Show simple item record

dc.creatorBandinelli, Maurício Guerra
dc.date.accessioned2017-05-12
dc.date.available2017-05-12
dc.date.issued2009-03-06
dc.identifier.citationBANDINELLI, Maurício Guerra. Micro-propagation and mini-cutting in the potato propagation. 2009. 60 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4992
dc.description.abstractMicro-propagation is a common technique to produce disease free potato materials. Mini-cuttings of just acclimatized plantlets or older plants associated with micro-propagation may reduce production costs of potato mini-tubers. This work was carried out to study the micro-propagation and mini-cutting techniques to maximize the production of mini-tubers and to minimize the costs of potato seeds. Two experiments were conducted, being in the first evaluated the micro-propagation and acclimatization of plantlets and in the second evaluated the mini-cutting of potato plants. The first experiment was conducted in two steps. In vitro growth of potato explants were evaluated in two concentrations of MS medium (½ MS and MS), three sucrose doses (30, 45 and 60 g L-1), and three clones (Asterix, Macaca e SMINIA793101-3). The same treatment combinations were evaluated during plantlet acclimatization in two systems (floating and sand). The mini-cutting was evaluated in three experiments. The effect of irrigation solution (tap water, nutrient solution and the combination) and the physiological age of stock plant (just acclimatized and in mini-tuber production) were evaluated in the mini-cutting rooting of Asterix, Macaca and SMINIA793101-3 clones. A third experiment was carried out to evaluate the effect of indol butyric acid (IBA) (0; 300; 600; 900 ppm) in mini-cutting rooting of Asterix clone. The MS medium with 50% of the salt concentration increases the plantlet survival during acclimatization. The sucrose has no effect on plantlet acclimatization. Both floating and substrate (sand) are suitable systems for acclimatization of potato plantlets. Mini-cuttings root in sand as substrate irrigated with tap water or nutrient solution. Apical mini-cuttings are suitable for the production of potato plantlets. Rooting potential of mini-cuttings is affected by the advance of the physiological age of the stock plant.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectSolanum tuberosum L.por
dc.subjectMicropropagaçãopor
dc.subjectAclimatizaçãopor
dc.subjectMiniestaquiapor
dc.subjectSolanum tuberosum L.eng
dc.subjectMicro-propagationeng
dc.subjectAcclimatizationeng
dc.subjectMini-cuttingseng
dc.titleMicropropagação e miniestaquia na propagação de batatapor
dc.title.alternativeMicro-propagation and mini-cutting in the potato propagationeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA micropropagação é uma técnica comumente utilizada para a produção de material propagativo de batata livre de doenças. Associada a essa técnica, a miniestaquia de plântulas recém aclimatizadas ou em produção pode ser uma forma de reduzir os custos de produção de minitubérculos de batata. Este trabalho foi conduzido com o objetivo de estudar a micropropagação e a miniestaquia, para maximizar a produção de mudas e minimizar os custos da batata-semente. Dois experimentos foram conduzidos, sendo no primeiro avaliado a micropropagação e aclimatização de plântulas e, no segundo, avaliado a miniestaquia de plantas batata. O primeiro experimento foi conduzido em duas etapas. Em laboratório foi avaliado o crescimento dos explantes em função da combinação de concentrações do meio MS (½ MS e MS completo), com doses de sacarose (30, 45 e 60 g L-1) em três clones (Asterix, Macaca e SMINIA793101-3). Em telado foi avaliado o efeito dos tratamentos aplicados na micropropagação sobre a aclimatização de plântulas em dois sistemas (flutuação e areia). A miniestaquia foi estudada em três experimentos. Um experimento foi conduzido para avaliar o efeito da solução de irrigação (água, solução nutritiva e a combinação de ambas) e outro a idade da planta matriz (recém aclimatizada e em produção) sobre o enraizamento de miniestacas dos clones Asterix, Macaca e SMINIA793101-3. Um terceiro experimento foi conduzido para avaliar o efeito do ácido indol-butírico (AIB) (0, 300, 600 e 900 mg L-1) no enraizamento das miniestacas do clone Asterix. O meio ½ MS, independente da dose de sacarose, aumenta a sobrevivência das plântulas de batata durante a aclimatização. Tanto o sistema com flutuação, quanto com substrato (areia) podem ser utilizados para a aclimatização de plântulas de batata. Miniestacas apicais podem ser utilizadas para a produção de mudas de batata, no sistema de enraizamento com substrato (areia), irrigadas com água de torneira ou solução nutritiva. O potencial de enraizamento das miniestacas é negativamente afetado pelo avanço da idade fisiológica da planta matriz.por
dc.contributor.advisor1Bisognin, Dilson Antônio
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4791129Y6por
dc.contributor.referee1Dutra, Leonardo Ferreira
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707530U9por
dc.contributor.referee2Andriolo, Jeronimo Luiz
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4788660U5por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4716451D7por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronomiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.