Show simple item record

dc.contributor.advisorBadaró, Ana Fátima Viero
dc.creatorJacobsen, Ariane Alves
dc.date.accessioned2017-07-11T15:19:43Z
dc.date.available2017-07-11T15:19:43Z
dc.date.issued2015-07-14
dc.date.submitted2015
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3081
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Reabilitação Físico-Motora, RS, 2015por
dc.description.abstractThe ballet is a workout which requires a performance with the highest technical perfection. Its practices can lead to musculoskeletal changes and destabilize the functional equilibrium. This workout demands muscle strength standards and elevated amplitude of movements on the articulations of the hips and knees, as also the extreme control of the ankles and feet's articulations. This study had the purpose to evaluate the positioning of the classical ballerinas's feet in the different levels of practice of this modality, verify the indexes of pain and musculoskeletal injuries. It's about an exploratory, transversal and quantitative study. The sample was composed by 28 classical ballerinas from Santa Maria city who were between 8 and 30 years old. Data about pain's complaint and incidence of musculoskeletal injuries were collected, and the footprint was made through the podoscope. We observed that the predominant types of feet were the flat ones, both left as right feet. The adult ballerinas and the ones with more years of ballet practice, apart the age group, demonstrate more incidence of injuries as also more pain's complaint, what reflects the needing of a physiotherapist's accompaniment with the ballet team, in view of the modality's practice can lead to musculoskeletal injuries, especially in the inferior members.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectBailarinas clássicaspor
dc.subjectImpressão plantarpor
dc.subjectPéspor
dc.titleTipos de pé de bailarinas clássicas e sua relação com algias e lesões musculoesqueléticaspor
dc.title.alternativeFoot types of classical ballerinas and its relation with pains and musculoskeletal injurieseng
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationReabilitação Físico-Motorapor
dc.description.resumoO Balé é um exercício físico que requer desempenho com melhor perfeição técnica. Sua prática pode levar a modificações musculoesqueléticas e desestabilizar o equilíbrio funcional. Exige padrões de força muscular e elevadas amplitudes de movimentos nas articulações dos quadris e do joelho, além do controle extremo da articulação do tornozelo e pés. O presente estudo teve como objetivo avaliar o posicionamento dos pés de bailarinas clássicas nos diferentes níveis de prática da modalidade, verificar incidências álgicas e de lesões musculoesqueléticas. Trata-se de um estudo exploratório, transversal e quantitativo. A amostra foi composta por 28 bailarinas clássicas da cidade de Santa Maria com idades entre 8 e 30 anos. Foram coletados dados relativos a queixas álgicas e incidência de lesões musculoesqueléticas e a impressão plantar foi realizada através do podoscópio. Observamos que os tipos de pés predominantes foram os planos, tanto o direito quanto o esquerdo. As bailarinas adultas e as com mais tempo de prática de balé, independente da faixa etária, apresentam maior incidência de lesões bem como mais queixas álgicas, o que aponta a necessidade de acompanhamento de um fisioterapeuta junto à equipe de balé, tendo em vista que a prática da modalidade pode levar a lesões musculoesqueléticas, principalmente, nos membros inferiores.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.