Show simple item record

dc.creatorCruz, Anderson Cougo da
dc.date.accessioned2017-04-06
dc.date.available2017-04-06
dc.date.issued2016-06-30
dc.identifier.citationCRUZ, Anderson Cougo da. Governance in innovation environments for sustainable regional development: the Santa Maria technopark. 2016. 118 f. Dissertação (Mestrado em Administração) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4787
dc.description.abstractThe creation of a technology park can be a consequence of the development of a region. It can also be the agent for this to occur. By studying the mechanisms and contingency management, it is common to come across the situation of adapting organizations, culture factors and society and better use of natural resources. One cause of this awakening and recognition of the problem of misuse of such resources, tends to occur because most finitude of consciousness of those. In this scenario, the regional development process meets the sustainable thinking, making that contemplate not only the economic dimension but also social and environmental, to result in greater local impact and then global. As the advancement of studies in the area of sustainability, technology centers - innovation environments - it is provide a governance founded on this ideology. Moreover, they are sites already recognized as agents for the enhancement of the sustainable development of a territory. In this study, the object is the Santa Maria Tecnoparque (Santa Maria, RS, Brazil), being grounded in these principles and composed of a board of academic, business and government spheres. Exploratory and descriptive, qualitative study, which aimed to analyze how existing governance in Santa Maria Tecnoparque influence for Sustainable Regional Development of the city. Thus, there was the opportunity of access to the park's environment, see how involved, managers and entrepreneurs are thinking about their practices, to the park is regional development agent. It observed that SM Tecnoparque is experiencing difficulties, but with better governance practices, tends to become a successful innovation environment and thus an agent of sustainable regional development, as stated in its mission.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectGovernançapor
dc.subjectParques tecnológicospor
dc.subjectDesenvolvimento regional sustentávelpor
dc.subjectAmbientes de inovaçãopor
dc.subjectSustentabilidadepor
dc.subjectGovernanceeng
dc.subjectTechnology parkseng
dc.subjectSustainable regional developmenteng
dc.subjectInnovation environmentseng
dc.subjectSustainabilityeng
dc.titleGovernança em ambientes de inovação para o desenvolvimento regional sustentável: o Santa Maria tecnoparquepor
dc.title.alternativeGovernance in innovation environments for sustainable regional development: the Santa Maria technoparkeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA criação de um parque tecnológico pode ser uma consequência do desenvolvimento de uma região. Como também pode ser o agente para que isso ocorra. Ao se estudar os mecanismos e contingências da gestão, é usual se deparar à conjuntura de adaptação das organizações, a fatores de cultura e sociedade e de melhor utilização de recursos naturais. Uma causa desse despertar e reconhecimento do problema de má utilização de tais recursos, tende a ocorrer pelo fato de maior consciência de finitude desses. Nesse cenário, o processo de desenvolvimento regional vem ao encontro do pensamento sustentável, fazendo com que esse contemple não apenas a dimensão econômica, mas também a social e a ambiental, a resultar em maior impacto local e, posteriormente, global. Conforme o avanço dos estudos na área de sustentabilidade, aos parques tecnológicos ambientes de inovação cabe prover uma governança fundamentada nessa ideologia. Ademais, são locais já reconhecidos como agentes para a potencialização do desenvolvimento sustentável de um território. Neste estudo, o objeto é o Santa Maria Tecnoparque (Santa Maria, RS, Brasil), por ser embasado nesses princípios e composto de uma diretoria das esferas acadêmica, empresarial e governamental. De caráter exploratório-descritivo, é um estudo qualitativo, o qual objetivou analisar como a governança existente no Santa Maria Tecnoparque influencia para o Desenvolvimento Regional Sustentável da cidade. Desse modo, houve a oportunidade de acesso ao ambiente do parque, a ver como os envolvidos, gestores e empresários, estão pensando suas práticas, a fim de o parque seja agente de desenvolvimento regional. Foi possível notar que o SM Tecnoparque passa por dificuldades, porém com melhores práticas de governança, tende a se tornar um ambiente de inovação bem-sucedido e, assim, um agente do desenvolvimento regional sustentável, como consta em sua missão.por
dc.contributor.advisor1Trevisan, Marcelo
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9922211479866264por
dc.contributor.referee1Madruga, Lúcia Rejane da Rosa Gama
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4764371U2por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/6845200894868329por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAdministraçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Administraçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::ADMINISTRACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.