Show simple item record

dc.contributor.advisorTonini, Andréa
dc.creatorGolin, Noaba Maria Paim
dc.date.accessioned2016-08-17T15:10:56Z
dc.date.available2016-08-17T15:10:56Z
dc.date.issued2010
dc.date.submitted2010
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/2036
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação, Curso de Especialização em Educação Especial - Déficit Cognitivo e Educação de Surdos, EaD, RS, 2010.por
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPráticas pedagógicaspor
dc.titlePolítica de formação de professores na educação inclusivapor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localPolo de São Gabriel, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationEducação Especial - Déficit Cognitivo e Educação de Surdos, EaDpor
dc.description.resumoO presente artigo propõe fazer uma reflexão sobre a atuação dos professores na educação inclusiva, e também, contempla questões sobre a escola inclusiva na diversidade, seus enfoques teóricos e legais, entendendo-o como imprescindível ao desenvolvimento dos sujeitos que apresentam necessidades especiais. A metodologia utilizada para a elaboração do referido artigo é a pesquisa bibliográfica embasada em documentos já editados sobre o assunto. O tema formação de professores em educação inclusiva delineou-se em torno das muitas inquietações vividas por mim enquanto vice-diretora de uma escola inclusiva, com vários alunos com necessidades educacionais especiais, como a deficiência mental. Além da falta de apoio de profissionais especializados e despreparo dos professores que acompanham a prática inclusiva. Portanto, pergunta-se se uma nova política de formação de professores faria a diferença na efetivação do comprometimento para uma educação inclusiva? Assim, objetiva-se buscar a compreensão da necessidade de uma política voltada para a formação de professores que atuam na educação inclusiva. Entendendo que as discussões da reforma do ensino se encontram no viés da atuação e da formação dos professores, é necessário então, promover prática concreta, mobilidade na dinâmica do saber e do fazer, sustentar um plano educacional compartilhado e reposicionamentos sociais e éticos, pesquisas, cursos e relação teórico-prática, abordando questões sobre a escolarização inclusiva. Essa visão integrada do processo de educação inclusiva na diversidade de seus enfoques teóricos e legais entende-se como imprescindível ao desenvolvimento dos sujeitos que apresentam necessidades especiais, como seres únicos, em suas formas de sentir, pensar e agir. É fundamental a preparação dos professores no que tange uma formação continuada assentada em práticas concretas e informações significativas de aprender sempre a partir dos encadeamentos de formação e de trabalho.por
dc.publisher.unidadeCentro de Educaçãopor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.