Show simple item record

dc.creatorAlmeida, Sabrina Cantarelli
dc.date.accessioned2014-10-03
dc.date.available2014-10-03
dc.date.issued2014-01-24
dc.identifier.citationALMEIDA, Sabrina Cantarelli. PERCEPTION OF LOCAL AGENTS IN THE ADOPTION OF GEOGRAPHICAL INDICATION CERTIFICATION: THE CASE OF PELOTAS SWEETS. 2014. 91 f. Dissertação (Mestrado em Economia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6610
dc.description.abstractThe adoption of Geographical Indication (GI) certification represents, among other aspects, a way of innovation and a market advantage. Once studies on this area are recent and few in Brazil, this research had as objective to verify the historical, cultural and economic perception of the actors involved in the production chain of Pelotas sweets in relation to the adoption of Geographical Indication certification. The major promotion of Pelotas sweets is through a fair called Feira Nacional do Doce (FENADOCE), which aims at promoting the sweets culture of the region of Pelotas/RS to the country as well as abroad. The fair also plays a significant economic, cultural and historical role. The case study was carried out through a field research with primary data collection by means of search forms applied to Pelotas sweets consumers and to producer companies, that is, 3 producers that have the GI stamp, 3 associated producers without the IG and 3 producers out of the association, all of them that participated in the fair, 21st FENADOCE, between May 31st and June 2nd, 2013. The results reveal that the consumers with more knowledge about geographical identification are more inclined to pay more for a certified sweet. However, the cost plays a secondary role since the consumers are more influenced by the taste and the beauty of the sweets displayed on the shop windows of the sweets stores. In this sense, the geographical identification is seen not only as a historical and cultural review of the traditional sweets heritage, but also, as a quality assurance stamp. Therefore, with this study we can conclude that the adoption of the IG certification brought to the confectioners recognition and commercial success. The consumers started to be sure of consuming a product that maintains the characteristics of its original recipes and, of course, the unmistakable flavor of Pelotas sweets.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCertificaçãopor
dc.subjectDoces de Pelotaspor
dc.subjectIndicação Geográficapor
dc.subjectCertificationeng
dc.subjectPelotas Sweetseng
dc.subjectGeographical Indicationeng
dc.titlePERCEPÇÃO DOS AGENTES LOCAIS NA ADOÇÃO DA CERTIFICAÇÃO DE INDICAÇÃO GEOGRÁFICA: O CASO DOS DOCES DE PELOTASpor
dc.title.alternativePERCEPTION OF LOCAL AGENTS IN THE ADOPTION OF GEOGRAPHICAL INDICATION CERTIFICATION: THE CASE OF PELOTAS SWEETSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA adoção da certificação de Indicação Geográfica (IG) representa, entre outros aspectos, uma forma de inovação e de diferenciação de produtos. Tendo-se em vista que os estudos nessa temática são ainda muito recentes e escassos no Brasil, esta pesquisa objetivou verificar a percepção histórica, cultural e econômica dos atores envolvidos na cadeia produtiva dos Doces de Pelotas em relação à adoção da certificação de IG. A maior divulgação dos Doces de Pelotas é através da Feira Nacional do Doce (Fenadoce), que visa promover a cultura doceira da região de Pelotas/RS para todo o país e exterior. O estudo de caso realizou-se através de pesquisa de campo com coleta de dados primários por meio de formulários aplicados aos consumidores de Doces de Pelotas e às empresas produtoras, ou seja, três produtores que possuem o selo de IG, três produtores sem certificação associados e, ainda, três produtores fora da associação, que participaram da feira, durante a 21ª Fenadoce, entre os dias 31 de maio e 2 de junho de 2013. Os resultados revelaram que os consumidores com maior conhecimento sobre indicação geográfica estão dispostos a pagar mais por um doce certificado. No entanto, a variável preço acaba desempenhando um papel secundário, pois os consumidores são mais influenciados pelo paladar e pela beleza dos doces expostos nas vitrines das docerias. Nesse sentido, a indicação geográfica é percebida não apenas como um aparato ao resgate histórico-cultural da herança dos doces tradicionais, mas também como mais um selo de garantia de qualidade. Sendo assim, pode-se concluir com este estudo que a adoção da certificação de IG trouxe às doceiras da região reconhecimento e sucesso comercial. Os consumidores passaram a ter certeza de estar consumindo um produto que mantém rigorosamente as características de suas receitas originais e, é claro, o sabor inconfundível do Doce de Pelotas.por
dc.contributor.advisor1Dorr, Andrea Cristina
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1165079585483396por
dc.contributor.referee1Brum, Tônia Magali Moraes
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6670578627131711por
dc.contributor.referee2Kirinus, Jackeline Karsten
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4757146P6por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/9390496143835327por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEconomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Economia e Desenvolvimentopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ECONOMIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.