Show simple item record

dc.contributor.advisorSantos, Danilo Rheinheimer dos
dc.creatorGusson, Mario Francisco
dc.date.accessioned2016-07-22T14:35:55Z
dc.date.available2016-07-22T14:35:55Z
dc.date.issued2011-08
dc.date.submitted2011
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/1939
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Rurais, Curso de Especialização em Agricultura Familiar Camponesa e Educação do Campo, RS, 2011.por
dc.description.abstractAgricultural activity in recent decades has undergone a transformation process that led technical change in the production model. New technologies based on biotechnology have generated innovations that impact the dynamics of crop management among farmers in the Santa Rita settlement and hence the development of the agricultural sector. The technique of cultivation with no-till system has reduced the physical erosion of soil, but has increased exponentially the use of pesticides, impacting on biodiversity of the ecosystem, contaminating people, food and water. To enable development and a sustainable food production is necessary to find alternatives that expand the diversification of production systems more attuned to the agrobiodiversity of ecosystems, without the need to use pesticides. This article raises some salient points of this new technology base, questioning the advantage and disadvantage of "agricultural modernization" that began in the region from the 1960 and 1970, and after the year 1990 is at a new level with higher degree of technological domination, subordination to the interests of farmers and the trade industry.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectModelo tecnológicopor
dc.subjectPlantio diretopor
dc.subjectAgrobiodiversidadepor
dc.subjectSustentabilidadepor
dc.titleO lado obscuro do plantio diretopor
dc.title.alternativeThe dark side of the tillageeng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationAgricultura Familiar Camponesa e Educação do Campopor
dc.description.resumoA atividade agrícola nas últimas décadas vem passando por processos de transformações que provocaram profundas alterações no modelo técnico produtivo. As novas tecnologias baseadas na biotecnologia têm gerado inovações que impactam a dinâmica do manejo dos cultivos entre os agricultores do assentamento Santa Rita e, consequentemente, no desenvolvimento do setor agrícola. A técnica de cultivo com sistema de plantio direto está reduzindo a erosão física do solo, porém tem aumentado exponencialmente a utilização de agrotóxicos, impactando na biodiversidade do ecossistema, contaminando as pessoas, os alimentos e os recursos hídricos. Para possibilitar que haja desenvolvimento e produção de alimentos com sustentabilidade é preciso encontrar alternativas que ampliem a diversificação para sistemas de produção mais sintonizados com a agrobiodiversidade dos ecossistemas, sem a necessidade de utilização de agrotóxicos. O presente trabalho busca levantar alguns pontos relevantes desta nova base tecnológica, questionando a vantagem e a desvantagem da “modernização agrícola” que teve início, na região, a partir das décadas de 1960 e 1970, e após os anos 1990 encontra-se em novo patamar, com maior grau de dominação tecnológica, subordinando os agricultores aos interesses do capital financeiro industrial e comercial.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Ruraispor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.