Show simple item record

dc.contributor.advisorSilva, José Edson Paz da
dc.creatorMachado, Michel Mansur
dc.date.accessioned2017-04-20T13:12:51Z
dc.date.available2017-04-20T13:12:51Z
dc.date.issued2005-06-30
dc.date.submitted2005
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/2776
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Laboratório Clínico II, RS, 2005.por
dc.description.abstractThe sorologies realized in 14.098 donors of blood of the Service of Hemotherapy of the University Hospital of Santa Maria/RS (HUSM) in the years of 2.003 and 2.004 had been analyzed It was verified through a data-collecting, if the results were similar to the nacional e regional media, provided by the Nacional Heath Department.. The gotten results had been that, in this period, the Service of Hemotherapy presented a average of positivity of 10,66% in the sorologies of its donors. This value is considerablely below of the national average that is of 19,68% of bags with some type of positividade. Between the 14.098 analyses, the test of Anti - HBc was found with 3,93%. This test also is more usualy found in sorologies of donors of the blood of the country, according to national index supplied by the Health department, being the national average of 8,65% of positivity. In Brazil as the test that more justifies the disregard of blood bags it is of Sífilis, with 3,97%. In the HUSM, this is only the fourth more positive index, with 0,83%. In second place in the HUSM we have the Illness of Chagas, with 3,10% and in third place it is Hepatitis C, with 1,23%. In Brazil, the research of antibodies against hepatitis C presents in fouth place with positividade in 1,22% of the blood bags.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectDoadores de sanguepor
dc.subjectHUSM (Hospital Universitário de Santa Maria)por
dc.subjectSorologiaspor
dc.subjectLegislação hemoterápicapor
dc.title"Positividade dos exames sorológicos realizados no Serviço de Hemoterapia do Hospital Universitário de Santa Maria nos anos de 2003 e 2004"por
dc.title.alternative" Positivity of sorologic examinations realized in the Service of Hemotherapy of the University Hospital of Santa Maria in the years of 2003 and 2004"eng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationLaboratório Clínico IIpor
dc.description.resumoForam analisadas as sorologias realizadas em 14.098 doadores de sangue do Serviço de Hemoterapia do Hospital Universitário de Santa Maria / RS nos anos de 2.003 e 2.004. Foi verificado, através de um levantamento de dados, a proximidade dos resultados deste Serviço com a média nacional e regional. Os resultados obtidos foram que, neste período, o Serviço de Hemoterapia apresentou uma média de positividade de 10,66% nas sorologias de seus doadores. Este valor está consideravelmente abaixo da média nacional que é de 19,68% de bolsas com algum tipo de positividade. Entre as 14.098 bolsas testadas, o teste de Anti – HBc foi o mais encontrado com 3,93%. Este teste também é o mais comumente encontrado em sorologias de doadores do sangue do país, segundo os índices nacionais fornecidos pelo Ministério da Saúde, sendo a média nacional de 8,65% de positividade. No Brasil o segundo teste que mais justifica o desprezo de bolsas de sangue é o de Sífilis, com 3,97%. Já no HUSM, este é apenas o quarto índice mais positivo, com 0,83%. Em segundo lugar no HUSM temos a Doença de Chagas, com 3,10% e em terceiro lugar está a Hepatite C, com 1,23%. No Brasil, a pesquisa de anticorpos contra a hepatite C apresenta-se em quarto lugar com positividade em 1,22% das bolsas.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

  • Laboratório Clínico [23]
    Coleção de trabalhos de conclusão do Curso de Especialização em Laboratório Clinico

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.