Show simple item record

dc.creatorLöbler, Carlos Alberto
dc.date.accessioned2015-09-25
dc.date.available2015-09-25
dc.date.issued2015-02-27
dc.identifier.citationLÖBLER, Carlos Alberto. QUANTITATIVE EVALUATION OF GROUNDWATER RECHARGE IN UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA BASIN CAMPUS SCHOOL. 2015. 99 f. Dissertação (Mestrado em Engenharias) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2015.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/7644
dc.description.abstractThe Campus of UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) is supplied mainly by groundwater, captured at outcrop zones (ZA) of the Guarani Aquifer System (GAS). In this sense, the present study aimed to fill the lack of quantitative information of groundwater in the UFSM Basin Campus School. The aims of this study were: 1) Perform recharge estimation of water table in single-well, using the Water Table Fluctuation method. 2) Execute statistical analysis on weekly data levels, monitored since May 2010, identifying possible correlations with rainfall data s and analysis on weekly data levels, and 3) Quantify the areas sealed in bowl using ArcGIS software and Google Earth images of 2007 to 2010. The results of the study indicated a 17.0% to 48.0% infiltration rate of the total precipitation in FATEC old well, whereas an average of 36.0% of rainfall contributes to aquifer recharge. The investigation of soil sealing, performed with data from 2007 to 2014 showed an increase of 24.32 ha in the sealed area during the study period. In the static analysis of correlation of weekly levels with volumes of rain, it was observed that the rains recorded in the measurement date were those of major influences on monitored levels, indicating the replacement level. Regarding the fluctuating levels trends from a total of eight wells monitored, two had drawdown trend. The seasonal analysis showed that levels of the seasons of winter and autumn were those with more water stored in the aquifer, while in summer and spring the opposite happened. As a conclusion, despite the sealed areas had a significant and rapid growth for the Basin, wherein this growth has not specified losses in volumes of recharges groundwater. Once the correlation data between rain and water levels were positive, the level variation trends indicated two of the eight wells with loss of water volume during the monitoring.eng
dc.description.sponsorshipFundação de Amparo a Pesquisa no Estado do Rio Grande do Sul
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectRecargapor
dc.subjectSAGpor
dc.subjectMonitoramentopor
dc.subjectNível da águapor
dc.subjectWTFpor
dc.subjectRechargeeng
dc.subjectGASeng
dc.subjectMonitoringeng
dc.subjectWater tableeng
dc.subjectWTFeng
dc.titleAVALIAÇÃO QUANTITATIVA DA RECARGA DAS ÁGUAS SUBTERRÂNEAS NA BACIA ESCOLA DO CAMPUS DA UFSMpor
dc.title.alternativeQUANTITATIVE EVALUATION OF GROUNDWATER RECHARGE IN UNIVERSIDADE FEDERAL DE SANTA MARIA BASIN CAMPUS SCHOOLeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO Campus da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria) é abastecido principalmente por águas subterrâneas, captadas em Zona de Afloramentos (ZA) do Sistema Aquífero Guarani (SAG). Nesse sentido, o presente estudo objetivou analisar quantitativamente às águas subterrâneas na Bacia Escola do Campus da UFSM. Para tanto, os objetivos específicos desse trabalho foram: 1) Elaborar estimativas de recarga do lençol freático em poço único, utilizando o método da flutuação do nível da água/WTF (Water Table Fluctuation). 2) Realizar análises estatísticas em dados de medições semanais de níveis da água (NA), monitorados no Campus da UFSM desde maio de 2010, identificando-se possíveis correlações com os dados de precipitações e as flutuações do nível da água. Ainda analisou-se a sazonalidade de variação desses níveis e, 3) Mapear a variação das áreas impermeabilizadas na Bacia com uso do programa ArcGIS e de imagens do Google Earth do ano de 2007 a 2010. Os resultados do trabalho apontaram para uma taxa de infiltração na área da Bacia de 17,0 a 48,0% da precipitação total, em média 36% das chuvas contribuem para a recarga do aquífero. As modificações no uso da terra mostrou que houve um crescimento de 24,32 ha, na área impermeabilizada no período avaliado. Na análise da correlação dos níveis da água semanais com os volumes de chuvas, evidenciou-se que as chuvas registradas na data da aferição foram aquelas de maiores influências nos níveis monitorados, acusando reposição no nível. Quanto à tendência de flutuação dos níveis, de um total de oito poços monitorados, dois apresentaram tendência de rebaixamento. A análise sazonal dos níveis mostrou que as estações do inverno e outono são aquelas que recarregam o aquífero, enquanto que no verão e na primavera acontece o contrário. Conclui-se que apesar das áreas impermeabilizadas apresentarem um crescimento significativo e rápido para a Bacia, esse crescimento ainda não forneceu prejuízos nos volumes das recargas das águas subterrâneas. Uma vez que os dados de correlação entre a chuva e os níveis da água foram positivos e as tendências de variação de nível indicaram dois dos oitos poços com perda de volume de água ao longo do monitoramento..por
dc.contributor.advisor1Silva, Jose Luiz Silverio da
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4787293A4por
dc.contributor.referee1Heine, Carlos Alvin
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/5262392578135509por
dc.contributor.referee2Baumhardt, Edner
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4131594Z4por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/3291044745000896por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentEngenharia Ambientalpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Engenharia Ambientalpor
dc.subject.cnpqCNPQ::ENGENHARIASpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.