Show simple item record

dc.creatorVeiverberg, Kelly Taline
dc.date.accessioned2016-07-27
dc.date.available2016-07-27
dc.date.issued2016-04-26
dc.identifier.citationVEIVERBERG, Kelly Taline. DESIGN AREAS FOR POTENTIAL MANAGEMENT IN DIFFERENTIAL FIELD LEVEL HARVEST DATA FROM AND SATELLITE IMAGES. 2016. 55 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4831
dc.description.abstractPrecision agriculture has been used to assist farmers to choose the best management strategies, by identifying variability present in the area and from that, to determine the limiting factors and propose different management alternatives, according to the needs of each zone. It is important to create instruments that respond to one of the main issues, common to all of those who have ambition to the adoption and implementation of production modernization techniques: the technical and economic viability of modern production agriculture. The aim of this study was to relate stability maps for yield productivity and stability maps by Normalized Difference Vegetation Index (NDVI) for determination of management zones. The study was based on an analysis of five years of crop yield data and five satellite images Landsat 5 and Landsat 8 for Vegetation Index (NDVI) data for 2007 (wheat), 2008 (soybean), 2009 (soybean), 2013 (wheat) and 2014 (soybean). With processed data, stability maps for yield productivity and stability maps by Normalized Difference Vegetation Index (NDVI) were generated, following data parameters and coefficient of variation. Both maps were compared and validated by the Kappa index. As a result, we obtained a weak Kappa index relationship (0.2623), but 57.48% of the area could be classified correctly, when comparing the correlation maps. We concluded that crossing data of areas classified by productivity yield and NDVI is valid and that the zoning method for NDVI method is a way to determines areas, but with greater emphasis in areas classified as "Stable High."eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMapas de produtividadepor
dc.subjectZonas de manejopor
dc.subjectÍndice de vegetação por diferença normalizadapor
dc.subjectYield mapseng
dc.subjectManagement zoneseng
dc.subjectNormalized difference vegetation indexeng
dc.titleDELINEAMENTO DE ZONAS POTENCIAIS PARA MANEJO DIFERENCIADO EM NÍVEL DE TALHÃO APARTIR DE DADOS DE COLHEITA E DE IMAGENS DE SATÉLITEpor
dc.title.alternativeDESIGN AREAS FOR POTENTIAL MANAGEMENT IN DIFFERENTIAL FIELD LEVEL HARVEST DATA FROM AND SATELLITE IMAGESeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA agricultura de precisão surge para auxiliar o produtor na escolha das melhores estratégias de manejo, permitindo identificar a variabilidade presente na área e, a partir disso, averiguar os fatores limitantes e propor alternativas de manejo diferenciado, de acordo com as necessidades de cada zona de manejo. É necessário criar instrumentos que respondam a uma das principais questões, comum a todos aqueles que têm ambição à adoção e aplicação de técnicas de modernização da produção: a viabilização técnica-econômica da produção moderna na agricultura. O objetivo deste trabalho foi relacionar mapas de Estabilidade de Rendimento por produtividade e de Estabilidade de Rendimento por Índice de Vegetação por Diferença Normalizada para determinação de zonas de manejo. O estudo foi baseado na análise de cinco anos de dados de produtividade, em rendimento absoluto, e consecutivamente, cinco imagens de satélite Landsat 5 e Landsat 8, para Índice de Vegetação por Diferença Normalizada (NDVI), dados referentes aos anos de 2007 (cultura do trigo), 2008 (cultura de soja), 2009 (cultura de soja), 2013 (cultura de trigo) e 2014 (cultura de soja). Com esses dados processados foram gerados os mapas de Estabilidade de Rendimento por Produtividade e Estabilidade de Rendimento por NDVI, seguindo parâmetros de dados relativizados e coeficiente de variação. Com os dois mapas de Estabilidade processados, foi feito o comparativo e validação dos dados através do índice Kappa. Como resultado obteve-se um índice Kappa de fraca relação com valor de 0,2623, porém 57,48% da área pode ser classificada corretamente quando comparando zonas geradas por mapas de produtividade com zonas geradas por mapas de NDVI. Concluiu-se, assim, que o cruzamento dos dados das zonas classificadas em Estabilidade de Rendimento por Produtividade e Estabilidade de Rendimento por NDVI é válido e que o método de definição de zonas por Estabilidade de Rendimento por NDVI permite determinar zonas, porém com maior ênfase em zonas classificadas como Estável Alta .por
dc.contributor.advisor1Sebem, Elódio
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767432P7por
dc.contributor.referee1Pes, Luciano Zucuni
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4715914T9por
dc.contributor.referee2Wendling, Ademir
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762984J2por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6327566619703481por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agricultura de Precisãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.