Show simple item record

dc.contributor.advisorHorner, Rosmari
dc.creatorCavalheiro, Patrícia Bernardes
dc.date.accessioned2015-09-04T14:57:07Z
dc.date.available2015-09-04T14:57:07Z
dc.date.issued2013-02-07
dc.date.submitted2013
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/1013
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Residência Multiprofissional Integrada em Gestão e Atenção Hospitalar no Sistema Público de Saúde, RS, 2013.por
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCâncer de mamapor
dc.subjectEnfrentamentopor
dc.subjectRodas de conversapor
dc.titleRodas de informações e reflexões sobre os altos índices de mortalidade por câncer de mama: socializando resultados de pesquisa com trabalhadorespor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationResidência Multiprofissional Integrada em Gestão e Atenção Hospitalar no Sistema Público de Saúdepor
dc.description.resumoO câncer de mama é o tipo mais freqüente de neoplasia que acomete a população feminina mundial e brasileira. A Região Sul, em especial o Rio Grande do Sul, exibe estatísticas alarmantes na mortalidade por câncer de mama, inclusive entre os municípios da região centro-oeste, cenário deste estudo. As estratégias adotadas para o controle dessa neoplasia são: prevenção (diminuir os fatores de risco relacionados ao câncer de mama), detecção precoce (identificar o câncer o mais cedo possível), tratamento do câncer, reabilitação e cuidados paliativos. Porém, tais estratégias enfrentam problemas que afetam desde os mecanismos de formulação de políticas, até a mobilização da sociedade, incluindo a organização e o desenvolvimento das ações e serviços. Tal situação representa um desafio para o sistema de saúde no sentido de garantir-se o acesso pleno e equilibrado da população ao diagnóstico e tratamento dessa doença. Durante o nosso processo de formação, atuando em um serviço de alta complexidade em oncologia, o qual é referência para o tratamento desta doença na região, percebemos a necessidade de refletirmos em "rodas de conversa" junto aos gestores e trabalhadores de saúde dos municípios de uma Coordenadoria Regional de Saúde do interior do Estado. O objetivo foi promover discussões e reflexões acerca da seguinte questão-problema, a qual subsidiou o nosso estudo: Qual a relação entre o modo como os gestores e trabalhadores de saúde percebem o cenário do câncer de mama na sua região e o modo de enfrentamento dessa problemática? Tal vivência permitiu um aprofundamento da análise da problemática e uma melhor compreensão sobre a complexidade de situações acerca dos altos índices de mortalidade por câncer de mama. Porém, essa técnica de devolução de dados à luz da reflexão teórica demonstrou que a exposição dos preceitos de políticas de saúde não é suficiente para impactar na internalização de novas idéias, valores e posições de sujeitos. Faz-se necessária a realização de uma educação permanente no cotidiano dos processos de trabalho.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.