Show simple item record

dc.creatorMacedo, Lucas Chagastelles Pinto de
dc.date.accessioned2015-11-30
dc.date.available2015-11-30
dc.date.issued2015-03-06
dc.identifier.citationMACEDO, Lucas Chagastelles Pinto de. MORPHOLOGICAL MODIFICATIONS IN TWO SPECIES OF Urochloa P. Beauv. IN TO THREE CONDITIONS OF SOIL MOISTURE.. 2015. 69 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/4895
dc.description.abstractRice is a very important crop for the Rio Grande do Sul state. The productivity of this crop is affected by several factors, and competition with weeds, one of the main responsible for losses in production. Among the weeds occurring in rice crops, grasses are the main competitors with culture. Urochloa plantaginea and Urochloa platyphylla are the two species of the genus Urochloa, which are found infesting areas which produces rice. Both species are described as occurring in drier environments, although U. platyphylla, can also be found in moist environments. Since these species are naturally occurring in environments with small amounts of water, but have been found in rice production areas, which are characterized by containing high amounts of water in the soil, this study aimed to evaluate and quantifying plant which morphophysiologic parameters are altered when they are subjected to developing in environments with different amounts of water. The experiment was conducted in a greenhouse, where controlled irrigation daily, keeping the experimental units with different amounts of water. Each species was subjected to develop in the water condition in 50% of field capacity, 100% of field capacity and under water depth of 5 cm. During the experiment, there was the collection of plant material root, stem and leaf, for making slides and evaluation of the anatomical behavior of each species under each condition, as well as measures of vegetative and reproductive characters. The results obtained in this experiment show that both types complete their life cycle in the three different amounts of water in the environment. There were statistically significant differences in the duration of the cycle of each type. Urochloa plantaginea had larger cycle when developed under the condition of 50% of field capacity, while U. platyphylla showed higher cycle on condition of water depth. The condition of water depth led the two species the first issue the inflorescences, occurring shorten the growing season. The dry weight of shoots levels was higher for both species when grown under the condition of 100% of field capacity. The less water (50% of field capacity) promoted root growth for both species, occurring higher dry matter yield in this. The results of anatomical analyzes show the increased aerenchyma formation for the two species, as it increases the amount of water in the soil. Under water depth there was greater diameter of aerenchyma and smaller diameter of the leaf mesophyll and root central cylinder. In relation to the stem, the condition of water depth increases the diameter of the fistula and reduces the number of cortical aerenchyma.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectPoaceaepor
dc.subjectÁguapor
dc.subjectAmbientepor
dc.subjectBiologiapor
dc.subjectDesenvolvimentopor
dc.subjectPoaceaeeng
dc.subjectWatereng
dc.subjectEnvironmenteng
dc.subjectBiologyeng
dc.subjectDevelopomenteng
dc.titleAlterações morfológicas em plantas do gênero Urochloa P. Beauv. submetidas a três condições de umidade do solo.por
dc.title.alternativeMorphological modifications in two species of Urochloa P. Beauv. in to three conditions of soil moisture.eng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO arroz é uma cultura com extrema importância para o estado do Rio Grande do Sul. A produtividade desta cultura é afetada por diversos fatores, sendo a competição com plantas daninhas, um dos principais responsáveis por perdas em produção. Dentre as plantas daninhas ocorrentes nas lavouras de arroz, as poáceas são as principais competidoras com a cultura. Urochloa plantaginea e Urochloa platyphylla são duas espécies que são encontradas infestando as áreas onde se produz arroz irrigado. Ambas são descritas como ocorrentes em ambientes mais secos, apesar de que U. platyphylla, pode ser encontrada também em ambientes úmidos. Visto que estas espécies são de ocorrência natural em ambientes mais secos, mas têm sido encontradas nas áreas mal drenadas de arroz, o presente trabalho teve como objetivo avaliar e quantificar quais parâmetros morfofisiológicos das plantas sofrem alterações quando estas são submetidas a desenvolverem-se em ambientes com diferentes quantidades de água no solo. O experimento foi conduzido em casa de vegetação, com controle de irrigação, mantendo as unidades experimentais com diferentes quantidades de água no solo. Cada espécie foi submetida a desenvolver-se na condição de água em 50% da capacidade de campo, 100% da capacidade de campo e sob lâmina d‟água de 5 cm. Durante a condução do experimento, realizou-se a coleta de material vegetal de raiz, caule e folha, para confecção de lâminas e avaliação do comportamento anatômico das espécies em função dos tratamentos, bem como a realização de medidas de caracteres vegetativos e reprodutivos. Os resultados obtidos no experimento mostram que ambas as espécies completaram seu ciclo biológico sob as três diferentes quantidades de água no ambiente. Houve diferenças estatisticamente significativas na duração do ciclo de cada espécie. Urochloa plantaginea teve maior ciclo quando desenvolvida sob a condição de 50% da capacidade de campo, enquanto que U. platyphylla apresentou maior ciclo sob a condição de lâmina d‟água. A condição de lâmina d‟água levou as duas espécies a emitirem primeiro as inflorescências, ocorrendo encurtamento do período vegetativo. Os níveis de massa seca de parte aérea foram maiores para as duas espécies quando desenvolvidas sob a condição de 100% da capacidade de campo. A menor quantidade de água (50% da capacidade de campo) promoveu maior crescimento radicular para ambas as espécies, ocorrendo maior produção de massa seca nesta. Os resultados encontrados nas análises anatômicas mostram o aumento na formação de aerênquimas para as duas espécies, à medida que se aumenta a quantidade de água no solo. Sob lâmina de água há maior diâmetro de aerênquima e menor diâmetro do mesofilo foliar e do cilindro central radicular. Em relação ao caule, a condição de lâmina de água aumenta o diâmetro da medula fistulosa e reduz o número de aerênquimas corticais.por
dc.contributor.advisor1Dornelles, Sylvio Henrique Bidel
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/7703999212120929por
dc.contributor.referee1Essi, Liliana
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5776430118696894por
dc.contributor.referee2Sanchotene, Danie Martini
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/5668673447087328por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5180664528455126por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentCiências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Agrobiologiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.