Show simple item record

dc.creatorMenezes, Daniel Junges
dc.date.accessioned2015-03-16
dc.date.available2015-03-16
dc.date.issued2014-03-18
dc.identifier.citationMENEZES, Daniel Junges. ZONING OF RISK AREAS OF FLOOD AT URBAN ZONE IN SANTA CRUZ DO SUL- RS. 2014. 137 f. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2014.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/9420
dc.description.abstractThe discussions and reflections about natural disasters and risk areas configuration increasingly appear as significant themes, whether in the media who report events relating to this matter, or in academia, where the processes, dynamics and relationships that occur in these spaces are discussed and thought, focusing on both the populations involved as environment in question. In this perspective, the theme "risk" is placed from the viewpoints of technical, social, economic, political, administrative and legal, where the management and mitigation from damage emerge as centralized element of discussions. The floods appear among the natural disasters that cause more damage to population health and patrimony, generating a large number of homeless and also as significant rate of fatalities, due to the direct effect of floods and secondary infectious diseases to disorders in water and sanitation systems. The floods appear among the natural disasters that cause more damage to population health and patrimony, generating a large number of homeless and also a significant rate of fatalities, due to the direct effect of floods and secondary infectious diseases to disorders in water and sanitation systems. In urbanized areas, floods are amongst the natural threats that cause the most natural and human damage. The phenomenon of intense urbanization and historic deficit in implementing appropriate and effective housing policies in Brazil, plus real estate speculation and the segregation process to which refers, has reduced the alternative of the population with the lowest income, that started to settle along the areas unfavorable geologically, without planning and infrastructure. This framework has contributed to the risk increase situations associated with fluvial dynamics. Amongst the demand to subsidies for management of these areas are the risk zonings that are emerging as a tool that seeks to give contribution to prevention and management of affected areas by floods and arise as management actions at the federal, state and municipal mainly, with the main objective of this research is to develop a zoning of risk associated with floods in the municipality of Santa Cruz do Sul. Were mapped susceptible areas to flooding and described and analyzed the occupied areas. The danger was associated by differences as severity of floods which vary as to recurrence, speed and destructive power of the process and also the affected area. The research allowed to establish a significant relationship between the urban pattern, the degree of intervention in drainage and the vulnerability for flood and consequently the presence of a higher or lower risk in distinct portions of urban area. The low-risk areas were associated with areas of a better urban pattern, lower recurrence or where interventions have minimized the possibility of extravasation of water courses. The medium risk areas are associated with areas very close to drainage that are perceptible interventions that minimize the possibility of extravasation and whose danger is a medium grade, and even in the most distant areas of drainages where these measures are less effective or missing. The high-risk areas were associated with portions where interventions are less mitigating, or missing and whose danger was established as high. The zoning of areas at risk of flooding pointed out as areas of very high risk, the allocated at south neighborhoods and irregular occupation in west of the urban area, characterized by high risk and very pegged to high vulnerability.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectZoneamentopor
dc.subjectÁreas de riscopor
dc.subjectInundaçõespor
dc.subjectZoningeng
dc.subjectRisk areaseng
dc.subjectFloodseng
dc.titleZoneamento das áreas de risco de inundação na área urbana de Santa Cruz do Sul - RSpor
dc.title.alternativeZoning of risk areas of flood at urban zone in Santa Cruz do Sul- RSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoAs discussões e reflexões a cerca dos desastres naturais e configuração de áreas de risco, cada vez mais figuram-se como temas significativos, sejam nos meios de comunicação que noticiam acontecimentos relacionados a este assunto, ou no meio acadêmico, onde os processos, dinâmicas e relações que ocorrem nestes espaços são discutidos e pensados, tendo como foco tanto as populações envolvidas como o ambiente em questão. Nesta perspectiva, a temática risco é colocada a partir dos pontos de vista técnico, social, econômico, político, administrativo e legal, onde o gerenciamento e a atenuação de danos emergem como elemento centralizador de discussões. As inundações aparecem entre os desastres naturais que mais danos causam à saúde da população e ao patrimônio, gerando um número elevado de desabrigados e como também taxa significativas de vítimas fatais, em decorrência do efeito direto das inundações e das doenças infecciosas secundárias aos transtornos nos sistemas de água e saneamento. Nos espaços urbanizados, as inundações estão entre as ameaças naturais que mais causam danos humanos e materiais. O fenômeno de intensa urbanização e o déficit histórico de implementação de políticas habitacionais adequadas e eficazes no Brasil, somado a especulação imobiliária e o processo de segregação que este remete, tem reduzido às alternativas da população de mais baixa renda, que passaram a se estabelecer junto às áreas geologicamente desfavoráveis, sem planejamento e infraestrutura. Esse quadro tem contribuído para o incremento das situações de risco associadas à dinâmica fluvial.Dentre a demanda de subsídios para gestão destas áreas, estão os zoneamentos de risco, que emergem como uma ferramenta que busca dar aporte para ações de prevenção e gerenciamento de áreas afetadas por inundações e surgem como ações de gestão em nível federal, estadual e principalmente municipal, sendo que o objetivo geral desta pesquisa consiste em elaborar um zoneamento de risco associado a inundações no município de Santa Cruz do Sul. Foram mapeadas as áreas susceptíveis a inundações e descritas e analisados as áreas ocupadas. O perigo esteve associado às diferenças quanto à severidade das inundações, que variam quanto à recorrência, velocidade e poder destrutivo do processo e ainda, área afetada. A pesquisa permitiu estabelecer uma significativa relação entre o padrão urbano, o grau de intervenção nas drenagens e vulnerabilidade quanto a inundações e, consequentemente, relação à presença de um maior ou menor risco nas distintas porções da área urbana. As áreas de risco baixo estiveram associadas às áreas de um melhor padrão urbano, menor recorrência ou ainda onde as intervenções minimizaram a possibilidade de extravasamento dos cursos d agua. As áreas de risco médio estão associadas às áreas muito próximas das drenagens, em que são perceptíveis intervenções que minimizam a possibilidade de extravasamento e cujo perigo é de grau médio, e ainda nas áreas mais distantes das drenagens, onde estas medidas são menos eficazes ou ausentes. As áreas de risco alto estiveram associadas a porções onde as intervenções são menos mitigadoras, ou ausentes e cujo perigo foi estabelecido como elevado. O zoneamento das áreas de risco de inundação apontou como áreas de risco muito alto, as alocadas nos bairros ao sul e em áreas de ocupação irregular a oeste da área urbana, caracterizadas pelo perigo alto e muito atreladas a alta vulnerabilidade.por
dc.contributor.advisor1Robaina, Luís Eduardo de Souza
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4793395T7por
dc.contributor.referee1Trentin, Romario
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/2287005710639329por
dc.contributor.referee2Nummer, Andrea Valli
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4709012Z5por
dc.contributor.referee3François, Laurent
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/9969382109875336por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/1616864114940254por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentGeografiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Geografiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::GEOGRAFIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.