Show simple item record

dc.creatorMattos, Rodrigo Borges de
dc.date.accessioned2007-11-09
dc.date.available2007-11-09
dc.date.issued2007-07-12
dc.identifier.citationMATTOS, Rodrigo Borges de. Productivity and increment of Cabralea canjerana (Vell.) Mart., Cedrela fissilis Vell. and Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steud., in a native forest in Rio Grande do Sul. 2007. 106 f. Tese (Doutorado em Recursos Florestais e Engenharia Florestal) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2007.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/3800
dc.description.abstractThe aim of the present study was to assess the productivity and growth rate of three native species (Cabralea canjerana, Cedrela fissilis and Cordia trichotoma), with supposedly productive and economic potential, in unmanaged native forest fragments of Vale Vêneto district, in São João do Polêsine, a town in the central region of the state of Rio Grande do Sul, Brazil. In 1994, 346 permanent observation plots were randomly installed by Durlo (1996) in the forests of Vale Vêneto. In these plots, there were, among other species, 146 Cabralea canjerana, 117 Cedrela fissilis and 46 Cordia trichotoma trees. The occurring species were identified around each of the selected trees; the diameter at breast height (DBH), the distance between neighboring trees (co-occurring species) and the selected ones (subject species), and basal area per hectare were measured; in addition, the site characteristics were described, and eight crown radii were measured in order to determine productivity. Between 1995 and 2003, the increments in DBH and in basal area (g), competition indices, and morphometric parameters were calculated for each of the three selected species. The model ig = f (a + b. dimension + c. competition + d. site + e. morphometry) was used to describe the increment in basal area. The dependence of increment upon competition was tested using competition indices. Easily determined site parameters were assessed around each selected tree, namely relief, slope gradient, stone cover, and cardinal direction. The morphometric parameters (crown ratio, degree of slenderness, saliency measure, range measure and crown formal measure were calculated using dimensional characteristics (DBH, total height, length, diameter, and eight crown radii). The major results show that the largest basal area increments were observed for Cedrela fissilis, Cabralea canjerana and Cordia trichotoma, respectively. However, this difference was not statistically confirmed. There was no significant difference in productivity across the analyzed species. The three species demonstrate a growing and regular basal area increment on an annual basis as their DBH increases. The inflection points of growth curves were not reached, which indicates the necessity of further research studies that include trees with larger DBH. The regression analysis allowed selecting the mathematical models that best describe the basal area increment and productivity of each species.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEspécies nativaspor
dc.subjectDAPpor
dc.subjectÁrea basalpor
dc.subjectNative specieseng
dc.subjectDBHeng
dc.subjectBasal areaeng
dc.titleProdutividade e incremento de Cabralea canjerana (Vell.) Mart., Cedrela fissilis Vell. e Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steud., em floresta nativa no Rio Grande do Sulpor
dc.title.alternativeProductivity and increment of Cabralea canjerana (Vell.) Mart., Cedrela fissilis Vell. and Cordia trichotoma (Vell.) Arrab. ex Steud., in a native forest in Rio Grande do Suleng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoEste trabalho foi desenvolvido com o objetivo de se conhecer a produtividade e o ritmo de crescimento de três espécies nativas (Cabralea canjerana, Cedrela fissilis e Cordia trichotoma), as quais acreditou-se terem potencial produtivo e econômico, em fragmentos florestais nativos não-manejados do distrito de Vale Vêneto, no Município de São João do Polêsine, situado na região central do Rio Grande do Sul. No ano de 1994, foram instaladas por Durlo (1996), aleatoriamente, 346 unidades amostrais de observação permanente nas florestas de Vale Vêneto. Nessas unidades amostrais, foram encontradas, entre outras, as três espécies objeto desse estudo, respectivamente, 146 canjeranas, 117 cedros e 46 louros. No entorno de cada uma das árvores selecionadas, foram identificadas as espécies ocorrentes, medidos os diâmetros à altura do peito (DAP s), medidas as distâncias das árvores circundantes (concorrentes) até as árvores selecionadas (concorridas), determinada a área basal por hectare, caracterizados os sítios circundantes e medidos oito raios de projeção de copa para a determinação da produtividade. Para as três espécies selecionadas, individualmente, no período de 1995 a 2003, foram calculados os incrementos em DAP e em área basal (g), índices de concorrência e índices morfométricos. Para a descrição do incremento em área basal de cada uma das espécies, foi utilizado o seguinte modelo: ig = f (a + b.dimensão + c.concorrência + d.sítio + e.morfometria). A dependência do incremento em relação à concorrência foi testada por meio de índices de concorrência. Ao redor de cada árvore estudada, foram observadas variáveis definidoras de sítio de fácil determinação como o relevo, a inclinação, a pedregosidade e a exposição. Utilizando-se as características dimensionais (DAP, altura total, comprimento, diâmetro e oito raios de copa), foram calculados os índices morfométricos: proporção de copa, grau de esbeltez, índice de saliência, índice de abrangência e índice formal de copa. Os principais resultados obtidos foram os seguintes: os incrementos mais altos em área basal foram observados, respectivamente, para Cedrela fissilis, Cabralea canjerana e Cordia trichotoma. Porém, essa diferença não foi comprovada estatisticamente. Não foram encontradas diferenças significativas de produtividade entre as espécies. As espécies estudadas têm incremento periódico anual em área basal ascendente à medida que apresentam maiores DAP s. Ainda não foram atingidos os pontos de inflexão das curvas de incremento, o que induz à realização de novos estudos sobre o tema, que incluam árvores de maiores DAP s. Mediante a análise de regressão, selecionaram-se os modelos matemáticos que melhor descrevem o incremento em área basal e a produtividade de cada espécie.por
dc.contributor.advisor1Durlo, Miguel Antao
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3620496344131484por
dc.contributor.referee1Scheeren, Luciano Weber
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/0523116094205507por
dc.contributor.referee2Gatto, Darci Alberto
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0592339091520248por
dc.contributor.referee3Müller, Ivanor
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/4178501394553328por
dc.contributor.referee4Lúcio, Alessandro Dal'Col
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/0972869223145503por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7749272851827315por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentRecursos Florestais e Engenharia Florestalpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Florestalpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::RECURSOS FLORESTAIS E ENGENHARIA FLORESTALpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.