Show simple item record

dc.creatorSantos, Valdecir José dos
dc.date.accessioned2017-05-16
dc.date.available2017-05-16
dc.date.issued2009-04-30
dc.identifier.citationSANTOS, Valdecir José dos. Physiological quality of carrot and pumpkin seeds classified by size. 2009. 62 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/5009
dc.description.abstractCarrot (Daucus carota L.) and pumpkin (Cucurbita moschata) production is very important as food because they have important nutritional and pharmacological properties. High physiological quality of seeds of these species are subjected to high heterogeneity at maturation. Classification of seeds by size can be an alternative in order to improve physiological quality of seed lots. The aim of this study was to discriminate physiological quality of seed lots using mean comparison by orthogonal contrasts and identify tests that estimate the performance of seeds classified by size. Thus, an experiment was conducted using three lots of different seed sizes (medium, large and extra large) of carrot, cultivars Brasília and Alvorada, and of pumpkin, cultivar Menina Brasileira. Length of seedlings is a variable used to characterize physiological seed potential. However, this test can present experimental errors due to lossing parts of seedlings or inaccuracy in measurements. In order to correlate size of seeds and length of seedlings measured by a millimeter ruler with the method of digital images, another experiment was carried out. Due to high correlation found between the variables valued by the imaging method and measured with millimeter ruler, the method of digital images can be indicated as an alternative to measure seed size and seedlings length. Lots of medium seeds compared with lots of greater (large an extra large) seeds showed differences in physiological quality, justifying classification of seeds by size. In carrot cultivars Brasilia and Alvorada size of seeds did not influence germination, shoot lenght and total seedling length. However significant differences were found in dry weight of seedlings, seed weight and length of root, showing that the last variable, in addition to dry weight, was the most sensitive to separate lots by vigor. Pumpkin showed germination, first count of germination and cold test, respectively, 14.75%, 22.35% and 19.20% higher for extra large seeds in relation to large seed. Means comparison by orthogonal contrasts is an adequate analysis to discriminate physiological quality of carrot and pumpkin seed lots.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectTamanho de sementespor
dc.subjectDaucus carota Lpor
dc.subjectCucurbita moschatapor
dc.subjectSize of seedeng
dc.subjectDaucus carota Leng
dc.subjectCucurbita moschataeng
dc.titleQualidade fisiológica de sementes de cenoura e abóbora classificadas por tamanhopor
dc.title.alternativePhysiological quality of carrot and pumpkin seeds classified by sizeeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoAs culturas de cenoura (Daucus carota L.) e de abóbora (Cucurbita moschata) são de grande importância na alimentação humana, pois possuem boas propriedades nutricionais e farmacológicas. Porém a obtenção de sementes de alta qualidade fisiológica está sujeita à elevada heterogeneidade na maturação de sementes. A classificação de sementes de abóbora e cenoura por tamanho pode ser uma boa alternativa para a melhoria da qualidade fisiológica. Assim, o objetivo deste trabalho foi discriminar lotes de sementes por qualidade fisiológica através do uso de comparação de médias por contrastes ortogonais, bem como identificar testes que forneçam estimativas do desempenho de sementes classificadas por tamanho. Para isso, desenvolveu-se um experimento em que eram utilizadas sementes de cenoura dos cultivares Brasília e Alvorada e sementes de abóbora do cultivar Menina Brasileira, de três lotes de tamanhos diferentes: médio, grande e extragrande. Utilizou-se o delineamento inteiramente casualizado com quatro repetições. O comprimento de plântulas é uma variável eficiente na caracterização do potencial fisiológico de sementes, no entanto, este teste pode apresentar erros experimentais pela quebra de plântulas ou falta de exatidão nos resultados devido a erros de medidas. Para isso, realizou-se outro experimento para avaliar o tamanho de sementes e o comprimento de plântulas pelo método de régua milimetrada e por imagens digitais. Devido à grande correlação encontrada entre as variáveis analisadas pelo sistema de imagem em relação ao sistema de medidas com régua milimetrada, pode-se indicar o método de imagens digitais como alternativo em relação ao sistema tradicional de avaliação de comprimento de plântulas. Lotes de sementes menores mostraram diferenças na qualidade fisiológica em relação às sementes maiores, justificando a classificação de sementes. Nos cultivares de cenoura Alvorada e Brasília não houve influência do tamanho das sementes na percentagem de germinação e comprimento de parte aérea e total de plântulas, porém houve diferença significativa, além da massa seca de plântulas e do peso das sementes, para o comprimento de raiz, mostrando que esta variável, juntamente com a massa seca, foram as mais sensíveis para diferenciar lotes pelo vigor. Para a cultura da abóbora verificou-se que as variáveis porcentagem de germinação, primeira contagem de germinação e teste de frio, mostraram valores de 14,75%, 22,35% e 19,20%, respectivamente, superiores para as sementes extragrandes, em relação ao lote de sementes grandes. A análise de comparação de médias por contrastes ortogonais é capaz de discriminar lotes de sementes de cenoura e abóbora por qualidade fisiológica.por
dc.contributor.advisor1Garcia, Danton Camacho
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4702954P8por
dc.contributor.referee1Lopes, Sidinei José
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700757Z3por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4732403D6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronomiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.