Show simple item record

dc.creatorSantos, Luana Ferreira dos
dc.date.accessioned2017-05-10
dc.date.available2017-05-10
dc.date.issued2016-02-19
dc.identifier.citationSANTOS, Luana Ferreira dos. Armazenamento de maçã granny smith em atmosfera controlada dinâmica monitorada pelo quociente respiratório. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/5163
dc.description.abstractThe most widely way used to store apples is the controlled atmosphere (CA), were the oxygen is reduced, but this is far above the lower oxygen limit (LOL) tolerated by the fruit. The use of technologies that allow the monitoring of oxygen levels at least tolerated by the fruit can help maintain quality and reduce the incidence and of physiological disorders and postharvest diseases. The dynamic controlled atmosphere (DCA) is one of these technologies, which change the O2 throughout the storage period according to the fruit metabolism. The objective of this study was to evaluate effect of DCA storage monitored by the respiratory quotient (RQ) and chlorophyll fluorescence (CF), as well as their interaction with the application of 1-methylcyclopropene (1-MCP) on the physicochemical quality and physiological disorders, especially superficial scald of 'Granny Smith' apple. The following storage conditions were evaluated: a) Conventional CA with 1.5 kPa O2 plus 1.0 kPa CO2; b) DCA-RQ 1.3; c) DCA - RQ 1.5; d) DCA - RQ 1.7; e) DCA-CF (HarvestWatchTM DCA). The CO2 partial pressure was maintained at 1.2 kPa and the temperature at 1.5 °C in all treatments. After 9 months of storage, at the fruits removal from the storage chamber, evaluations were performed for superficial scald incidence and severity, decay and healthy fruits incidence. The other evaluations were performed after a 7 days period of shelf life at 20 ° C in. Fruits stored under DCA had lower ethylene production and respiration as compared to fruits stored in conventional CA, because of the lower 1-acid-aminocyclopropane-1-carboxylic enzyme activity by apples stored in DCA-RQ 1.5 and 1.7. The storage of apples in DCA-RQ 1.5 or 1.7 resulted in low superficial scald incidence. Under these conditions the application of 1-MCP had no benefit in reducing this disorder, suggesting that their application may be needless, but it is efficient when the fruits are stored in conventional CA and DCA-CF. In fruits DCA-RQ 1.7 storage occurred most volatile production associated with fermentative metabolism, but without decline of the fruit quality. Apples stored in DCA-RQ 1.7 kept greener color as compared to fruit stored in conventional CA due to the higher concentration of total chlorophyll. The firmness of the fruit stored in DCA-RQ fruit was higher as compared to the ones stored in CA, regardless of the application of 1-MCP. Under DCA-CF, application of 1-MCP has been shown not to be beneficial for maintaining the quality of the 'Granny Smith', as it provided the highest occurrence of decay. The storage in DCA provided higher number of healthy fruits as compared to the ones stored in CA.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectQuociente respiratóriopor
dc.subjectEscaldadura superficialpor
dc.subjectEtilenopor
dc.subjectRespiratory quotienteng
dc.subjectSuperficial scaldeng
dc.subjectEthyleneeng
dc.titleArmazenamento de maçã granny smith em atmosfera controlada dinâmica monitorada pelo quociente respiratóriopor
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA forma mais utilizada para o armazenamento de maçãs é a atmosfera controlada (AC), em que é reduzido o nível de O2, mas este fica muito acima do limite mínimo tolerado pelo fruto. O uso de tecnologias que permitem o monitoramento dos níveis de oxigênio no mínimo tolerado pelos frutos pode auxiliar a manutenção da qualidade e reduzir a incidência de distúrbios fisiológicos e podridões. A atmosfera controlada dinâmica (ACD) é uma destas tecnologias de controle e variação do O2 ao longo de todo o período de armazenamento de acordo com o metabolismo dos frutos. O objetivo deste trabalho foi avaliar o efeito do armazenamento em atmosfera controlada dinâmica monitorada pelos métodos do quociente respiratório (QR) e da fluorescência de clorofila (FC), bem como a sua interação com a aplicação de 1-metilciclopropeno (1-MCP) sobre a manutenção da qualidade e redução de distúrbios fisiológicos, especialmente a escaldadura superficial na maçã Granny Smith . As condições de armazenamento avaliadas foram: a) AC convencional com 1,0 kPa O2 mais 1,5 kPa CO2; b) ACD com quociente respiratório (QR) 1,3; c) ACD-QR 1,5; d) ACD-QR 1,7; e) ACD monitorada pela fluorescência de clorofila (ACD-FC) (HarvestWatchTM DCA). A pressão parcial de CO2 foi mantida em 1,2 kPa em todos os tratamentos e a temperatura em 1,5 °C. Após nove meses de armazenamento, no momento da saída dos frutos da câmara, foram realizadas avaliações quanto à incidência e severidade de escaldadura superficial, incidência de podridões e frutos sadios. As demais avaliações foram realizadas após um período de sete dias em que os frutos permaneceram expostos à temperatura de 20 °C com o objetivo de simular o período de prateleira. Frutos armazenados sob ACD apresentaram menor produção de etileno e respiração que frutos armazenados em AC convencional, como resultado da menor atividade da enzima ACC oxidase nas maçãs armazenadas em ACD-QR 1,5 e 1,7. O armazenamento de maçãs em ACD-QR 1,5 ou 1,7 favoreceu uma menor incidência de escaldadura superficial. Nestas condições a aplicação de 1-MCP não teve nenhum benefício na redução desse distúrbio, sugerindo que sua aplicação pode ser dispensada, porém é necessária quando os frutos são armazenados em AC convencional e ACD-FC. Nos frutos armazenados em ACD com QR 1,7 ocorreu maior produção de voláteis associados ao metabolismo fermentativo, contudo, não houve prejuízo à qualidade dos frutos. Maçãs armazenadas em ACD-QR 1,7 mantiveram coloração mais verde que frutos armazenados em AC convencional devido à maior concentração de clorofilas totais. A firmeza dos frutos armazenados em ACD-QR foi maior que frutos em AC, independentemente da aplicação de 1-MCP. Sob ACD-FC a aplicação de 1-MCP demonstrou não ser benéfica para a manutenção da qualidade das maçãs Granny Smith , uma vez que forneceu a maior ocorrência de podridões. O uso de ACD proporcionou um maior número de frutos sadios quando comparado a AC convencional.por
dc.contributor.advisor1Brackmann, Auri
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4793245Z9por
dc.contributor.referee1Sestari, Ivan
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4702991D0por
dc.contributor.referee2Tabaldi, Luciane Almeri
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4766007A6por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5050514661617182por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agronomiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.