Show simple item record

dc.creatorAzevedo, Renato Ribeiro
dc.date.accessioned2019-09-24T20:52:55Z
dc.date.available2019-09-24T20:52:55Z
dc.date.issued2017-03-17
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/18415
dc.description.abstractSoccer is one of the most popular sports around the world. Soccer practice requires performance of different motor gestures aiming displacement, space occupation, kicking and changes of direction. Many of these gestures have been studied aiming at a proper execution to maximize performance and minimize injury risk. The high demand during training and competitions contributes to a higher frequency of injury, especially in the lower limbs. Among these injuries is the fracture of fifth metatarsal, which have not a high incidence but is considered a serious injury, mainly due to the incidence rate and the rehabilitation procedures to be adopted. Studies of adult athletes suggest that patterns of plantar pressure distribution in dynamic tasks can be related to a greater risk for fifth metatarsal injury. Additionally, some variables of proprioception and lower limb alignment also can contribute to a higher risk for injury. In this regard, could young soccer players show some adaptations that could suggest risk of fifth metatarsal fracture? The purpose of this study was to determine whether the systematic practice of soccer in young athletes affects foot neuromechanics characteristics showing relation with fifth metatarsal injury. Twenty-six young male with average age of 16 years old were divided into soccer (n=13) and a control (n=13) groups. Groups were compared regarding foot sensitivity, ankle range of motion, Q angle, and plantar pressure distribution. Plantar pressure was determined during movements of running, change of direction and jumping. Soccer group was assessed using running shoes and soccer boot, whereas controls were assessed using running shoes. Groups did not differ concerning foot sensitivity, ankle range of motion and Q angle. However, soccer group showed higher peak pressure in the lateral region of the foot, especially when using soccer boots, in comparison to controls. In summary, we found that young soccer players present a plantar pressure distribution that increase stress on the fifth metatarsal region of the foot in comparison to young not enrolled in soccer training, which may be a risk factor for injury in the adulthood.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectFraturapor
dc.subjectQuinto metatarsopor
dc.subjectPressão plantarpor
dc.subjectFractureeng
dc.subjectFifth metatarsaleng
dc.subjectPlantar pressureeng
dc.titleInfluência da prática do futebol sobre características neuromecânicas dos pés de jovens futebolistaspor
dc.title.alternativeInfluence of soccer practice on foot neuromechanics of young soccer playerseng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO futebol é uma das modalidades esportivas mais populares no mundo. A prática do futebol envolve diferentes gestos visando deslocamentos, disputas por espaço pela bola, chutes e mudanças de direção. Muitos desses gestos têm sido estudados visando uma melhor execução maximizando o desempenho e buscando minimizar os riscos de lesão. A alta demanda de treinamento e competição contribui para uma alta ocorrência de lesões, especialmente nos membros inferiores. Uma dessas lesões é a fratura do quinto metatarso, que não apresenta grande incidência mas é considerada uma lesão grave, especialmente pela taxa de reincidência e o tipo de tratamento a ser adotado. Estudos com atletas adultos sugerem que padrões de distribuição de carga plantar em tarefas dinâmicas podem ser relacionados com risco aumentado para esta lesão em adultos. Além disso, algumas variáveis relacionadas com a propriocepção e alinhamento dos membros inferiores também podem contribuir para esse maior risco de lesão; mas será que em jovens futebolistas existem adaptações que refletem um risco de fratura do quinto metatarso? Diante do exposto, o objetivo deste estudo foi determinar se a prática sistemática de futebol por jovens adolescentes afeta características neuromecânicas dos pés que possuem alguma relação com a lesão do quinto metatarso. Foram selecionados 26 jovens com média de idade 16 anos, formando dois grupos: grupo futebol (n=13) e grupo controle (n=13). Os grupos foram comparados quanto a sensibilidade plantar, amplitude de movimento do tornozelo, ângulo Q e distribuição de pressão plantar. A distribuição da pressão plantar foi avaliada na corrida em linha reta, mudança de direção e salto vertical. O grupo de futebol foi avaliado usando tênis e chuteira, e o grupo controle apenas uma tênis. Os grupos não diferiram quanto a sensibilidade plantar, amplitude de movimento do tornozelo e ângulo Q. No entanto, jovens atletas de futebol apresentaram maior pico de pressão, principalmente na região lateral dos pés quando usando chuteira, quando comparados ao grupo controle. Em resumo, nossos resultados mostram que jovens futebolistas apresentam padrões de distribuição de pressão plantar que aumentam o estresse sobre a região do quinto metatarso, quando comparados a jovens que não praticam futebol, o que pode ser um fator de risco adicional para essa lesão na fase adulta.por
dc.contributor.advisor1Carpes, Felipe Pivetta
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/4752530725363240por
dc.contributor.referee1Saccol, Michele Forgiarini
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6336612282081567por
dc.contributor.referee2Cunha, Sergio Augusto
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/5171760483641368por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/2700251432167121por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.departmentEducação Físicapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação Físicapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.publisher.unidadeCentro de Educação Física e Desportospor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.