Show simple item record

dc.contributor.advisorCogo, Silvana Bastos
dc.creatorMareque, Jéssica da Rocha
dc.date.accessioned2020-10-27T11:54:16Z
dc.date.available2020-10-27T11:54:16Z
dc.date.issued2020-03-13
dc.date.submitted2020
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/20101
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Residência Multiprofissional Integrada em Gestão e Atenção Hospitalar no Sistema Público de Saúde, RS, 2020.por
dc.description.abstractThe present study is characterized as exploratory, descriptive with a qualitative approach , aiming to describe the psychological coping strategies used by cancer patients hospitalized in the face of the disease and its impossibility of cure. The research was carried out from August 2019 to January 2020, in an oncology unit of a university hospital in Rio Grande do Sul. Five subjects were interviewed (three women and two men) aged 45 to 75 years, in oncological treatment, with preserved cognitive, able to communicate verbally, aware of the diagnosis and prognosis of oncological disease. For data collection, two instruments were used: a semi-structured interview and a projective interview. The information obtained was transcribed in full and analyzed by means of Discursive Textual Analysis. The narratives demonstrate the uniqueness of the moment experienced by the cancer patient, the importance of the family and support network, the support found in spirituality / religiosity, the diversity of emotions experienced during this process and the resignifications that occurred through it. In view of this, the importance of singular, comprehensive and humanized care for such patients is reinforced, paying attention to the work of multidisciplinary teams and interdisciplinary actions. Still, the existence of welcoming, qualified listening and attentive to the psychological needs of such, as well as, respect for their values, beliefs and desires .eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectCâncerpor
dc.subjectEnfrentamentopor
dc.subjectCopingeng
dc.subjectEspiritualidadepor
dc.subjectRede de apoiopor
dc.subjectEmoçõespor
dc.subjectPsicologiapor
dc.subjectCancereng
dc.subjectSpiritualityeng
dc.subjectSupport networkeng
dc.subjectEmotionseng
dc.subjectPsychologyeng
dc.titleO enfrentamento psicológico de pacientes oncológicos hospitalizados frente à doença e sua impossibilidade de curapor
dc.title.alternativeThe psychological coping of hospitalized oncological patients in front of the disease and their impossibility of healingeng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationResidência Multiprofissional Integrada em Gestão e Atenção Hospitalar no Sistema Público de Saúdepor
dc.description.resumoO presente estudo caracteriza-se como exploratório, descritivo com abordagem qualitativa , tendo como objetivo descrever as estratégias de enfrentamento psicológico utilizadas pelos pacientes oncológicos hospitalizados frente à doença e sua impossibilidade de cura. A pesquisa foi desenvolvida no período de agosto de 2019 a janeiro de 2020, em uma unidade oncológica de um hospital universitário do Rio Grande do Sul. Foram entrevistados 05 sujeitos (três mulheres e dois homens) com faixa etária de 45 a 75 anos, em tratamento oncológico, com o cognitivo preservado, capazes de se comunicar verbalmente, cientes do diagnóstico e prognóstico da doença oncológica. Para coleta de dados foram utilizados dois instrumentos: uma entrevista semiestruturada e uma entrevista projetiva. As informações obtidas foram transcritas na íntegra e analisadas por meio da Análise Textual Discursiva. As narrativas demonstram a singularidade do momento vivenciado pelo paciente oncológico, a importância da família e rede de apoio, o suporte encontrado na espiritualidade/religiosidade, a diversidade das emoções experienciadas durante este processo e as ressignificações ocorridas através deste. Diante disto, reforça-se a importância do cuidado singular, integral e humanizado à tais pacientes, atentando para o trabalho de equipes multidisciplinares e ações interdisciplinares. Ainda, a existência acolhimento, escuta qualificada e atenta às necessidades psicológicas de tais, bem como, respeito aos seus valores, crenças e desejos.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.