Show simple item record

dc.creatorSantos, Thaís Aquino dos
dc.date.accessioned2021-09-15T02:20:40Z
dc.date.available2021-09-15T02:20:40Z
dc.date.issued2020-12-04
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/22216
dc.description.abstractThis thesis presents a study on the influence of suction on the resilient and plastic characteristics of highway subgrade soils. The main focus was to evaluate the variation of suction as a function of postcompaction moisture variations, associated with seasonal fluctuations and the equilibrium moisture content of the subgrade. However, other conditioning factors, related to the initial compaction characteristics, were also evaluated. For this purpose, three soils from the state of Rio Grande do Sul were defined, with distinct geological and geotechnical characteristics. The experimental program consisted of physical, chemical, mineralogical, microstructural and hydromechanical characterization tests. Among the most relevant tests, it is mentioned the obtaining of the soil-water characteristic curves using the filter paper technique and the repeated load triaxial tests to obtain the resilient modulus and permanent deformation. To simulate the range of moisture changes in the field, postcompaction moisture content variations of -4%, -2% and + 2% were adopted, according to the equilibrium moisture content observed on the subgrades of Brazilian highways. In addition to postconstruction moisture variation, other variables of interest associated with the compaction process were evaluated: moisture, effort and compaction method. It was found that the compaction method does not impact in the soil microstructure and, therefore, does not influence the evaluated properties of interest (stiffness and soil infiltrability). With the increase in compaction effort, a better arrangement of the particles was noted, resulting in an increase in the resilient modulus and a greater water holding capacity by the materials. The variation in compaction moisture content also caused microstructural changes, influencing the infiltration capacity, expansion, stiffness and plastic behavior of the soils: the higher the initial moisture content, the lower infiltration rate, expansion and stiffness of the materials and the greater their permanent deformations. Regarding the effects of postcompaction moisture variation, it was found that with drying there was an increase in the stiffness of the soils, while with wetting there was a reduction in that stiffness and a greater accumulation of permanent deformations of these materials, showing the influence of the matric suction variation on the performance of the three soils studied. Suction, as a fundamental parameter for understanding the behavior of unsaturated soils, was related to all the properties of interest evaluated in this work, corroborating its relevance in the study of this type of material. In addition, it proved to be the best variable to represent the effects of moisture variation on the elastic and plastic behavior of soils subjected to cyclical loads. In view of this, models for predicting the resilient modulus and permanent deformation were proposed with the inclusion of this parameter. The models proved to be highly predictive, constituting important tools to be incorporated into the current mechanistic-empirical design methods. Furthermore, it was found that permanent deformation is not a major factor in the performance of the studied soils used as subgrade of conventional flexible pavements, because for stress levels acting on this layer, deformations were low and, in general, tended to the shakedown state.eng
dc.description.sponsorshipANP/Petrobraspor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectSucção matricialpor
dc.subjectMódulo de resiliênciapor
dc.subjectDeformação permanentepor
dc.subjectModelos de previsãopor
dc.subjectSolos não saturadospor
dc.subjectMatric suctioneng
dc.subjectResilient moduluseng
dc.subjectPermanent deformationeng
dc.subjectPrediction modelseng
dc.subjectUnsaturated soilseng
dc.titleA influência da sucção na deformabilidade de subleitos rodoviários: efeitos da variação de umidade, método de compactação e gênese dos solospor
dc.title.alternativeThe influence of suction on the deformability of Highway subgrades: effects of moisture variation, compaction method and soil genesiseng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoEsta tese apresenta um estudo sobre a influência da sucção nas características resilientes e plásticas de solos de subleitos rodoviários. O enfoque principal foi avaliar a dinâmica da sucção em função das variações de umidade pós-compactação, associadas às flutuações sazonais e à umidade de equilíbrio do subleito. Não obstante, outros fatores condicionantes, relacionados às características iniciais de compactação, também foram avaliados. Para tanto, foram definidos três solos do estado do Rio Grande do Sul, com características geológicasgeotécnicas distintas. O programa experimental foi composto de ensaios de caracterização física, química, mineralógica, microestrutural e hidromecânica. Dentre os ensaios mais relevantes, podem-se citar a obtenção das curvas característica solo-água por meio da técnica do papel filtro e os ensaios triaxiais de cargas repetidas para obtenção do módulo de resiliência e da deformação permanente. Para simular a faixa de variação de umidade em campo, adotaram-se variações de umidade pós-compactação de -4%, -2% e +2%, consoantes às umidades de equilíbrio atuantes nos subleitos de rodovias brasileiras. Além das oscilações de umidade pós-construção, avaliaram-se outras variáveis de interesse associadas ao processo de compactação: umidade, energia e método de compactação. Verificou-se que o método de compactação não impacta na microestrutura dos solos e, portanto, não influencia nas propriedades de interesse avaliadas (rigidez e infiltrabilidade). Com o acréscimo da energia de compactação, notou-se um melhor arranjo das partículas, resultando em um acréscimo no módulo de resiliência e em uma maior capacidade de retenção de água por parte dos materiais. A variação de umidade de compactação também ocasionou mudanças microestruturais, influenciando na infiltrabilidade, expansão, rigidez e comportamento plástico dos solos: quanto maior o teor de umidade inicial, menor a infiltrabilidade, a expansão e a rigidez dos materiais e maiores as suas deformações permanentes acumuladas. No que tange aos efeitos da variação de umidade pós-compactação, constatou-se que com a secagem houve um aumento na rigidez dos solos, ao passo que com o umedecimento verificou-se a redução dessa rigidez e um maior acúmulo das deformações permanentes desses materiais, evidenciando a influência da variação da sucção matricial no desempenho dos três solos estudados. A sucção, como um parâmetro fundamental à compreensão do comportamento dos solos não saturados, apresentou relação com todas as propriedades de interesse avaliadas nesse trabalho, corroborando sua relevância no estudo desse tipo de material. Além disso, demonstrou ser a melhor variável para representar os efeitos da variação de umidade no comportamento elástico e plástico dos solos submetidos a carregamentos cíclicos. À vista disso, propuseram-se modelos de previsão de módulo de resiliência e deformação permanente com a inclusão desse parâmetro. Os modelos mostraram-se altamente preditivos, constituindo importantes ferramentas a serem incorporadas aos métodos de dimensionamento mecanístico-empíricos atuais. Ademais, verificou-se que a deformação permanente não é um fator preponderante no desempenho dos solos desse estudo utilizados como subleitos de pavimentos flexíveis convencionais, pois para níveis de tensões atuantes nessa camada, as deformações foram baixas e, no geral, tenderam ao estado de shakedown.por
dc.contributor.advisor1Pinheiro, Rinaldo Jose Barbosa
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1539316781096410por
dc.contributor.referee1Motta, Laura Maria Goretti da
dc.contributor.referee2Specht, Luciano Pivoto
dc.contributor.referee3Baroni, Magnos
dc.contributor.referee4Núñez, Washington Peres
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/8304176449726739por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.departmentEngenharia Civilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Civilpor
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIAS::ENGENHARIA CIVILpor
dc.publisher.unidadeCentro de Tecnologiapor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.