Show simple item record

dc.contributor.advisorGomes, Mariana Selister
dc.creatorNosvitz, Maria Eduarda Brendler
dc.date.accessioned2021-06-08T12:30:23Z
dc.date.available2021-06-08T12:30:23Z
dc.date.issued2021-02-10
dc.date.submitted2021
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/21080
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Sociais e Humanas, Curso de Especialização em Estudos de Gênero, RS, 2021.por
dc.description.abstractThis article analyzes the movement #elenão, the result of the process of resistance to the election of Jair Bolsonaro. Its objectives are to know the profile and perspectives of those who participated in the movement; reflect on the dialectical relationship between academy-society in order to understand how both are influenced and to which direction they have been heading; understand what the target audience considers participation in the movement, as well as their motivations; understand cyberactivism as an intrinsic phenomenon to contemporary social movements and contribute to the strengthening and maturation of the feminist and democratic struggle in Brazil. In order to theoretically base the analysis, a bibliographic research was carried out and the key concepts (gender, sex, feminism, patriarchy, democracy, social movements and cyberactivism) were discussed for the densification of the reflection, from a dialectical-critical perspective. For the survey of mixed data, a semistructured questionnaire was elaborated, which had 2,617 voluntary, individual, public and anonymous responses. The result found was a participation profile that represents some privileges in Brazilian society, such as racial, economic, educational and regional, despite sharing reasons that justify their participation in the movement, which took place, mostly in the online sphere, such as promoting hate speech, intolerance to differences and male chauvinismo and racist manifestations of Bolsonaro.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectFeminismopor
dc.subjectDemocraciapor
dc.subjectCiberativismopor
dc.subjectFeminismeng
dc.subjectDemocracyeng
dc.subjectCyberactivismeng
dc.titleQuem diz #Elenão? perfil e perspectivas de quem participou do movimentopor
dc.title.alternativeWho says #Elenão? profile and perspectives of those who participated in the movementeng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationEstudos de Gêneropor
dc.description.resumoO presente artigo analisa o movimento #elenão, fruto do processo de resistência à eleição de Jair Bolsonaro no ano de 2018. Tem como objetivos conhecer o perfil e as perspectivas de quem participou do movimento; refletir sobre a relação dialética entre academia-sociedade a fim de compreender como ambos se influenciam e à qual direção tem se rumado; entender o que o público alvo considera como participação no movimento, assim como as suas motivações; compreender o ciberativismo enquanto um fenômeno intrínseco aos movimentos sociais contemporâneos e contribuir para o fortalecimento e amadurecimento da luta feminista e democrática no Brasil. A fim de embasar teoricamente a análise, foi feita uma pesquisa bibliográfica e discutiu-se os conceitos chaves (gênero, sexo, feminismo, patriarcado, democracia, movimentos sociais e ciberativismo) para o adensamento da reflexão, a partir de uma perspectiva dialético-crítica. Para o levantamento dos dados mistos, elaborou-se um questionário semiestruturado que contou com 2.617 respostas voluntárias, individuais, públicas e anônimas. O resultado encontrado foi de um perfil de participação que representa alguns privilégios na sociedade brasileira, como racial, econômico, educacional e regional, apesar de compartilharem motivos que justificam sua participação no movimento, que se deu, majoritariamente no âmbito online, como o fomento ao discurso de ódio, intolerância às diferenças e as manifestações machistas e racistas de Bolsonaro.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROS::CIENCIAS SOCIAISpor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Sociais e Humanaspor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

  • Estudos de Gênero [45]
    Coleção de trabalhos de conclusão do Curso de Especialização em Estudos de Gênero

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.