Show simple item record

dc.creatorBiali, Leonardo Job
dc.date.accessioned2016-09-16
dc.date.available2016-09-16
dc.date.issued2016-02-29
dc.identifier.citationBIALI, Leonardo Job. INSERTION OF THE FAMILY LANDS INTO AT THE WOOD CHAIN: A DIAGNOSIS FROM SOUTH OF BRAZIL. 2016. 147 f. Tese (Doutorado em Recursos Florestais e Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3794
dc.description.abstractExcept for the local structures such as the market of firewood and small sawmills, the Brazilian forest complex is supplied almost entirely by wood from medium and large enterprises. This work had the assumption that family lands can also be a competitive source of forest products for wood production chain. To support this hypothesis a diagnosis of forest production on family lands from southern Brazil was carried out, and was based on two sample groups. In the first group were evaluated both the productive structure of the lands and families, the relationship of the rural producers with foresting and the use of wood, and the existing forestry base. In the second group, that comprised the rural lands that have implemented foresting, it was assessed the current state of forestry. Small lands possess area to expand the forest production without impairing the productive activities that have already been undertaken, but present restrictions on labor availability. Family farmers have a wide tradition in forest cultivation, however it does not reflect in a deep technical knowledge about this subject. In addition, the contribution of the technical assistance institutions on forestry is deficient. The wood consumption is significant in lands due its use for drying agricultural products. Therefore, the lands can not manage to supply itself and need to turn to the market. Besides the most of the lands have forestation, in many cases these forests present low quality and multiple cutting cycles. Family forests have increment consistent with the average of the forest sector, but this growth is a result of the employment of high densities. The low quality displayed by these forests is repeated in the new plantations, which are quite dense and present deficiencies in the practices of implementation of silviculture resulting in a high mortality rate. To these lands insert themselves into the market, it is necessary an effective performance of the assistance institutions in order to reverse this technological gap frame. It is also essential to increase the production capacity both by the expansion of the forest base and by the increase of the productivity in the areas that have been forested. The diagnosis herein presented indicates that the current models of foment are not suitable to the reality of the small rural lands. Due the high demand for wood, it is necessary that producers have greater autonomy over the offered products, and that the incentive of forest production should be mainly based on a guarantee of the access to the market, more than in the funding of production.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAssistência técnicapor
dc.subjectBase florestal familiarpor
dc.subjectConsumo de madeirapor
dc.subjectDiagnóstico socioeconômicopor
dc.subjectPráticas silviculturais de implantaçãopor
dc.subjectTechnical assistanceeng
dc.subjectFamily forest baseeng
dc.subjectWood consumptioneng
dc.subjectSocioeconomic diagnosiseng
dc.subjectImplementation of silvicultural practiceseng
dc.titleINSERÇÃO DAS PROPRIEDADES FAMILIARES NA CADEIA DA MADEIRA: UM DIAGNÓSTICO DO SUL DO BRASILpor
dc.title.alternativeINSERTION OF THE FAMILY LANDS INTO AT THE WOOD CHAIN: A DIAGNOSIS FROM SOUTH OF BRAZILeng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoA exceção de estruturas locais, como o mercado da lenha e pequenas serrarias, o complexo florestal brasileiro é abastecido quase em sua totalidade por madeira de médios e grandes empreendimentos. Este trabalho foi construído considerando o pressuposto de que as propriedades familiares também podem ser uma fonte competitiva de produtos florestais para cadeia produtiva da madeira. Para fundamentar esta hipótese foi feito um diagnóstico da produção florestal nas propriedades familiares do Sul do Brasil, baseado em dois grupos de amostras. No primeiro foi avaliado a estrutura produtiva das propriedades e das famílias, a relação dos produtores com os florestamentos e com o uso da madeira, e a base florestal instalada; e no segundo grupo, que consistiu em propriedades que implantaram florestamentos na safra de coleta de dados, foi avaliado o estágio atual da silvicultura. As pequenas propriedades possuem área para ampliar a produção florestal sem prejudicar as atividades produtivas já realizadas, contudo apresentam restrição na disponibilidade de mão de obra. Os agricultores familiares tem longa tradição com o cultivo florestal, mas isso não reflete em um conhecimento técnico profundo acerca da cultura, e a contribuição das instituições de assistência técnica a respeito da silvicultura é deficiente. É expressivo o consumo madeireiro nas propriedades para secagem de produtos agrícolas, de modo que as propriedades não conseguem se auto abastecer tendo de recorrer ao mercado. A grande maioria das propriedades contam com florestamentos, porém em muitos casos são florestas de baixa qualidade com vários ciclos de corte. Os florestamentos apresentam incremento compatível com a média do setor florestal, contudo este crescimento é resultado das altas densidades empregadas. Esta baixa qualidade se repete nos plantios novos, que são excessivamente adensados e com deficiências nas práticas de implantação florestal, resultando em alta taxa de mortalidade. Para que as propriedades insiram-se no mercado, é necessário uma atuação mais eficiente das instituições de assistência de modo a reverter este quadro de defasagem tecnológica; também é imprescindível aumentar a capacidade produtiva, tanto pela ampliação da base florestal como pelo aumento da produtividade das áreas já florestadas. O diagnóstico aponta que os atuais modelos de fomento não se adequam a realidade das pequenas propriedades; devido à alta demanda é necessário que os produtores tenham maior autonomia sobre os produtos ofertados, e o estímulo à produção florestal deve ser pautado sobretudo numa garantia de acesso ao mercado, acima do financiamento à produção.por
dc.contributor.advisor1Farias, Jorge Antonio de
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4786298U6por
dc.contributor.referee1Gomes, Gabriela Schmitz
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9349096811428385por
dc.contributor.referee2Monteiro, Josita Soares
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4757171H2por
dc.contributor.referee3Balbinot, Rafaelo
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/7862635734299980por
dc.contributor.referee4Chassot, Tatiane
dc.contributor.referee4Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4188948P3por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3216800651211677por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentRecursos Florestais e Engenharia Florestalpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.