Show simple item record

dc.creatorCavalheiro, Laura Giotto
dc.date.accessioned2008-02-21
dc.date.available2008-02-21
dc.date.issued2007-08-31
dc.identifier.citationCAVALHEIRO, Laura Giotto. THE PREVALENCE OF PHONOLOGICAL DISORDER IN CHILDREN AVERAGE AGE 4 TO 6 IN MUNICIPAL PUBLIC SCHOOLS OF SALVADOR BAHIA. 2007. 127 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6429
dc.description.abstractThis study aimed the following aspects: to estimate the prevalence of phonological disorders in children average age 4 to 6 who attend municipal public schools in Salvador-BA, verify if the phonological disorder varies according to age, gender and social income, and check the occurence of alterations in the phonetic inventory, phonological system as well as the phonological process of major prevalence in children with phonological disorder. The sample was composed of 2880 children both gender, average age 4:0 to 6:11, low, middle and high income. All the individuals were submitted to speech and hearing evaluations and later to a phonological evaluation, in order to determine the prevalence of phonological disorder in different gender, age and social income. For the statistical analysis were utilized the Pearson s Qui-Square or Fisher s Accurate Test with a significance level of 5% (p<0,05). The prevalence of phonological disorder was of 9,17% in the studied population. Noticing this prevalence considering gender the variable found was 13,33% for the male and 5% for the female. Taking the age in consideration was found 8,9% of the children from 4:0 to 4:11, 9,48% of children from 5:0 to 5:11 and 9,06% of children from 6:0 to 6:11. Related to their social income was verified that 8,75% of low income subjects presented phonological disorder, 9,69% of middle income, and 1,32% had incomplete phonological system. The most prevalent phonological process was of syllabic structure if compared to substitutions, being the reduction of consonantal pairs the later phonological process to be eliminated. There is a variation in the performance related to phonological process as well as in statistics when the phonological process was analyzed in different gender and social income. Therefore it was concluded that there is a high prevalence of phonological disorder in children average age 4:0 to 6:11, with disorders variations noticed considering gender and social income, different from what was observed analyzing the age.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDistúrbios da falapor
dc.subjectCriançapor
dc.subjectAvaliação do desempenhopor
dc.subjectPrevalênciapor
dc.subjectSexopor
dc.subjectGrupos etáriospor
dc.subjectDesenvolvimento sócio-econômicopor
dc.subjectSpeech disorderseng
dc.subjectChildreneng
dc.subjectPerformance evaluationeng
dc.subjectPrevalenceeng
dc.subjectGendereng
dc.subjectAgeeng
dc.subjectIncome developmenteng
dc.titleA PREVALÊNCIA DO DESVIO FONOLÓGICO EM CRIANÇAS DE 4 A 6 ANOS DE ESCOLAS PÚBLICAS MUNICIPAIS DE SALVADOR BApor
dc.title.alternativeTHE PREVALENCE OF PHONOLOGICAL DISORDER IN CHILDREN AVERAGE AGE 4 TO 6 IN MUNICIPAL PUBLIC SCHOOLS OF SALVADOR BAHIAeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEste estudo teve por objetivos estimar a prevalência de desvios fonológicos em crianças de 4 a 6 anos que freqüentam escolas públicas municipais de Salvador-BA; verificar se a prevalência de desvios fonológicos varia conforme a idade, o sexo, e a classe sócio-econômica; verificar a ocorrência de alterações no inventário fonético, sistema fonológico e os processos fonológicos de maior prevalência apresentados pelas crianças que apresentam desvio fonológico.A amostra foi formada por 2880 crianças de ambos os sexos, na faixa etária de 4:0 a 6:11, de níveis sócioeconômicos baixo, médio e alto. Todos foram submetidos às avaliações fonoaudiológicas e posteriormente avaliação fonológica da criança, realizadas a fim de determinar a prevalência do desvio fonológico para diferentes sexos, faixas etárias e níveis sócio-econômicos, Para análise estatística, foram utilizados o Teste Qui-quadrado de Pearson ou Teste Exato de Fisher, com nível de significância de 5% (p<0,05). A prevalência do desvio fonológico foi de 9,17% na população estudada. Ao verificar esta prevalência considerando a variável sexo foi encontrada 13,33% para o sexo masculino e 5% para o feminino. Ao considerar a faixa etária 8,9% das crianças de 4:0 a 4:11, 9,48% para as crianças de 5:0 a 5:11 e 9,06% para as crianças de 6:0 a 6:11. Em relação ao nível sócio-econômico foi verificado que 8,75% dos sujeitos de nível sócio-econômico baixo apresentam desvio fonológico, 9,69% do nível médio, e 9,06% do alto. Das crianças avaliadas apenas 1,11% tem inventário fonético incompleto e 1,32% sistema fonológico incompleto. Os processos fonológicos mais prevalentes são os de estruturação silábica se comparados aos de substituição, sendo que o processo fonológico mais tardiamente eliminado é o de redução de encontro consonantal. Há variação no desempenho relacionado aos processos fonológicos e, também, estatisticamente quando analisado os processos fonológicos em diferentes sexos e níveis sócio-econômicos Conclui-se, dessa forma, que há alta prevalência de desvio fonológico em crianças de 4:0 a 6:11, com variações na manifestação do desvio considerando sexo e nível sócio-econômico, diferentemente do que é observado ao analisar a faixa etária.por
dc.contributor.advisor1Keske-Soares, Marcia
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4768009P6por
dc.contributor.referee1Lamprecht, Regina Ritter
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4728488T6por
dc.contributor.referee2Mota, Helena Bolli
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4793722U3por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735263U6por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentFonoaudiologiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Distúrbios da Comunicação Humanapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.