Show simple item record

dc.creatorPauletto, Macilene Regina
dc.date.accessioned2013-07-29
dc.date.available2013-07-29
dc.date.issued2013-01-18
dc.identifier.citationPAULETTO, Macilene Regina. PERCEPTION OF PACIENT IN HEMODIALYSIS OFF THE WAITING LIST TO RENAL TRANSPLANT. 2013. 88 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7369
dc.description.abstractIt is a qualitative search, performed with 15 patients in hemodialysis which have indication to kidney transplant and are off the waiting list, they are patients in a renal clinic in Rio Grande do Sul State, Brazil. The objectives was: describe the perception of patients with indication to renal transplant that are off waiting list about the disease and the dialysis treatment; describe the perception of those patients about the transplant; and, to know the reasons that influence the patients in hemodialysis, with indication to renal transplant, about come not in waiting list. The rules of Resolution 196/96 of Health National Council, Health Department to searches involving human beings were respected. The data collection happened between March and July 2012 through narrative interview of experience. The data was submitted to content thematic analysis. The categories arising of data analysis are to describe and discuss in three articles that compound these study. The first one approaches the perception of patients about the disease and treatment of hemodialysis and resulted in the categories: the discovery of renal disease; changes and limitations of hemodialysis; and, the adaptation to treatment. The analysis of the categories can verify that even though limitation caused by disease and treatment, the patients feel safe and adapted to conditions of life in hemodialysis, and they remain in therapy although with indication to transplant. The second article is about perception of patients about transplant as a treatment that needs cares with possibility of complications, including death. Also, the perceptions about transplant are linked with success histories and the possibility of a new life out of machines. The perception of patients that the transplant is a treatment that demands cares, with possibility of complications, seems to influence in current decision of not come in the list, for implicate in changes and limitations in daily life, for which, the respondents are not prepared. The perception that transplant means a possibility of a new life free of hemodialysis machines, could contribute to consider the therapeutic modality. The third article presents the reasons to do not ingress in the waiting list, which were related with the need of medicines; financial implications and difficulties to ingress in list; uncertainty and negative experiences of transplant; possibilities of complications and return to hemodialysis; and, fear of death. Despite the listed reasons been relevant to do not ingress in waiting list, the need of being informed and clarified about the therapeutics is not discarded. It is important to nursing to know the perception of patients about the disease, treatment and possibility to kidney transplant, as well the reasons that influence to do not choose the renal transplant, with the objective of to orientate educative actions that could to guide, to clarify and respect the choices of patients.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectInsuficiência renal crônicapor
dc.subjectDiálise renalpor
dc.subjectTransplante de rimpor
dc.subjectNursingeng
dc.subjectRenal insufficiencyeng
dc.subjectChroniceng
dc.subjectRenal dialysiseng
dc.subjectKidney transplantationeng
dc.titlePERCEPÇÃO DE PACIENTES EM HEMODIÁLISE FORA DA LISTA DE ESPERA SOBRE O TRANSPLANTE RENALpor
dc.title.alternativePERCEPTION OF PACIENT IN HEMODIALYSIS OFF THE WAITING LIST TO RENAL TRANSPLANTeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoTrata-se de uma pesquisa qualitativa, realizada com 15 pacientes em hemodiálise, com indicação para transplante renal, que estavam fora da lista de espera, de uma clínica renal, no interior do Rio Grande do Sul, Brasil. Os objetivos foram: descrever a percepção de pacientes com indicação para transplante renal que estão fora da lista de espera sobre a doença e o tratamento de hemodiálise; descrever a percepção de pacientes com indicação para transplante renal que não estão na lista de espera sobre o transplante; e, conhecer os motivos que influenciam os pacientes em hemodiálise, com indicação para transplante renal, em não ingressar na lista de espera. Foram respeitadas as normas da Resolução 196/96 do Conselho Nacional de Saúde do Ministério da Saúde para pesquisas envolvendo seres humanos. A coleta dos dados ocorreu de março a julho de 2012, por meio da entrevista narrativa de vivências. Os dados foram submetidos à análise de conteúdo temática. As categorias oriundas da análise dos dados são descritas e discutidas em três artigos, que compõem o presente trabalho. O primeiro artigo, que aborda a percepção dos pacientes sobre a doença e o tratamento de hemodiálise resultou nas categorias: a descoberta da doença renal; mudanças e limitações na vida de pacientes em hemodiálise; e a adaptação ao tratamento de hemodiálise. Com a análise destas categorias pode-se verificar que mesmo com as limitações provocadas pela doença e tratamento, os pacientes sentem-se seguros e adaptados às condições da vida em hemodiálise, de modo a permanecer nesta terapia mesmo possuindo indicação para transplante. O segundo artigo, que trata sobre as percepções dos pacientes sobre o transplante, apresenta-o como um tratamento que exige cuidados, com possibilidade de complicações, inclusive de morte. As percepções sobre o transplante também estão vinculadas a histórias de sucesso e a possibilidade de uma nova vida fora das máquinas. A percepção dos pacientes de que o transplante é um tratamento que exige cuidados, com possibilidade de complicações, parece influenciar na decisão atual de não ingressar em lista, por implicar em mudanças e limitações na vida diária, para as quais, os pesquisados ainda não estão preparados. A percepção de que o transplante representa a possibilidade de uma nova vida fora das máquinas de hemodiálise, pode contribuir para reflexões em considerar esta modalidade terapêutica. O terceiro artigo apresenta os motivos para não ingressar em lista de espera, os quais foram relacionados a necessidade de medicações; implicações financeiras e dificuldades para ingressar na lista; incertezas e experiências negativas do transplante; possibilidade de complicações e de retorno à hemodiálise; e, medo da morte. Apesar dos motivos elencados pelos pacientes serem relevantes para o não ingresso em lista de espera, não se descarta a necessidade de serem informados e esclarecidos, sobre esta terapêutica. Considera-se importante a enfermagem conhecer a percepção destes pacientes acerca de sua doença, tratamento e possibilidade de transplante renal, bem como os motivos que influenciam em não optar pelo transplante renal, no intuito de direcionar ações educativas que possam orientar, esclarecer e respeitar as escolhas dos pacientes.por
dc.contributor.advisor1Beuter, Margrid
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4780840Z1por
dc.contributor.referee1Thomé, Elisabeth Gomes da Rocha
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7031901235400148por
dc.contributor.referee2Girardon-perlini, Nara Marilene Oliveira
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4703226Z0por
dc.contributor.referee3Camponogara, Silviamar
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700146T7por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8534774291045962por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEnfermagempor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.