Show simple item record

dc.contributor.advisorGarcia, Vera Regina Real Lima
dc.creatorKretzmann, Laura Kettermann
dc.date.accessioned2018-06-08T14:46:48Z
dc.date.available2018-06-08T14:46:48Z
dc.date.issued2018-02-28
dc.date.submitted2018
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/13323
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Residência Multiprofissional Integrada em Sistema Público de Saúde, RS, 2018.por
dc.description.abstractObjective: The healthcare professionals in the teams of Family Health Strategys are part of a network of primary healthcare and work with the inscribed population of a determined territory so that such may be tended, in that complexity, the greatest array of possibilities, wich may be at times the cause of a work overload for such proffessionals whom are often exposed to precarious work conditions caused as much by the lack of personel as by the lack of apparel and infraestructure. It is possible that the healthcare proffessionals’ quality of life may be directly correlated to the quality of life within the work enviroment, reflecting directly at the professionals’ productivity and wellbeing. Objective: The goal of this study is to assess the quality of life in the healthcare proffesionals’ work enviroment in mínimal teams of Family Health Strategys stationed at the county of Rio grande do Sul, Brazil. Methodology: It is classified as a cross-sectioned study, developed from december 2017 to january 2018, with the sample of 93 heathcare proffessionals whom work at the public network of the county. The data was colected by means of a QWLQ-78 questionnaire and a sociodemographic quiz. The statistic analisis of the sociodemographic quiz was developed through the software Statistical Package for the Social Sciences (SPSS) version 18.0. The instrument QWLQ-78 alows for an exclusive syntax for tabulation and analisis of data in an electronic sheet. Results and discussion: The sociodemographic characteristics show that 90,3% of the participants are of the feminine sex, average age of 41 years, married or in a legally binding union 62% and 77% have offspring. The healthcare proffessionals have an average of 6 years worked at the location where the quizes were applied. About the instrument QWLQ-78, we observed the lowest of 54,34 in the Fisical/Health domain, considered neutral in comparison to the other domains, and the greatest score of 66,45 at the Personal domain, a satisfactory assessment, such as the Psicological domain 57,85 resulting at the WVT domain of 59. In Conclusion, in this study no domain has been presented in an insactisfactory way for its participants. We can also conclude that this study may serve as a guideline for the enhacement of heathcare professionals’ work conditions at the Family Health Strategys providing improvement of the quality of life in their work enviroment and outside of it.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectQualidade de vidapor
dc.subjectESF (Estratégia de Saúde da Família)por
dc.subjectSaúde do trabalhadorpor
dc.titleAnálise da qualidade de vida dos profissionais da saúde de ESFS do município de Santa Maria/RSpor
dc.title.alternativeAnalysis of the quality of life of ESFS health professionals in the municipality of Santa Maria/RSeng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationResidência Multiprofissional Integrada em Sistema Público de Saúdepor
dc.description.resumoObjetivo: Os profissionais de saúde de equipes de Estratégias de Saúde da Família (Esf) fazem parte da rede de atenção primaria. Isso é, esses profissionais trabalham com população adscrita de um território para que essa população possa ser atendida dentro de certa complexidade, enfrentando as mais variadas peculiaridades. Esse trabalho pode causar sobrecarga aos profissionais da saúde que, muitas vezes, são expostos a condições precárias para realizar atendimentos, tanto por falta de recursos humanos quanto físicos. Em vista disso, sabe-se que a qualidade de vida desse profissional está correlacionada diretamente à qualidade de vida dentro do trabalho, isso reflete de modo direto em sua produtividade e saúde. Este estudo tem como objetivo avaliar a qualidade de vida no trabalho dos profissionais de saúde de ESF do interior do Rio Grande do Sul. Trata-se de um estudo descritivo transversal, realizado de dezembro de 2017 a janeiro de 2018, tendo como amostra 93 profissionais de saúde que atuam na rede pública do município. Os dados foram coletados por meio do instrumento de autopreenchimento QWLQ-78, bem como um questionário sociodemográfico. A análise estatística do questionário sociodemográfico foi realizada através do software SSSP versão 18.0. O instrumento QWLQ-78 possui sintaxe exclusiva para a tabulação e análise dos dados em planilha eletrônica. As características sociodemográficas mostram que 90,3% dos participantes são do sexo feminino, com idade média de 41 anos, 62% casadas(os) ou com união estável e 77% com filhos. A média de tempo de desempenho de suas funções na unidade em que foram aplicados os questionários é de 6 anos de atividade. Em relação ao instrumento QWLQ-78, pode-se observar que o domínio Físico/Saúde apresentou o menor número, 54,34, considerado neutro, quando comparado aos demais domínios, e o maior escore o domínio Pessoal 66,45 considerado satisfatório, bem como o domínio Psicológico 57,85, assim como o domínio Profissional que se encontrou em 57, resultando assim o domínio da QVT 59. Conclui-se, neste estudo, que nenhum domínio apresentou-se de maneira insatisfatória para os participantes, este estudo pode ser utilizado para aprimoramento de condições de trabalho aos profissionais de saúde de estratégia de saúde da família, proporcionando melhorias de qualidade de vida no trabalho e fora deste.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.