Show simple item record

dc.creatorMesquita, Paulo Cesar Mattos Dourado de
dc.date.accessioned2013-08-01
dc.date.available2013-08-01
dc.date.issued2013-02-18
dc.identifier.citationMESQUITA, Paulo Cesar Mattos Dourado de. ECOLOGIA DE UMA ASSEMBLÉIA DE SERPENTES NO SEMIÁRIDO NEOTROPICAL. 2013. 155 f. Tese (Doutorado em Ciencias Biológicas) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3283
dc.description.abstractHerein we present a four chapter study on the ecology of a snake assemblage from the Brazilian semi-arid. The first chapter is the comparison of the efficiency of four traditional methods used to sample snakes: time-constrained search, occasional encounters by the staff, occasional encounters by thirds and pitfall traps with drift-fences. We conclude that the concomitant use of these methods is effective and complementary to determine the species richness of an area, but if the objectives are related to species abundance or assemblage structure the methods may be overlaid and the use of these methods together should be cautious. In the second chapter we present a summarized descriptive autoecology of the 22 species of snakes found in the study area. During this study most individuals were represented by Oxybelis aeneus and Philodryas nattereri. The third chapter deals with the effects of interspecific interactions on the structure of the assemblage. In this chapter we indicate, through a null model approach, the existence of dietary, spatial and temporal guilds. The dietary guild seems to be the most important niche dimension segregated by the snakes in the area. The fourth chapter is an investigation on how climate and prey availability affect the structure of the snake assemblage. We show that although there is no overall pattern of response, predictors related to temperature and prey availability are those that influence a greater number of species in the area.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEcologia de comunidadepor
dc.subjectModelos nulospor
dc.subjectInteraçõespor
dc.subjectRépteispor
dc.subjectCommunityeng
dc.subjectEcologyeng
dc.subjectNull modelseng
dc.subjectInteractionseng
dc.subjectReptileseng
dc.titleEcologia de uma assembléia de serpentes no semiárido neotropicalpor
dc.typeTesepor
dc.description.resumoNeste trabalho apresentamos em quatro capítulos um estudo sobre a ecologia das serpentes de uma assembléia do semiárido brasileiro. O primeiro capítulo versa sobre a eficiência de quatro métodos tradicionais de amostragem de serpentes: procura visual limitada por tempo, encontros ocasionais, encontros ocasionais por terceiros e armadilhas de pitfall com cercasguia. Concluímos que a utilização concomitante dos métodos é eficiente e complementar em relação à determinação da riqueza de uma área, porém se o objetivo do estudo estiver relacionado à abundância ou estrutura de assembléia, os métodos podem ser sobrepostos e a utilização em conjunto deve ser cautelosa. No segundo capítulo apresentamos de forma descritiva as características de autoecologia de cada uma das 22 espécies de serpentes que foram registradas na área de estudo. Durante este estudo a maior parte dos indivíduos foi representada pelas espécies Oxybelis aeneus e Philodryas nattereri. O terceiro capítulo versa sobre os efeitos das interações interespecíficas sobre a estruturação da assembléia. Neste capítulo evidenciamos a existência de estruturas de guildas alimentares, espaciais e temporais através de uma abordagem de modelos nulos, sendo a guilda alimentar a mais importante na segregação de nichos entre as espécies da área. No quarto capítulo investigamos como variáveis climáticas e disponibilidade de presas afetam a estruturação da assembléia de serpentes. Evidenciamos que embora não haja um padrão global de resposta, variáveis relacionadas à temperatura e disponibilidade de presas, são as que influenciam um maior número de espécies de serpentes no semiárido do Brasil.por
dc.contributor.advisor1Cechin, Sonia Terezinha Zanini
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4782165H6por
dc.contributor.referee1Winck, Gisele Regina
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4770980J4por
dc.contributor.referee2Santos, Selma Maria de Almeida
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735929E2por
dc.contributor.referee3Martins, Márcio Borges
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4723489P3por
dc.contributor.referee4Hartmann, Paulo Afonso
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4703270E3por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7350417518775848por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentCiências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Biodiversidade Animalpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.