Show simple item record

dc.creatorMichelon, Cleudson José
dc.date.accessioned2017-04-20
dc.date.available2017-04-20
dc.date.issued2005-02-28
dc.identifier.citationMICHELON, Cleudson José. Physical quality of irrigated soil of Rio Grande do Sul state and central region of Brazil. 2005. 114 f. Dissertação (Mestrado em Agronomia) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2005.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/5464
dc.description.abstractThe irrigated áreas are caracterized by an intensification of the land use, and as consequence, an intense use of the soil. This usually results in a higher pressure of the soil structure degradation, causing many times soil compaction. The main cause is the intensive traffic of machines and equipments, that usually occurs an soil with higher soil water content. The soil compaction modifyes some soil physical characteristics, decreasing soil aeration, decrease water infitration and increasing the mechanical resistance of the soil, affecting root growing and development. The objetive of this study was to carry out soil physical characterization of irrigated areas of some Brazilian regions and collect informations necessary to guide soil management decisions. Soil sampling were taken in irrigated areas cultivated under a central pivot irrigation system, in the Rio Grande de Sul State (RS) and central region of Brazil. The soil profile was divided in three soil layers: superficial, intermediate and inferior. Samples were collected in the median portion of each soil layer and the following determinations: were conducted: soil texture, bulk density (Bd), particles density, porosity and the water content of the soil water potential of -0.001, -0.006, -0.033, -0.01, -0.5 and -1.5 Mpa. Soil types were grouped in seven ranges of clay content: 0-20; 20-30; 30-40; 40-50; 50-60; 60-70 and ligher than 70% of clay. For each clay content a critical values of bulk density (Bd) and of the soil macroporosity (macro) were established values (above and below the Bd and macro critical level) to classify as soil compacted. The indication of soil compaction was grouped in four levels: NC - no compacted; CD - indication of soil compaction due to Bd; CM - indication of soil compaction due to macroporosity and CDM - indication of soil compaction due to both: Bd and macroporosity. The majority of soil samples colleted in the RS was classified in the range of 40-50% of clay content in the superficial layer and in the range higher than 70% in the intermediate and inferior soil layers. In the Goias State (GO), the majority of soil samples were classified in the range of clay content higher than 70% in the three soil profile layers. In Minas Gerais State (MG) the majority of soil sample collected was classified in the range of 20-30% of clay content in the superficial and 30-40% of clay content in the intermediate and inferior layers. In the Bahia State (BA), the majority of soil sample collected was classified in the range of 0-20% of clay content, in the three layers of the profile. Considering the entire area sampled in the RS 66.5% presented indication of soil compaction in the superficial layer, 25% in the intermediate layer and 9.5% in the inferior layer. The superficial layer of the soil profile presented the highest frequency of soil samples with indication of soil compaction for the levels of CM and CDM for the range of 40-50% of clay content, and the range of 50-60% of clay content in the compaction level of CD. However, in the central region of Brazil; 13.3% of the areas in GO, 24.1% of the areas in MG, and 29.2% of the areas in BA had preseted indication of soil compaction in the superficial layer. In BA the collected soil samples in the superficial layer in the range 0-20% of clay content presented the highest frequency of indication of soil compaction for the leves CD, CM and CDM. In the state of GO and MG the highest indication of soil compaction in the superficial layer was observed for the CM level and occurred in the ranges of 20-30 and 30-40% of clay content.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectAgriculturapor
dc.subjectSolopor
dc.subjectPropriedades fisicaspor
dc.subjectCompactacao do solopor
dc.subjectQualidade do solopor
dc.subjectSolo irrigadopor
dc.subjectPedofunctionseng
dc.subjectWater contenteng
dc.subjectModelingeng
dc.titleQualidade física de solos irrigados do Rio Grande do Sul e do Brasil centralpor
