Show simple item record

dc.creatorBastos, Giséli Duarte
dc.date.accessioned2015-12-02
dc.date.available2015-12-02
dc.date.issued2015-04-15
dc.identifier.citationBASTOS, Giséli Duarte. Biology in high school: different methodological approaches to adjust the knowledge to daily life - focus about teenage pregnancy. 2015. 174 f. Dissertação (Mestrado em Ciências Biológicas) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/6697
dc.description.abstractSexuality has been seen, in the contemporaneity, as an urgent issue to be worked at school, due to questions such as gender inequality. However, what has been doing in science education has reduced this issue only to individual knowledge about anatomy and physiology of genital organs, as well as sexually transmitted diseases prevention. In this approach, considered reductionist, social and daily life factors are unvalued. When it comes to sexuality in classroom, teenage pregnancy is far from an easy topic to be debated, especially when you want to escape to simplification and banality on the subject. When teenage pregnancy is discussed at school, it usually comes with adjectives such as "unwelcome", "early", or it is treated as something that should be avoided at any costs. In this context, teenagers are considered equal individuals, and they usually are analyzed negatively, reducing and generalizing their experiences, considering them as unfinished individuals. Thus, it is necessary to understand them, considering the enormous diversity of biological, psychological, social, cultural, political and ideological variables that cover what is understood about youth and adolescence. With the theme of teenage pregnancy, this study aimed to use different methodological approaches to an integrative biology concepts teaching related to reproduction, with students day-to-day questions, expanding the purely biological approach to discuss one that means the body socially. The study is characterized as an applied qualitative research and it s data was analyzed by discursive textual analysis. Besides, pre-tests and post-tests was used with regard to biological concepts learning evaluation. The work was developed in a public school in Santa Maria, Rio Grande do Sul, Brazil, with three first grade high school classes, in regular school year. Different materials were built for activities development, which tried to discuss, among other questions, thoughts about the contraception, infection with sexually transmitted diseases, beliefs about motherhood and abortion, gender prejudice, normal birth versus cesarean, breastfeeding, all these issues permeating biological concepts teaching about human reproduction. As a result, there are the categories of analysis found: Ethnic / Racial prejudice; Gender stereotype; Care (self-care, maternal care, care by the parents of teenagers, care by the partner); guilt and curiosity, which elucidated points to be problematized with students and they can be statements to be researched in future. Conceptually, it is noted the progress in anatomy understanding, and physiology of the reproductive systems, demonstrated through post-tests carried out about the menstrual cycle and embryo-fetal development. Furthermore, it was possible to notice a change in attitude of the students to reflecting and position themselves critically in the face of issues such as abortion, social factors related to breastfeeding, a greater understanding of childbirth types, and denaturalization of gender inequality, especially concerning the perception of the reciprocal responsability among the genera in contraception.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEnsino de ciênciaspor
dc.subjectSexualidadepor
dc.subjectGravidez na adolescênciapor
dc.subjectBiologia no ensino médiopor
dc.subjectDiversidade metodológicapor
dc.subjectScience teachingeng
dc.subjectSexualityeng
dc.subjectTeenage pregnancyeng
dc.subjectBiology in high schooleng
dc.subjectMethodological diversityeng
dc.titleBiologia no ensino médio: diferentes abordagens metodológicas para adequar o conhecimento ao cotidiano - enfoque sobre a gravidez na adolescênciapor
dc.title.alternativeBiology in high school: different methodological approaches to adjust the knowledge to daily life - focus about teenage pregnancyeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoA sexualidade configura-se, na contemporaneidade, como uma temática urgente a ser trabalhada na escola, tendo em vista, por exemplo, questões como a desigualdade de gênero. No entanto, o que vem se fazendo no Ensino de Ciências tem reduzido essa questão apenas a conhecimentos isolados sobre anatomia e fisiologia de órgãos genitais, bem como sobre a profilaxia de doenças sexualmente transmissíveis. Nessa abordagem,considerada reducionista, fatores sociais e ligados ao cotidiano do estudante não são valorizados. No que tange à sexualidade em sala de aula, a gravidez na adolescência está longe de ser um tema fácil de ser abordado, principalmente quando se quer fugir de simplificações e de banalizações acerca do assunto. Quando discutida na escola, a gravidez na adolescência, usualmente, vem acompanhada de adjetivos como indesejada , precoce , ou ainda é tratada como aquilo que se deve evitar a qualquer custo. Nesse contexto, os adolescentes são considerados sujeitos homogêneos, sendo analisados de forma negativa, reduzindo e generalizando suas experiências, considerando-os como sujeitos inacabados. Assim, torna-se necessário compreendê-los, levando-se em conta a enorme diversidade de variáveis biológicas, psicológicas, sociais, culturais, políticas e ideológicas que abarcam o que se entende por juventude e adolescência. Utilizando o viés da gravidez na adolescência, este trabalho objetivou utilizar diferentes abordagens metodológicas para um ensino integrativo de conceitos biológicos relativos à reprodução, com questões do dia-a-dia dos estudantes, ampliando a abordagem puramente biológica para aquela que significa o corpo socialmente. O trabalho possuiu a natureza de uma pesquisa aplicada qualitativa e teve os dados analisados por meio da análise textual discursiva além do uso de pré e pós-testes no que diz respeito à avaliação da aprendizagem dos conceitos biológicos trabalhados. Foi desenvolvido em uma escola pública de Santa Maria- RS, com três turmas do primeiro ano do Ensino Médio, em períodos letivos regulares. Construiu-se diferentes materiais didáticos para o desenvolvimento das atividades, as quais buscaram abordar, entre outras questões, reflexões sobre a contracepção, contágio por doenças sexualmente transmissíveis, crenças sobre maternidade e aborto, preconceito de gênero, parto normal versus cesárea, amamentação, todos permeando o ensino dos conceitos biológicos acerca da reprodução humana. Como resultado, destacam-se as categorias de análise encontradas: Preconceito étnico/racial; Estereótipo de gênero; Cuidado (autocuidado, cuidado materno, cuidado por parte dos pais e mães dos adolescentes, cuidado por parte do(a) companheiro(a)); culpa e curiosidade, as quais elucidaram pontos a serem problematizados junto aos estudantes e podem servir como um demonstrativo de temáticas a serem pesquisadas futuramente nas escolas. Conceitualmente, salienta-se o avanço no entendimento sobre a anatomia e a fisiologia dos sistemas reprodutivos demonstrado por meio dos pós-testes realizados, principalmente, quanto ao ciclo menstrual e ao desenvolvimento embrionário e fetal. Ainda, pôde-se perceber uma mudança de postura dos estudantes no sentido de refletirem e posicionarem-se criticamente frente às questões como aborto, fatores sociais ligados à amamentação, um maior entendimento acerca dos tipos de parto e a desnaturalização da desigualdade de gênero, principalmente, acerca da percepção da corresponsabilidade dos gêneros no que diz respeito à contracepção.por
dc.contributor.advisor1Lüdke, Everton
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8399842157129152por
dc.contributor.referee1Soares, Félix Alexandre Antunes
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/8752453650114092por
dc.contributor.referee2Costenaro, Regina Gema Santini
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/0922777034087385por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7736382457618227por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentCiências Biológicaspor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Educação em Ciências: Química da Vida e Saúdepor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS BIOLOGICASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 6.3 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.