Show simple item record

dc.contributor.advisorAndrade, Cinthia Melazzo de
dc.creatorCecco, Bianca Santana de
dc.date.accessioned2019-01-14T13:38:36Z
dc.date.available2019-01-14T13:38:36Z
dc.date.issued2016-02-18
dc.date.submitted2016
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/15344
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais, Curso de Especialização em Residência em Área Profissional de Saúde - Medicina Veterinária: Patologia Clínica, RS, 2016.por
dc.description.abstractThe malignant peripheral nerve sheath tumor, or malignant Schwannoma is an uncommon tumor in felines, derived from the Schwann cell with high cellular atypia that infiltrates to the adjacent tissues. The most usual location for this tumor is the skin or the subcutaneous, where are observed poorly defined masses that are well adhered to the soft adjacent tissues. Cytology is a useful tool for characterizing a spindle cell tumor with various criteria of malignancy, helping the physician to choose the appropriate treatment. For this kind of tumors is required wide surgical excision. Histopathological examination is required for a definitive diagnosis, and in most cases is necessary some immunohistochemical techniques, such as vimentin. This paper describes a case of malignant peripheral nerve sheath tumor in a feline diagnosed by fine needle aspiration cytology of the tumor, followed by surgical excision of the tumor, histopathological analysis and immunohistochemistry. The morphologic diagnosis of mesenchymal neoplasm confirms the suspicion raised by cytology and together were performed the immunohistochemical panel of vimentin, GFAP, Von Willebrand factor and cytokeratin. The only marker that showed positive result was vimentin, confirming the origin of the tumor of mesenchymal cells. The animal showed no local recurrence or metastases. It is concluded that with the convenience and rapidity of diagnosis by aspiration cytology was possible to perform surgical excision and effective therapy for the removal of neoplastic cells, without the animal have to pass by prior anesthesia, thereby reducing the risk of both anesthetic and surgical complications.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectGatopor
dc.subjectSchwannomapor
dc.subjectNeoplasiapor
dc.subjectCitologiapor
dc.subjectCateng
dc.subjectNeoplasmeng
dc.subjectCytologyeng
dc.titleTumor maligno de bainha de nervo periférico em um felino - relato de casopor
dc.title.alternativeMalignant peripheral nerve sheath tumor in feline – case reporteng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationResidência em Área Profissional de Saúde - Medicina Veterinária: Patologia Clínicapor
dc.description.resumoO tumor maligno de bainha de nervo periférico, ou Schwannoma maligno é uma neoplasia incomum em felinos, derivada da célula de Schwann com acentuada atipia celular e infiltração para os tecidos periféricos. Os locais de maior prevalência dessa neoplasia é a derme ou o subcutâneo, onde se observam massas pobremente definidas e bem aderidas aos tecidos moles adjacentes. A citologia é uma ferramenta útil para a caracterização de um tumor de células fusiformes com diversos critérios de malignidade, ajudando assim o clínico na escolha de um tratamento adequado. Para estes tumores é necessária a excisão cirúrgica ampla. O exame histopatológico é necessário para obter um diagnóstico definitivo, sendo em parte dos casos necessária realização de técnicas imuno-histoquímicas, como a marcação por vimentina. Este trabalho descreve um caso de tumor maligno de bainha de nervo periférico em um felino, diagnosticado através de citologia aspirativa por agulha fina do tumor, seguido por excisão cirúrgica da neoplasia, análise histopatológica e imuno-histoquímica. O diagnóstico morfológico de neoplasia mesenquimal confirmou a suspeita levantada pela citologia e em conjunto foi realizado o painel imuno-histoquímico composto por vimentina, GFAP, fator de Von Willebrand e citoqueratina. O único marcador que demonstrou resultado positivo foi a vimentina, confirmando a origem da neoplasia de células mesenquimais. O animal não apresentou recidiva local nem ocorrência de metástases. Conclui-se que com a praticidade e rapidez do diagnóstico através da citologia aspirativa foi possível realizar a excisão cirúrgica e terapêutica eficaz para a retirada das células neoplásicas, sem que o animal tivesse que passar por anestesia prévia, diminuindo assim o risco de complicações tanto anestésicas quanto cirúrgicas.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::MEDICINA VETERINARIApor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Ruraispor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.