Show simple item record

dc.contributor.advisorFertig, André Atila
dc.creatorGolin, Janaíta da Rocha
dc.date.accessioned2016-07-19T15:19:44Z
dc.date.available2016-07-19T15:19:44Z
dc.date.issued2007-10-01
dc.date.submitted2007
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/1918
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Sociais e Humanas, Curso de Especialização em História do Brasil, RS, 2007.por
dc.description.abstractThis monographic work intends to evidence the existence of divergences between the farroupilha leaders during the established warlike confrontation of the Province de São Pedro in the XIX century, between 1835 and 1845. As a support for this assertive, we used the documentation of Luis Alves de Lima and Silva, the Baron of Caxias, who was then in charge of pacifying the southern conflict for the brazilian Empire since 1842, impregnated with various demonstrations that corroborate the problematic defended by this work. Besides using the documentation of Caxias to validate our intention, we also made use of the historiography produced by historians who have approached the Farroupilha Revolution, where we detected indications that demonstrate how much disunion there was among the commanders of this revolution. As a concern to demystify the farroupilha created by historians commited to an allusively civic and commemorative vision of this historical phenomenon, we dedicate part of the work in portraying the conformation of the coherence is the rebellious commanders, silencing on diverse elements that confirm the opposite. The sociocultural configuration in which the state of Rio Grande Do Sul currently deserves prominence in the production of this text, because the manipulation and distortion of its history have intervened with the dissemination of arguable traditional values, which circulate in its territory, having as the main incentivador of this practice the means of communication and the “gaúcha” tradition centers.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectRevolução Farroupilhapor
dc.subjectDivergênciaspor
dc.subjectLíderes farroupilhaspor
dc.subjectHistóriapor
dc.titleDivergências e traições entre as lideranças farroupilhas: a partir da documentação do Barão de Caxias no período de 1842 a 1845por
dc.title.alternativeDivergencies and betrayals among “farroupilha” leadership: researching on the Baron of Caxias documentation from 1842 through 1845eng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationHistória do Brasilpor
dc.description.resumoEste trabalho monográfico pretende evidenciar a existência de divergências entre os líderes farroupilhas durante o desenrolar do confronto bélico estabelecido da Província de São Pedro no século XIX, entre 1835 a 1845. Como apoio para a assertiva defendida, utilizamos a documentação de Luís Alves de Lima e Silva, o Barão de Caxias, então encarregado como pacificador do conflito sulino pelo Império do Brasil a partir de 1842, impregnada com diversas demonstrações que corroboram a problemática defendida por este trabalho. Além de empregarmos a documentação de Caxias para validar nosso propósito, também nos valemos da historiografia produzida por historiadores que abordaram a Revolução Farroupilha, onde detectamos indícios que demonstram o estado de desunião entre os comandantes farrapos. Como preocupação em desmistificar a unidade farroupilha, fabricada por historiadores comprometidos com uma visão alusivamente cívica e comemorativa deste fenômeno histórico, dedicamos parte do trabalho em retratar a conformação da coerência entre os comandantes rebeldes, silenciando sobre diversos elementos que confirmam o contrário. A configuração sócio-cultural em que o Rio Grande do Sul se encontra atualmente merece destaque na produção deste texto, pois a manipulação e distorção de sua história interferiram na disseminação de valores tradicionais discutíveis, os quais circulam em seu território, tendo como principal incentivador dessa prática os veículos de comunicação e os centros de tradições gaúchas.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Sociais e Humanaspor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

  • História do Brasil [51]
    Coleção dos trabalhos de conclusão do Curso de Especialização em História do Brasil

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.