Show simple item record

dc.creatorLima, Márcia Gabriela Rodrigues de
dc.date.accessioned2013-10-01
dc.date.available2013-10-01
dc.date.issued2013-03-04
dc.identifier.citationLIMA, Márcia Gabriela Rodrigues de. SOCIAL REPRESENTATION ABOUT THE DEATH FOR FACULTY NURSES AND YOURS INFLUENCE IN THE TEACHING. 2013. 104 f. Dissertação (Mestrado em Enfermagem) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2013.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7377
dc.description.abstractSome studies ensure that to approach contents about the death in gym is a challenge for teachers, considering that they often did not receive the training needed to treat this issue in classroom or feel apprehensive. The problem guiding this research is: what are the social representations of death for faculty nurses that influence the teaching of theoretical and practical activities of the Undergraduate Course in Nursing? Therefore, this study had aimed: to understand the social representations about the death for faculties influence in the teaching of theoretical and practical activities of the Undergraduate Course in Nursing. Specific objectives: to learn how faculty nurses represent the death; to describe how these faculties (re) think their training / qualification to experience the death in their daily professional and to experience the teaching of care in such situation, to know what strategies the faculties report to be used in the curriculum disciplines of undergraduate for the teaching of death and to analyze the relationships that faculties make between your (un) preparedness and its influence in the teaching practice. This is a qualitative research based on Social Representations Theory. The study subjects were 14 effective faculty nurses of the Nursing Department at Universidade Federal de Santa Maria, on the campus of Camobi / Santa Maria, being the data collection through sampling by data saturation. The data collection instrument was the semi-structured interview with approval of the Ethics Committee in Research of the University with no 00526612.3.0000.5346. The data analysis was based on Content Analysis of Bardin. The faculties objectified the death as: process, passage and natural stage of the life, anchoring in something of difficult approach (Denied Death). Other objectified as: natural, tranquil, ideal site and possibility of a new life, anchoring the idea of just suffering (Appropriate Death). The feelings raised were: sadness, loss, helplessness and longing. About the relevance to teach about death are the construction of professional identity of the student, the creation of collective spaces of discussion, the inexperience and immaturity student and complexity of each learning area. Some faculties say do not approach this content in practical and theoretical classes, others only when emerge and others mention always, but do not evaluate the teaching and learning or make unsystematic and subjectively. Among the limitations in teaching are: the link with patient and family, death in childhood and youth, feelings and personal values and the absence of specific disciplines. Some teachers had approach this theme in the gym, but others do not. So, some suggest that training helps their teaching practice and others point out that it does not made difference. It was conclude that the social representations of death as "denied" or "appropriate" influence how teachers approach the thematic of death in teaching undergraduate nursing because it raises feelings and values built over the years through beliefs or personal experiences and professional.eng
dc.description.sponsorshipCoordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectEducaçãopor
dc.subjectEnsinopor
dc.subjectMortepor
dc.subjectEnfermagempor
dc.subjectEducationeng
dc.subjectTeachingeng
dc.subjectDeatheng
dc.subjectNursingeng
dc.titleREPRESENTAÇÕES SOCIAIS SOBRE A MORTE PARA DOCENTES ENFERMEIROS E SUAS INFLUÊNCIAS NO ENSINOpor
dc.title.alternativeSOCIAL REPRESENTATION ABOUT THE DEATH FOR FACULTY NURSES AND YOURS INFLUENCE IN THE TEACHINGeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoAlguns estudos afirmam que trabalhar conteúdos sobre a morte na academia é um desafio aos docentes, considerando, que eles, com frequência, não receberam formação necessária para abordar tal assunto em sala de aula ou ainda sentem-se apreensivos. O problema norteador desta investigação é: quais as representações sociais da morte para docentes enfermeiros, que influenciam no ensino de atividades teórico-práticas do Curso de Graduação? Portanto, esta pesquisa teve como objetivo geral: compreender as representações sociais sobre a morte para docentes enfermeiros que influenciam no ensino de atividades teórico-práticas do Curso de Graduação em Enfermagem. Como objetivos específicos: apreender como os docentes enfermeiros representam a morte; descrever como estes docentes (re) pensam a sua formação/qualificação para experienciar a morte em seu cotidiano profissional e vivenciar o ensino do cuidado diante dessas situações; conhecer quais estratégias os docentes relatam ser utilizadas nas disciplinas curriculares da graduação, para o ensino da morte e analisar as relações que os docentes fazem entre seu (des) preparo e a influência da mesma em sua prática de ensino. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, fundamentada na Teoria das Representações Sociais. Os sujeitos da pesquisa compreenderam 14 docentes enfermeiras efetivos, do Departamento de Enfermagem da Universidade Federal de Santa Maria, no campus de Camobi/ Santa Maria, sendo a coleta de dados por meio da amostragem por saturação de dados. O instrumento de coleta de dados foi a entrevista semi-estruturada após aprovação do Comitê de ética em Pesquisa da Universidade com nº 00526612.3.0000.5346. A análise dos dados foi embasada na Análise de Conteúdo de Bardin. As docentes objetificaram a morte como: processo, passagem e etapa natural da existência, ancorando em algo de difícil abordagem (Morte Negada). Outras objetificam como: natural, tranquilo, lugar ideal e possibilidade de uma nova vida, ancorando na ideia de pouco sofrimento (Morte Apropriada). Os sentimentos suscitados foram: tristeza, perda, impotência e saudade. Sobre a pertinência em ensinar sobre a morte está: a construção da identidade profissional do discente, na criação de espaços coletivos de discussão, pela inexperiência e imaturidade discente e pela complexidade de cada área de ensino. Algumas docentes afirmam não abordar esse conteúdo em aulas teórico-práticas, outros apenas quando emerge e outros abordam sempre, porém não avaliam o ensino e aprendizado ou fazem assistemática e subjetivamente. Dentre as limitações no ensino estão: o vínculo com paciente e família, a morte na infância e juventude, os sentimentos e valores pessoais e a ausência de disciplinas específicas. Algumas docentes tiveram a abordagem dessa temática na academia, porém outros não. Então, algumas apontam que essa formação auxilia em sua prática docente e outros destacam que não fez diferença. Conclui-se que, as representações sociais da morte como: negada ou apropriada influenciam na forma como as docentes abordam a temática morte no ensino de Graduação em Enfermagem, pois suscita sentimentos e valores construídos ao longo dos anos, por meio de crenças ou vivências pessoais e profissionais.por
dc.contributor.advisor1Nietsche, Elisabeta Albertina
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4780077U3por
dc.contributor.advisor-co1Quintana, Alberto Manuel
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4798750D8por
dc.contributor.referee1Kruse, Maria Henriqueta Luce
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783642A7por
dc.contributor.referee2Paula, Cristiane Cardoso de
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4733546E8por
dc.contributor.referee3Padoin, Stela Maris de Mello
dc.contributor.referee3Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4762908D7por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/5849906800115356por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEnfermagempor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Enfermagempor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::ENFERMAGEMpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.