dc.title.alternativePhysical quality of irrigated soil of Rio Grande do Sul state and central region of Brazileng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoAs áreas irrigadas caracterizam-se pela intensificação dos cultivos, e por conseqüência, uma intensa utilização do solo. Isso resulta em uma maior pressão de degradação da estrutura do solo, ocasionando muitas vezes a compactação dos solos. O principal efeito refere-se ao tráfego de máquinas e equipamentos, que além de ser mais intenso, usualmente ocorre em solo com maior conteúdo de água, mais suscetível à compactação. A compactação altera as características do solo, diminuindo a aeração, infiltração de água no solo e aumentando a resistência mecânica à penetração, dificultando o crescimento dos vegetais. O objetivo do trabalho foi realizar a caracterização física dos solos irrigados de algumas regiões brasileiras, com vistas a promover uma base de informações para orientar a tomada de decisões relativas ao manejo de áreas irrigadas. O trabalho foi conduzido em áreas irrigadas sob pivô central, no Rio Grande do Sul (RS) e no Brasil central. Os perfis dos solos foram divididos em três camadas, superficial, intermediária e inferior. As amostras de solo foram coletadas na porção mediana de cada camada e realizou-se as seguintes determinações: textura do solo, densidade do solo (Ds) e de partículas, porosidade e conteúdo de água no solo nos potenciais de -0.001, -0.006, -0.033, -0.01, -0.5 e -1.5 MPa. Os solos foram agrupados em sete faixas de teor de argila assim descritas: 0-20; 20-30; 30-40; 40-50; 50-60; 60-70 e >70% de argila. Para cada faixa de teor de argila estabeleceu-se um valor crítico de densidade do solo (Ds) e de macroporosidade (macro), acima do qual (Ds) e abaixo do qual (macro), as amostras de solo foram caracterizadas com indicação de compactação. Em relação a indicação de compactação, as amostras de solos foram agrupados em quatro níveis: NC: amostra não compactada; C-D: amostra com indicação de compactação em função da Ds; C-M: amostra com indicação de compactação função da macro e CDM: amostra com indicação de compactação em função da Ds e macro. A maior freqüência das amostras de solo coletadas no Estado do RS foram classificadas na faixa de 40-50% de argila, na camada superficial e na faixa de argila superior a 70% nas camadas intermediária e inferior. No Estado de Goiás (GO), a maior freqüência das amostras coletadas foram classificadas na faixa de argila superior a 70% nas três camadas do perfil do solo. Em Minas Gerais (MG) observou-se que a maior freqüência das amostras de solo coletadas foi classificada na faixa de 20-30% de argila na camada superficial e 30-40% de argila nas camadas intermediária e inferior. No Estado da Bahia (BA) a maior freqüência das amostras coletadas foram classificadas na faixa de 0-20% de argila, nas três camadas do perfil do solo. Do total das áreas amostradas no RS, 66,5% apresentaram indicação de compactação do solo na camada superficial, 25% na camada intermediária e 9,5% na camada inferior. Na camada superficial, a faixa de 40-50% de argila apresentou a maior freqüência de amostras com indicação de compactação nos níveis C-M e C-DM e a faixa de 50-60% de argila no nível de compactação C-D. No Brasil central, 13,3% das áreas amostradas no Estado de GO, 24,1% das áreas de MG e 29,2% das áreas da BA, apresentaram indicação de compactação na camada de superficial. No Estado da BA, as amostras de solo coletadas na camada superficial classificadas na faixa de 0-20% de argila, apresentaram a maior freqüência de indicação de compactação nos níveis C-D, C-M e C-DM. Nos Estados de GO e MG a maior freqüência de indicação de compactação, na camada superficial, foi observada no nível C-M e ocorreu nas faixas de 20-30 e 30-40% de argila no Estado de GO e na faixa de 20-30% de argila no Estado de MG.por
dc.contributor.advisor1Carlesso, Reimar
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787243P5por
dc.contributor.referee1Reinert, Dalvan José
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4793527A1por
dc.creator.Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4765284E4por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentAgronomiapor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Ciência do Solopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS AGRARIAS::AGRONOMIA::CIENCIA DO SOLOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.