Show simple item record

dc.creatorScherer, Fernanda
dc.date.accessioned2016-08-25
dc.date.available2016-08-25
dc.date.issued2016-03-04
dc.identifier.citationSCHERER, Fernanda. MEDIA CONSUMPTION IN ONLINE COMMUNITY: A STUDY ABOUT MUNDO T-GIRL. 2016. 202 f. Dissertação (Mestrado em Comunicação) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6374
dc.description.abstractThis dissertation is chacaracterized as a study of media consumption wich articulates the senses formulated in Mundo T-Girl, an online Facebook community mainly composed of transsexuals women and travestis, their context and gender relation. Theoretically, we base ourselves in the perspective of Cultural Consumption, to assert that every consumer has a symbolic dimension subordinate to culture, revealing the meaning structures of social life. Methodologically, the research is configured as an ethnography in online context. The empirical field is Mundo T-Girl, a community on Facebook composed of transsexual women and travestis. We defined as the object of study the comments made about the celebrities. Our problem is to discover the senses that integrate and distinguish transsexual women and travestis. The main objective is to investigate the reasons why its members belong to this online space. For this, we conducted an analysis of the meanings formulated in the consumption of celebrities classified into two major groups: a) rights and political representation; b) gender roles. As results, we realize that the integrative practices in the community includes the adjustment to the current standard of femininity, as well as the discussion of a political project that consider their demands for social inclusion. At the same time, they seek to define the symbolic distance between themselves and women whose behaviors violate the conservative models of gender, as well as the part of society that does not consider them as political beings.eng
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo a Pesquisa no Estado do Rio Grande do Sul
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectConsumo midiáticopor
dc.subjectEtnografiapor
dc.subjectComunidade onlinepor
dc.subjectTransexualidadepor
dc.subjectTravestilidadepor
dc.subjectMedia consumptioneng
dc.subjectCultural consumptioneng
dc.subjectEthnographyeng
dc.subjectOnline communityeng
dc.subjectTransexualityeng
dc.subjectTravestilityeng
dc.titleCONSUMO MIDIÁTICO EM COMUNIDADE ONLINE: UM ESTUDO SOBRE O MUNDO T-GIRLpor
dc.title.alternativeMEDIA CONSUMPTION IN ONLINE COMMUNITY: A STUDY ABOUT MUNDO T-GIRLeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoEsta dissertação se caracteriza como um estudo do consumo midiático, que articula os sentidos formulados no Mundo T-Girl, uma comunidade online no Facebook composta, majoritariamente, por mulheres transexuais e travestis, o contexto de suas integrantes e as relações de gênero. Teoricamente, fundamentamo-nos na perspectiva do Consumo Cultural, para afirmar que todo consumo tem uma dimensão simbólica subordinada à cultura, reveladora das estruturas de significado da vida social. Metodologicamente, a pesquisa se configura como um estudo etnográfico, realizado em âmbito online. O cenário empírico da pesquisa está inscrito nas relações sociais estabelecidas no Mundo T-Girl. Definimos como objeto de estudo os comentários realizados na apropriação de conteúdos veiculados nos meios de comunicação. Nossa problemática consiste em apreender os sentidos que integram e distinguem as mulheres transexuais e travestis. O objetivo central é investigar as razões pelas quais as suas integrantes pertencem a esse espaço online. Para isso, realizamos uma análise sobre os sentidos formulados sobre as celebridades mais presentes nas publicações da comunidade, os quais foram classificados em dois grandes grupos: a) direitos e representação política; b) papéis de gênero. Como resultados, percebemos que as práticas integrativas no Mundo T-Girl, que denotam o pertencimento ao espaço online, compreendem o ajustamento ao padrão de feminilidade vigente, bem como a discussão de um projeto político que considere as suas demandas de inclusão social. Ao mesmo tempo, elas buscam marcar a diferenciação e o afastamento simbólico entre si e as mulheres cujas condutas transgridem os modelos conservadores de gênero, assim como à parcela da sociedade que não as considera atores políticos.por
dc.contributor.advisor1Ronsini, Veneza Veloso Mayora
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4707526J6por
dc.contributor.referee1Brignol, Liliane Dutra
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5983909606938283por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/4873590137265725por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentComunicaçãopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Comunicaçãopor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::COMUNICACAOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.