Show simple item record

dc.creatorCruz, Litiele Cezar da
dc.date.accessioned2015-11-09
dc.date.available2015-11-09
dc.date.issued2014-03-14
dc.identifier.citationCRUZ, Litiele Cezar da. PHYSICOCHEMICAL CHARACTERIZATION OF BRAZILIAN PAMPA BIOME HONEY AND STUDY OF ITS ANTIOXIDANT POTENTIAL in vitro AND in vivo IN Drosophila melanogaster MODEL. 2014. 66 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/11240
dc.description.abstractHoney is a complex mixture produced by honey bees from the nectar, which is used by its sweetening properties, as well as by its human health benefits. The aim of this study was to characterize, for the first time in literature, the Brazilian Pampa Biome honey in terms of quality parameters and determination of its antioxidant properties in vitro and in vivo. A total of 10 honey samples were tested for physicalchemical parameters, as moisture, free acidity, reducing sugars, hydroxymethylfurfural (HMF) levels, among others. The antioxidant activity (in vitro), as evaluated by total phenolics, flavonoid content, FRAP and DPPH-ABTS scavenging activity. Drosophila melanogaster (in vivo) were exposed to oxidative stress induced by Iron (Fe) and Paraquat (PQ) in different treatment protocols, in the presence or absence of honey. The survivorship and locomotor activity (negative geotaxis) were analyzed. Possible glycemic alterations on honey diet were also evaluated. The results of physicochemical analysis indicated that all honeys were in accordance with the standards established by the Brazilian law, in which follows international standards. All honey samples showed significant antioxidant activity in vitro. Flies treated with honey showed increased lifespan and were protected against oxidative stress induced by Fe and PQ in the different treatment protocols (48h and 7 days), in regards of mortality and locomotor deficits. Despite the high sugar content of honey, glucose content were unchanged in honey fed flies, when compared to flies fed on honey-equivalent amounts of sugars. This study demonstrates that Brazilian Pampa Biome honey has a high quality level, a significant antioxidant activity in vitro and a protective potential against oxidative stress (in vivo). It has been also demonstrated that Drosophila melanogaster could be a valid model for studies with honey, as well as the usage of this natural product as an alternative in the therapy of oxidative stress-associated diseases.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMelpor
dc.subjectQualidadepor
dc.subjectAntioxidantepor
dc.subjectDrosophila melanogasterpor
dc.subjectEstresse oxidativopor
dc.subjectHoneyeng
dc.subjectQualityeng
dc.subjectAntioxidanteng
dc.subjectDrosophila melanogastereng
dc.subjectOxidative stresseng
dc.titleCARACTERIZAÇÃO FÍSICO-QUÍMICA DO MEL DO BIOMA PAMPA BRASILEIRO E ESTUDO DO SEU POTENCIAL ANTIOXIDANTE in vitro E in vivo EM MODELO DE Drosophila melanogasterpor
dc.title.alternativePHYSICOCHEMICAL CHARACTERIZATION OF BRAZILIAN PAMPA BIOME HONEY AND STUDY OF ITS ANTIOXIDANT POTENTIAL in vitro AND in vivo IN Drosophila melanogaster MODELeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO mel é uma mistura complexa produzida por abelhas melíferas a partir do néctar, sendo um produto bastante utilizado pelas suas propriedades edulcorantes, bem como pelos seus benefícios para a saúde humana. O objetivo deste estudo foi caracterizar, pela primeira vez na literatura, o mel Bioma Pampa Brasileiro em termos de parâmetros de qualidade e determinação de suas propriedades antioxidantes in vitro e in vivo. Um total de 10 amostras de méis foram testadas quanto os parâmetros físico-químicos, como a umidade, acidez livre, açúcares redutores, níveis de hidroximetilfurfural (HMF), entre outros. Na atividade antioxidante (in vitro), foram avaliados os compostos fenólicos totais, teor de flavonóides, FRAP e atividade sequestradora de radicais (DPPH e ABTS). Drosophila melanogaster (in vivo) foram expostas a estresse oxidativo induzido por Ferro (Fe) e Paraquat (PQ) em diferentes protocolos de tratamento, na presença ou ausência de mel. Foram analisadas a sobrevivência e a atividade locomotora (geotaxia negativa). Possíveis alterações glicêmicas na dieta de mel também foram avaliadas. Os resultados das análises físico-químicas indicaram que todos os méis estavam de acordo com os padrões estabelecidos pela legislação Brasileira, que segue os padrões internacionais. Todas as amostras de mel mostraram atividade antioxidante significativa in vitro. Moscas tratadas com mel mostraram aumento da expectativa de vida e foram protegidos contra o estresse oxidativo induzido por Fe e PQ nos diferentes protocolos de tratamento (48 horas e 7 dias) em relação a déficit locomotores e mortalidade. Apesar do alto teor de açúcar do mel, moscas alimentadas com este não tiveram seus níveis de glicose alterados, quando comparado com moscas alimentadas com quantidades de açúcares em quantidades equivalentes ao mel. Este estudo demonstra que o mel do Bioma Pampa Brasileiro tem um alto nível de qualidade, uma atividade antioxidante in vitro significativa e um potencial de proteção contra o estresse oxidativo (in vivo). Também está demonstrado que a Drosophila melanogaster pode ser um modelo válido para estudos com mel, bem como a utilização deste produto natural, como uma alternativa para a terapia de doenças associadas ao estresse oxidativo.por
dc.contributor.advisor1Franco, Jeferson Luis
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4705814T8por
dc.contributor.referee1Wallau, Gabriel da Luz
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4556063H4por
dc.contributor.referee2Barbosa, Nilda Berenice de Vargas
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4795127P7por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2555769571752143por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentBioquímicapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciências Biológicas: Bioquímica Toxicológicapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICAS::BIOQUIMICApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.