitos sobre si mesmos e sobre os outros. Identificou-se que a aceitação do adoecimento cardíaco é um processo complexo, que envolve um compromisso entre universos simbólicos diferentes e que está implicado, para o paciente, na impossibilidade de desempenho de sua rotina. Os sintomas da doença não são, na maioria das vezes, perceptíveis aos olhos do paciente. Esse deve aceitar que outro fale dele e de sua condição através de exames e consultas médicas. Além disso, aceitar o adoecimento é também aceitar a finitude da vida e da potencialidade do corpo. Tal aceitação parece se dar sempre de forma ambivalente, sendo que a confrontação com a realidade intensifica-se quando existe a indicação para o procedimento cirúrgico. A cirurgia desperta fantasias e medos que permeiam os planos e a rotina, remetendo os participantes a uma situação-limite, em que vida e morte estão em jogo. Após o procedimento, o que parece estar em jogo é um processo de reconhecimento de si mesmo, dos limites do corpo. Trata-se da vivência de um processo de adequação das expectativas anteriores à cirurgia, que parece depender intrinsecamente das referências de cada um sobre o processo. Dessa forma, parecem existir movimentos reflexivos importantes, que fazem com que os sujeitos possam fazer uma avaliação de suas vidas e de suas implicações enquanto protagonistas delas. A religiosidade parece atravessar muitas das experiências relatadas, de forma que os participantes lançam mão de suas crenças para buscarem um sentido para o que vivenciam. A partir desses apontamentos, considera-se que a vivência do processo cirúrgico diz respeito a uma experiência marcada por intensos sentimentos de desamparo e sofrimento. Portanto, os significados que permeiam esta realidade devem ser mais amplamente compreendidos pela equipe de saúde que acompanha tais pacientes. Dessa forma, pode ser construído um saber que circule na interface entre os universos médico e leigo, que possa formatar um compromisso entre elas, amparando os pacientes no enfrentamento do processo cirúrgico.por
dc.contributor.advisor1Quintana, Alberto Manuel
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798750D8por
dc.contributor.referee1Beck, Carmem Lúcia Colomé
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700118Y2por
dc.contributor.referee2Crepaldi, Maria Aparecida
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798720T7por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4218835Y6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentPsicologiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Psicologiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::PSICOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.