Show simple item record

dc.creatorArboit, Eder Luis
dc.date.accessioned2015-05-11
dc.date.available2015-05-11
dc.date.issued2014-12-10
dc.identifier.citationARBOIT, Eder Luis. SAFETY INCIDENTS RELATED TO MEDICAL THERAPY: PERCEPTIONS OF INTENSIVE CARE NURSING PROFESSIONALS`. 2014. 126 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7428
dc.description.abstractThis study has as objectives: to analyze the perceptions of intensive care unit nursing professionals about the occurrence of safety incidents related to the medical therapy; to identify the factors that interfere positively and negatively for the occurrence of safety incidents related to the medical therapy; to know the strategies adopted by the intensive care unit nursing professionals for the prevention and control of safety incidents related to the medical therapy. Method: exploratory-descriptive research with a qualitative approach, carried out in a medium-sized hospital in the south of Brazil. The subjects were four nurses and eleven nursing technicians of an adult intensive care unit. The data collection occurred in February and March, 2014, through a semi-structured interview and afterwards these data were submitted to Thematic Analysis. Results and discussions: the information obtained with the participants was grouped together in three categories: a) perceptions of intensive care unit nursing professionals about the occurrence of safety incidents related to medical therapy; b) interfering factors which contribute for the occurrence of safety incidents related to the use of medications in intensive care; c) strategies adopted by nursing professionals for the reduction of safety incidents related to the use of medications in ICU. The interviewees reported having already heard about the topic, however showed uncertainties about the concepts of safety incidents, adverse events and medication errors. They mentioned having already experienced some situations involving safety incidents related to the medical therapy; the adopted action consists of the communication of the event to the nurse and the intensification of patient care, in order to minimize the consequences of the error and to promote the reestablishment of organic functions. The working routines, the complexity of the clinical status of patients, the care fragmentation, physical structure, the hurry, work overload, lack of recognition and lack of attention are some of the factors mentioned which contribute for the occurrence of incidents. However, the shift change, the attention, medical prescription and medication labels check and the patient identification the five medication rights are pointed out as human factors that can help minimize the occurrence of incidents. The medical prescription and medication labels check, the non-administration of medication in case of doubt, the adequate patient and medication identification were mentioned as strategies for the prevention of the occurrence of safety incidents. Conclusions: it was demonstrated the necessity of constant update by the professionals, as well as the definition of concepts and the standardization of procedures in case of safety incidents. Besides, it is utterly important the implementation of a system of voluntary notification in which the professional does not need to identify him/herself, and also the support and guidance by the nurse to the nursing technicians about the preparation and administration of the medication. These are a few of the actions which represent valuable tools for the improvement of care, thus promoting professionals‟ satisfaction and also promoting the culture of safety, rather than the punitive one.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectErros de medicaçãopor
dc.subjectSegurança do pacientepor
dc.subjectUnidades de terapia intensivapor
dc.subjectNursingeng
dc.subjectNursing careeng
dc.subjectMedication errorseng
dc.subjectPatient safetyeng
dc.subjectIntensive care unitseng
dc.titleINCIDENTES DE SEGURANÇA RELACIONADOS À TERAPIA MEDICAMENTOSA: PERCEPÇÕES DE PROFISSIONAIS DE ENFERMAGEM DE TERAPIA INTENSIVApor
dc.title.alternativeSAFETY INCIDENTS RELATED TO MEDICAL THERAPY: PERCEPTIONS OF INTENSIVE CARE NURSING PROFESSIONALS`eng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEste estudo tem como Objetivos: analisar as percepções de profissionais de enfermagem atuantes em unidade de terapia intensiva sobre a ocorrência de incidentes de segurança relacionados à terapia medicamentosa; identificar os fatores que interferem para a ocorrência de incidentes de segurança relacionados à terapia medicamentosa; conhecer as estratégias adotadas pelos profissionais de enfermagem atuantes em unidade de terapia intensiva para a prevenção e controle dos incidentes de segurança relacionados à terapia medicamentosa. Método: pesquisa exploratório-descritiva com abordagem qualitativa, realizada em um hospital de médio porte do Sul do Brasil. Entrevistaram-se quatro enfermeiros e 11 técnicos de enfermagem da unidade de terapia intensiva adulto. A coleta de dados ocorreu nos meses de fevereiro e março de 2014, por meio de entrevista semiestruturada e os dados foram submetidos à Análise de Temática. Resultados e discussões: as informações obtidas junto aos participantes foram agrupadas em três categorias: a) percepções de trabalhadores de enfermagem atuantes em uma unidade de terapia intensiva, sobre a ocorrência de incidentes de segurança relacionados à terapia medicamentosa; b) fatores que interferem para a ocorrência de incidentes de segurança relacionados ao uso de medicamentos em terapia intensiva; c) estratégias adotadas pelos trabalhadores de enfermagem para redução dos incidentes de segurança relacionados ao uso de medicamentos em UTI. Os entrevistados já ouviram falar sobre o tema, porém demonstram incertezas quanto aos conceitos de incidente de segurança, evento adverso e erros de medicação. Citam que já vivenciaram alguma situação de incidentes de segurança com relação à terapia medicamentosa e a conduta adotada consiste na comunicação do evento ao enfermeiro e a intensificação dos cuidados ao paciente, a fim de minimizar as consequências do erro e promover o restabelecimento das funções orgânicas. As rotinas de trabalho, a complexidade do quadro clínico dos pacientes, a fragmentação do cuidado, a estrutura física, a pressa, a sobrecarga de trabalho, falta de reconhecimento e falta de atenção são alguns dos fatores citados que contribuem, para facilitar a ocorrência dos incidentes. No entanto, a passagem de plantão, a atenção, a conferência da prescrição médica e dos rótulos da medicação, a identificação do paciente e os cinco certos da medicação são apontados como fatores humanos que podem auxiliar para minimizar a ocorrência destes. A conferência da prescrição médica e dos rótulos da medicação, não administração de medicamentos em caso de dúvidas, identificação adequada do paciente e da medicação foram citadas como estratégias para a prevenção da ocorrência de incidentes de segurança. Conclusões: evidencia-se a necessidade de aperfeiçoamento constante dos trabalhadores, bem como a definição de conceitos e a uniformização das condutas diante dos incidentes de segurança. Além disso, é de fundamental importância a implantação de um sistema de notificação voluntária em que o profissional não necessite se identificar, além do acompanhamento e orientação por parte do enfermeiro aos técnicos de enfermagem quanto ao preparo e administração de medicamentos. Estas são algumas das ações que se constituem em valiosas ferramentas para a qualificação do cuidado, promovendo a satisfação dos trabalhadores e a cultura de segurança ao invés da cultura punitiva.por
dc.contributor.advisor1Camponogara, Silviamar
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700146T7por
dc.contributor.advisor-co1Magnago, Tânia Solange Bosi de Souza
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4770938E2por
dc.contributor.referee1Urbanetto, Janete de Souza
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8935137454685552por
dc.contributor.referee2Beck, Carmem Lúcia Colomé
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4700118Y2por
dc.contributor.referee3Silva, Luiz Anildo Anacleto da
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/0591468015810729por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/0255338537298811por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEnfermagempor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.