Show simple item record

dc.contributor.advisorCruz, Milena Carvalho Bezerra Freire de Oliveira
dc.creatorFarneze, Carolina Guimarães
dc.date.accessioned2023-06-12T12:55:13Z
dc.date.available2023-06-12T12:55:13Z
dc.date.issued2023-03-30
dc.date.submitted2023
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/29359
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências Sociais e Humanas, Curso de Especialização em Estudos de Gênero, RS, 2021.por
dc.description.abstractThis paper is the result of the final project for the post-graduation program on Gender Studies. It aims to assess how narratives on motherhood and career featured on social media, specifically Instagram, strain the assumptions of patriarchal motherhood. The study is exploratory and qualitative in nature and was conducted through non-participant observation. Publications on the Instagram pages "Filhos no Currículo" and "Maternidade nas Empresas" were used for data collection. As a result of the analyses, even though there is a questioning of the lack of space given to mothers in the job market, these narratives often end up making use of the very assumptions of patriarchal motherhood to redirect the social value of women strictly as caregivers.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectMaternidadespor
dc.subjectRedes sociaispor
dc.subjectInstagrampor
dc.subjectTrabalho de cuidadopor
dc.subjectMotherhoodeng
dc.subjectSocial mediaseng
dc.subjectCaring labor care workeng
dc.titleNarrativas sobre maternidade e carreira no Instagrampor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationEstudos de Gêneropor
dc.description.resumoEste artigo é resultado do trabalho de conclusão do programa de pós-graduação em Estudos de Gênero, e tem por objetivo avaliar como as narrativas sobre maternidade e carreira, presentes nas redes sociais, mais especificamente no Instagram, tensionam os pressupostos da maternidade patriarcal. A pesquisa tem caráter exploratório, qualitativo e se fez através da observação não participante, com a coleta de dados feita a partir das publicações das páginas Filhos no Currículo e Maternidade nas Empresas, na rede social Instagram. Como resultado das análises percebeu-se que, mesmo se propondo a problematizar a falta de espaço dada às mães no mercado de trabalho, muitas vezes essas narrativas acabam por utilizar dos próprios pressupostos da maternidade patriarcal para redirecionar o valor social da mulher apenas como cuidadora.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::OUTROS::CIENCIAS SOCIAISpor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências Sociais e Humanaspor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

  • Estudos de Gênero [46]
    Coleção de trabalhos de conclusão do Curso de Especialização em Estudos de Gênero

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.