Show simple item record

dc.creatorWebler, Geovane
dc.date.accessioned2011-11-23
dc.date.available2011-11-23
dc.date.issued2011-03-24
dc.identifier.citationWEBLER, Geovane. Agro-IBIS MODEL VALIDATION AT A SOYBEAN EXPERIMENTAL SITE IN RIO GRANDE DO SUL. 2011. 60 f. Dissertação (Mestrado em Geociências) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2011.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/10260
dc.description.abstractThe Agro-IBIS model is validated for a soybean experimental site in the state of Rio Grande do Sul. This experiment is conducted in order to evaluate the impact of different soil management systems on different areas of science. In the site, we obtained micrometeorological measures of energy, mass and water exchanges between the soybean ecosystem and the environment during the 2009/2010 soybean growing season. We used two management systems: (1) no-tillage system (NT) and (2) conventional tillage system (CT). The model was forced with meteorological data from the Brazilian National Institute of Meteorology (INMET). The results of the model were compared with the observed data in order to evaluate the capacity of the model in simulating the interaction of the soybean ecosystem with environment and also to verify the effects of surface coverage by crop residues in NT. Since the model does not have the representation of crop residues, i.e., of NT, its effects are not expected in the simulation results. The results indicate that the model simulates the radiative balance and flows of energy in a satisfactory way. Besides this, soil moisture in the 0-20 cm and 20-50 cm layers and the 0-50 cm integration as well as soil temperature at 2 cm are simulated in a suitable way. For soil moisture, the simulated results represent better the observed data in CT, indicating that the effect of soil coverage by crop residues is not simulated. In the variables related to CO2, the model has problems concerning the simulation of the ecosystem respiration, which is strongly underestimated. This leads to an inconsistency in the simulation of the others variable related to CO2, mainly of those which consider the night-time data, since at night the net CO2 exchange of the ecosystem (NEE) is the respiration. For the daytime CO2 the model shows good performance, except in the period of leaf senescence, when the model indicates CO2 uptake by the ecosystem and the experimental data indicate emission.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectValidaçãopor
dc.subjectAgro-IBISpor
dc.subjectSojapor
dc.subjectAgroecossistemapor
dc.subjectValidationeng
dc.subjectAgro-IBIS modeleng
dc.subjectSoybeaneng
dc.subjectAgroecosystemeng
dc.titleVALIDAÇÃO DO MODELO Agro-IBIS PARA UM SÍTIO EXPERIMENTAL DE SOJA NO RIO GRANDE DO SULpor
dc.title.alternativeAgro-IBIS MODEL VALIDATION AT A SOYBEAN EXPERIMENTAL SITE IN RIO GRANDE DO SULeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO modelo Agro-IBIS é validado para um sítio experimental com o cultivo de soja no estado do Rio Grande do Sul. No sítio é conduzido um experimento que tem como objetivo avaliar o impacto dos diferentes sistemas de manejo do solo em diversas áreas do conhecimeto. No sítio foram coletadas medidas micrometeorológicas das transferências de energia, massa e água entre o ecossistema da soja e a atmosfera durante o ciclo 2009/2010 da soja. O monitoramento se deu sobre dois sistemas de manejo: (i) o sistema de plantio direto (SD); (ii) sistema de plantio convencional (SC). As simulações com modelo Agro-IBIS para a soja foram realizadas com o modelo sendo forçado com dados meteorológicos do Instituto Nacional de Meteorologia (INMET). Os resultados do modelo foram comparados com os dados observados nos SD e SC a fim de avaliar a capacidade do modelo em simular a interação do ecossistema da soja com o ambiente e, também, com o intuito de verificar os efeitos da cobertura da superfície pelos resíduos culturais no SD. Como o modelo não possui a representação dos resíduos culturais, ou seja, do SD, é esperado que seus efeitos não sejam perceptíveis nos resultados simulados. Os resultados indicam que o modelo simula o balanço radiativo e os fluxos de energia de forma consistente. Além disso, a umidade do solo nas camadas 0-20cm, 20-50cm e a integração 0-50 cm, assim como a temperatura do solo a 2cm são simuladas de forma robusta. Na umidade do solo, os resultados simulados melhor representam os dos dados observados no SC, indicando que o efeito da cobertura do solo pelos resíduos culturais não é considerado. Nas variáveis relacionadas ao CO2, é possível verificar que o modelo tem problemas em relação à simulação da respiração do ecossistema, que é fortemente subestimada. Isso leva a uma inconsistência na simulação das demais variáveis relacionadas ao CO2, principalmente àquelas que consideram os dados noturnos, já que à noite a troca líquida de CO2 (NEE) do ecossistema é a respiração do mesmo. Quando a análise dos resultados relacionados ao CO2 é restrita aos dados diurnos o modelo tem bom desempenho, exceto no período de senescência foliar, quando o modelo segue indicando absorção de CO2 pelo ecossistema e os dados experimentais indicam emissão.por
dc.contributor.advisor1Roberti, Débora Regina
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4768250T6por
dc.contributor.referee1Acevedo, Otávio Costa
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4796988J8por
dc.contributor.referee2Cuadra, Santiago Vianna
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4587596Y6por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4207493Z9por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentMeteorologiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Meteorologiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS EXATAS E DA TERRA::GEOCIENCIAS::METEOROLOGIApor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.