Show simple item record

dc.contributor.advisorCorrea, Aruna Noal
dc.creatorZanatta, Fernanda
dc.date.accessioned2018-12-07T11:51:41Z
dc.date.available2018-12-07T11:51:41Z
dc.date.issued2016-09-10
dc.date.submitted2016
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/15040
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Curso de Especialização em Docência na Educação Infantil, RS, 2016.por
dc.description.abstractThe present research is addressed to babies’ education inside Children’s Education schools and their relation with collective spaces. In this sense, it aimed at comprehending the view of teachers and managers in relation to conceptions of babies and space, besides analyzing the occupation of collective spaces by babies. The study approaches to issues regarded to babies such as specific age groups, nursery routine, autonomy, space organization, integration with other children and environments, offered possibilities, different languages and the use of collective spaces of the school. Moreover, it presents inspiring practices with babies in the occupation of all environments of the school. The concepts that support this research are based on theoretical basis of reflections of authors like Barbosa (2008, 2010), Horn (2004, 2015), Rinaldi (2012), Gandini (1999), Oliveira (2012), Fochi (2014) and Gobatto (2013), in addition to contributions coming from educational legislation in Brazil. The study was developed by observing and interpreting the experiences that emerged in the daily life of the nurseries of the Municipal Schools of Cruzeiro do Sul/RS, in a phenomenological nature of research, dealing collective and individual experiences of each group of children. After the data analysis, it was possible to obtain the view of babies in the children’s education schools in the researched context. Reflections in current studies about babies considering the academic space have been underlain, believing in their potentialities on the educational setting, the search for innovation and the curiosity that moves babies to discover more each day.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectBebêpor
dc.subjectEducação infantilpor
dc.subjectEspaços coletivospor
dc.subjectAutonomiapor
dc.subjectPotencialidadepor
dc.subjectBabyeng
dc.subjectChildren’s educationeng
dc.subjectCollective spaceseng
dc.subjectAutonomyeng
dc.subjectPotentialityeng
dc.titleOs bebês nos diferentes espaços coletivos da escola infantilpor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationDocência na Educação Infantilpor
dc.description.resumoA presente pesquisa aborda a educação de bebês dentro das Escolas de Educação Infantil e suas relações com os espaços coletivos. Nesse sentido, buscou-se compreender a visão de professores e gestores em relação as concepções de bebê e de espaço, além de analisar a ocupação dos espaços coletivos pelos bebês. O estudo aborda questões ligadas aos bebês como especificidades da faixa etária, rotina de um berçário, autonomia, organização do espaço, integração com outras crianças e ambientes, possibilidades oferecidas, as diferentes linguagens e potencialidades dos bebês e a utilização dos espaços coletivos da escola. Além disso, apresenta práticas inspiradoras com os bebês na ocupação de todos os ambientes da mesma. Os conceitos que sustentam esta pesquisa estão baseados em reflexões de aporte teórico de autores como Barbosa (2008, 2010), Horn (2004, 2015), Rinaldi (2012), Gandini (1999), Oliveira (2012), Fochi (2014) e Gobatto (2013), além de contribuições advindas da legislação educacional vigente no Brasil. O estudo desenvolveu-se pela observação e interpretação das experiências que emergiram no cotidiano dos Berçários das Escolas Municipais de Cruzeiro do Sul/RS, numa pesquisa de cunho fenomenológica, tratando de experiências vividas no coletivo e também no individual de cada grupo de crianças. Após análise dos dados, foi possível obter a visão que se tem dos bebês nas escolas de educação infantil no contexto do município pesquisado. Embasam-se as reflexões nos atuais estudos sobre bebês no espaço acadêmico, acreditando nas suas potencialidades diante do cenário educacional, a busca pelo novo e a curiosidade que move os bebês para descobrir cada dia mais.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS HUMANAS::EDUCACAOpor
dc.publisher.unidadeCentro de Educaçãopor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.