Show simple item record

dc.creatorSouza, Carlos Alberto Martinelli de
dc.date.accessioned2010-07-22
dc.date.available2010-07-22
dc.date.issued2009-12-18
dc.identifier.citationSOUZA, Carlos Alberto Martinelli de. TAPER MODELS FOR Pinus taeda L. ADJUSTED ACCORDING TO STEM SHAPE AND STRATIFICATION METHODS. 2009. 120 f. Tese (Doutorado em Recursos Florestais e Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2009.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3730
dc.description.abstractThis study was carried out in order to analyze the performance of segmented and non-segmented taper models in terms of estimates for trees profiles with 1, 2 and 3 shape change points in stems; to test the accuracy of estimates of stem profiles and commercial height based on an adjusting taper model with non-stratified data, stratified in classes of DBH (diameter at breast height) and stratified in classes of shape quotient; and to examine the influence of the results on the formulation of a classification table for wood assortments. The data to this study were measured in Pinus taeda L. stands from Klabin S.A. in Telêmaco Borba-PR. The sample trees grew up in stands managed to sawmill, with two thinnings and coppicing, plantation of 1.600 trees/ha, spacing of 2,50 x 2,50 m. Forty trees were cut down and cubed by the Smalian method in the following positions: 0,10, 0,30, 0,80, 1,30, and in each meter until the total height. In these positions, stem transversal slices were obtained to study the reconstruction of growth using dendrocronology and it generated a database of 649 trees aged between 8 and 30 years, among which the samples to this research were selected. Aiming at the best model to estimate the stem profiles, for all kinds of trees the non-segmented models were superior, the 5th degree polynomial showed a better performance and the Garay model presented the second best result. Considering the best method to illustrate the data, the stratification by classes of shape quotient was more accurate, emphasizing K0,7h and K0,5h classes. The assortments table proved that the higher the trees dimensions, the higher the possibility of obtaining more products and, consequently, the better the performance, with a lower residual value. The validation also showed the accuracy of the models adopted in the assortments table.eng
dc.description.sponsorshipConselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPrecisãopor
dc.subjectModelos segmentadospor
dc.subjectModelos não segmentadospor
dc.subjectDendrocronologiapor
dc.subjectSortimentospor
dc.subjectAccuracyeng
dc.subjectSegmented modelseng
dc.subjectNon-segmented modelseng
dc.subjectDendrocronologyeng
dc.subjectAssortmentseng
dc.titleMODELOS DE AFILAMENTO PARA Pinus taeda L. AJUSTADOS SEGUNDO A FORMA DO TRONCO E MÉTODOS DE ESTRATIFICAÇÃOpor
dc.title.alternativeTAPER MODELS FOR Pinus taeda L. ADJUSTED ACCORDING TO STEM SHAPE AND STRATIFICATION METHODSeng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoEste trabalho foi realizado com os objetivos de verificar tanto o desempenho de modelos de afilamento segmentados e não segmentados quanto às estimativas dos perfis de árvores com 1, 2 e 3 pontos de mudanças de forma nos fustes, quanto a acurácia das estimativas dos perfis dos fustes e alturas comerciais a partir de um modelo de afilamento ajustado com os dados não estratificados, estratificados em classes de dap (diâmetro à altura do peito) e estratificados em classes de quociente de forma. Propôs ainda, a comparação entre de um modelo de afilamento ajustado com os dados sem estratificação e estratificado por uma classe de quociente de forma para estimativa do volume total e desenvolvimento dos resultados destes estudos na construção de uma tabela de classificação de sortimentos de madeira. Os dados para o presente trabalho foram mensurados em povoamentos de Pinus taeda L., da Klabin S.A., em Telêmaco Borba-PR. As árvores amostradas cresceram em povoamentos manejados para serraria, com dois desbastes e corte raso, plantio de 1.600 árvores/ha, em espaçamento de 2,50 x 2,50 m. Quarenta árvores foram abatidas e cubadas pelo Método de Smalian, nas posições de: 0,10, 0,30, 0,80, 1,30, e de 1 em 1 metro até a altura total. Nessas posições, foram retiradas fatias transversais do fuste para fins de estudos de reconstituição do crescimento por dendrocronologia, gerando um banco de dados de 649 árvores com idades entre 8 e 30 anos, de onde foram selecionadas aquelas que fizeram parte dos bancos de dados para os estudos propostos. Na busca do melhor modelo para estimativa dos perfis dos fustes, para todos os tipos de árvores, os modelos não segmentados foram superiores, tendo o Polinômio do 5º grau o melhor desempenho e o modelo de Garay o segundo melhor resultado. Em relação ao melhor método para dispor os dados, a estratificação por classe de quociente de forma mostrou o maior ganho de precisão, tendo as classes de K0,7h e K0,5h maiores destaques. A tabela de sortimentos mostrou que, à medida que as árvores têm aumento em suas dimensões, passam a apresentar a possibilidade de retirada de mais produtos e conseqüentemente maior aproveitamento, com pequeno valor residual. As validações mostraram as boas precisões dos modelos usados para construção da tabela de sortimentos.por
dc.contributor.advisor1Finger, César Augusto Guimarães
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4793900Y1por
dc.contributor.referee1Watzlawick, Luciano Farinha
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4767560Z6#Eventospor
dc.contributor.referee2Silva, Gilson Fernandes da
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4768528D0por
dc.contributor.referee3Lopes, Luis Felipe Dias
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4721614Z9por
dc.contributor.referee4Zanon, Magda Lea Bolzan
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4735781P8por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4770581T5por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentRecursos Florestais e Engenharia Florestalpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.