Show simple item record

dc.contributor.advisorOlivo, Vania Maria Fighera
dc.creatorBeltrame, Gabriela Spode
dc.date.accessioned2014-09-22T11:20:49Z
dc.date.available2014-09-22T11:20:49Z
dc.date.issued2014-03-17
dc.date.submitted2014
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/486
dc.descriptionArtigo (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Ciências da Saúde, Curso de Especialização em Residência Multiprofissional Integrada em Saúde Mental no Sistema Público de Saúde, RS, 2014.por
dc.description.abstractThis article aims to evaluate the challenges experienced by teams of Primary Health Care in facing a situation of tragedy. As methodological design, the research approach is qualitative and exploratory - descriptive characteristic. Semi-structured interviews were used in a sample of 10 participants, half of the top-level and mid-level half. As a result, it was found as the initial impact of the tragedy a sense of unpreparedness by workers, which did not prevent his immediate mobilization to meet the demands . There was a need to shift the focus of attention, restructuring of work processes and selection of priorities. An examination was also a concern about the work processes that would encompass actions in mental health. Shares of support received by the municipality function triggered changes as building intersectoral networks and greater autonomy of services to manage their practices. The host, listening and home visits have been used to assess and monitor cases. Finding look more human workers for the demands from the event.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAtenção básica em saúdepor
dc.subjectEstratégia saúde da famíliapor
dc.subjectTragédiapor
dc.subjectDesafiospor
dc.titleDesafios às equipes de atenção básica em saúde no enfrentamento em uma situação de tragédiapor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasil.por
dc.degree.specializationResidência Multiprofissional Integrada em Saúde Mental no Sistema Público de Saúdepor
dc.description.resumoO presente artigo tem como objetivo avaliar os desafios vivenciados por equipes de Atenção Básica em Saúde no enfrentamento a uma situação de tragédia. Como delineamento metodológico, a pesquisa teve uma abordagem qualitativa de característica exploratória-descritiva. Foram utilizadas entrevistas semi-estruturadas em uma amostra de 10 participantes, sendo metade de nível superior e metade de nível médio. Como resultado, constatou-se como impacto inicial da tragédia um sentimento de despreparo por parte dos trabalhadores, o que não impediu sua mobilização imediata para atender às demandas. Verificou-se a necessidade de mudança no foco da atenção, reestruturação dos processos de trabalho bem como seleção de prioridades. Averiguou-se ainda uma preocupação acerca dos processos de trabalho que abarcariam ações em saúde mental. As ações da função apoio recebidas pelo município desencadearam mudanças como a construção de redes intersetoriais e maior autonomia dos serviços para gerenciarem suas práticas. O acolhimento, a escuta e as visitas domiciliares vêm sendo empregados para avaliar e acompanhar os casos. Constatação de olhar mais humanizados dos trabalhadores para com as demandas a partir do evento.por
dc.publisher.unidadeCentro de Ciências da Saúdepor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.