Show simple item record

dc.creatorBecker, Karine Thaís
dc.date.accessioned2011-09-23
dc.date.available2011-09-23
dc.date.issued2011-03-04
dc.identifier.citationBECKER, Karine Thaís. HEARING ABILITIES IN NORMAL HEARING SCHOLARS FROM DIFFERENT SOCIOECONOMIC-CULTURAL LEVELS. 2011. 109 f. Dissertação (Mestrado em Fonoaudiologia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6495
dc.description.abstractThis study aimed to verify the socioeconomic-cultural level s interference on the speech comprehension performance in the scholars and if this condition can affect the hearing abilities, even with intact peripheral hearing. The sample was comprised by 51 children, aged between seven and ten years old, divided into two groups by different socioeconomic-cultural levels, based on the Economic Classification s Criterion of Brazil by the Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa ABEP (2008). Thus, the Group 1 (G1) was comprised of 23 middle high level s children and the Group 2 (G2) of 28 middle lower level s children. Realized procedures: anamnesis; meatoscopy; obtain hearins thresholds; measures of acoustic impedance and Recognition Sentence in the Silence Thresholds (RSST) and in the Noise (RSNT), expressed by the signal to noise ratio (S/N), obtained by the Portuguese Sentence Lists test PSL; and Staggered Spondaic Word test SSW. In the article I, were studied the auditory abilities assessed by SSW test. In the article II, the speech recognition in quiet and in noise were studied, by analyzing the RSST and S/R ratio It was found that the children from both groups had similar performances only to the RSST variable, while middle high level s children scores highly than the middle lower level s to the speech recognition ability and to the assessed abilities from the SSW test. This showed that the socioeconomic-cultural level affects this abilities performance.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAudiçãopor
dc.subjectPercepção auditivapor
dc.subjectFatores socioeconômicospor
dc.subjectCriançapor
dc.subjectHearingeng
dc.subjectAuditory perceptioneng
dc.subjectSocioeconomic factorseng
dc.subjectChildeng
dc.titleHABILIDADES AUDITIVAS EM ESCOLARES NORMO-OUVINTES DE DIFERENTES NÍVEIS SOCIOECONÔMICO-CULTURAISpor
dc.title.alternativeHEARING ABILITIES IN NORMAL HEARING SCHOLARS FROM DIFFERENT SOCIOECONOMIC-CULTURAL LEVELSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEste estudo teve como objetivo verificar se há interferência do nível socioeconômico-cultural no desempenho da habilidade de compreensão da fala em escolares e se essa condição pode afetar as demais habilidades auditivas, estando a audição periférica íntegra. A amostra constitui-se de 51 crianças, com idades entre 7 e 10 anos, divididas em dois grupos. A divisão de acordo com o nível socioeconômico-cultural se deu com base no Critério de Classificação Econômica do Brasil da Associação Brasileira de Empresas de Pesquisa ABEP (2008). Assim, o Grupo 1 (G1) foi constituído por 23 crianças de nível socioeconômico-cultural médio-alto e o Grupo 2 (G2) por 28 crianças de nível socioeconômico-cultural médio-baixo. Foram realizados: anamnese; inspeção visual do meato acústico externo; obtenção dos limiares auditivos; medidas de imitância acústica; pesquisa dos Limiares de Reconhecimento de Sentenças no Silêncio (LRSS) e no Ruído (LRSR), expresso através da relação sinal-ruído (S/R), obtidos através do teste Listas de Sentenças em Português LSP (Costa, 1998); e a aplicação do Teste Dicótico de Dissílabos Alternados SSW (Borges, 1986). No artigo I, foram estudadas as habilidades auditivas avaliadas pelo teste SSW, enquanto no artigo II, o reconhecimento de fala no silêncio e no ruído, através da análise das variáveis LRSS e relação S/R. Verificou-se que, com exceção do LRSS, em que as crianças dos dois grupos obtiveram desempenhos semelhantes, as crianças de nível socioeconômico-cultural médio-alto obtiveram escores superiores às crianças de nível médio-baixo nas habilidades avaliadas pelo teste SSW e na habilidade de reconhecimento de fala no ruído. Isso evidenciou que o nível socioeconômico-cultural interfere no desempenho destas habilidades.por
dc.contributor.advisor1Flôres, Maristela Lovato
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783081T8por
dc.contributor.referee1Rossi, ângela Garcia
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4708676D3por
dc.contributor.referee2Teixeira, Adriane Ribeiro
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4704019Y6por
dc.contributor.referee3Mezzomo, Carolina Lisbôa
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4779654H0por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4485369Y0por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentFonoaudiologiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Distúrbios da Comunicação Humanapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::FONOAUDIOLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.