Show simple item record

dc.creatorDonati, Liamar
dc.date.accessioned2017-04-17
dc.date.available2017-04-17
dc.date.issued2016-08-19
dc.identifier.citationDONATI, Liamar. A ORGANIZAÇÃO DO CUIDADOR DE IDOSO DEPENDENTE DE CUIDADOS COM ALTA HOSPITALAR. 2016. 94 f. Dissertação (Mestrado em Ciências da Saúde) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2016.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/9617
dc.description.abstractAging of the population is an increasing reality in Brazil, and this process may elevate the number of disabling and non - communicable chronic diseas es among seniors, with possible alterations to their physical, cognitive and emotional dependency, which leads to demanding permanent care from family members. The situation of caregiving becomes more complex when the senior goes through a period of worsen ing of health conditions, resulting in hospital admittance and a dependency on homecare later on. The objective of this study was to describe the organization of caregivers , family or not, members of seniors who require care after a hospital discharge. It is a qualitative research with 11 family members and/or caregivers of frail elderly admitted to Hospital Universitário de Santa Maria, located in central Rio Grande do Sul, Brazil, and which is a teaching hospital that develops educational actions, as well as research and health care. The data collection took place from September 2015 to January 2016, by means of semi - structured interviews. The data was analyzed according to Minayo's operative proposal. From the data analysi, the characterization of caregiv ers and care - dependent seniors is presented; also presented are the three thematic categories that emerged from the testimonies: the caregiver and the organization of the elderly frail care; difficulties faced by the caregiver for achieving hospital discha rge of the care - dependent senior; and strategies used by the caregiver to achieve hospital discharge of aforementioned senior. Among the difficulties faced, it is noted that some are related to new family structures which have a reflection on family suppor t. Other difficulties are due to the families' economical conditions, the frailty of public policies, which assign the responsibility of care to the families, and the scarcity of support services to the caregivers, facing the seniors' situation of dependen cy. Furthermore, the care is many times up to one single person, generating stress and overload. Also, sometimes, the designated caregiver does not feel prepared to fulfill the tasks of caring. Despite the difficulties, some families find strategies to ful fill said tasks: to some, the support of Home Care Service helps; others reach out to family members; and some opt for the senior's institutionalization. In that sense, it is important for health professionals to acknowledge the diversity that the aging pr ocess represents, comprising the difficulties that caregivers face when organizing hospital discharge of the frail elderly. In Brazil, a public policy specifically directed to frail elderly is not envisioned, the ones regarding this public delegate to the family the first, and nearly only, option of care. From the results it is noted that there is a disparity between responsibilities attributed to the family and service support that should be offered by existing public policies. That topic must be discussed and given more visibility, since the revaluation of the family within public policies could mean a hindrance of State responsibilities concerning meeting the needs of the population.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectCuidadorespor
dc.subjectIdoso dependentepor
dc.subjectServiços de saúde para idosospor
dc.subjectCaregiverseng
dc.subjectFrail Elderlyeng
dc.subjectHealth Services for the Agedeng
dc.titleA organização do cuidador de idoso dependente de cuidados com alta hospitalarpor
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoO envelhecimento da população é uma realidade crescente no Brasil, e esse processo pode elevar o número de enfermidades crônicas não transmissíveis e incapacitantes no idoso, com possíveis alterações na dependência física, cognitiva e emocional, gerando demandas de cuidados permanentes por parte dos familiares. A situação de cuidados torna-se mais complexa quando o idoso passa por um período de agravamento da condição de sua saúde, resultando em internação hospitalar, tornando-o dependente de cuidados no retorno ao domicílio. Nesse sentido, este estudo teve como objetivo descrever a organização do cuidador, familiar ou não, frente a alta hospitalar do idoso dependente de cuidados. Trata-se de uma pesquisa qualitativa com 11 cuidadores, familiares ou não, de idosos dependentes, internados no Hospital Universitário de Santa Maria, que se localiza no centro do Rio Grande do Sul, e se caracteriza por ser um hospital-escola que desenvolve ações de ensino, pesquisa e assistência em saúde. A coleta dos dados foi realizada nos meses de setembro de 2015 a janeiro de 2016, por meio de entrevista semiestruturada. Os dados foram analisados conforme a análise da proposta operativa de Minayo. A partir da análise dos dados, apresenta-se a caracterização dos cuidadores e dos idosos dependentes de cuidados e as três categorias temáticas que emergiram dos depoimentos: o cuidador frente a organização do cuidado ao idoso dependente; dificuldades enfrentadas pelo cuidador diante da alta hospitalar do idoso dependente de cuidados; e estratégias utilizadas pelo cuidador para a alta hospitalar do idoso dependente de cuidados. Dentre as dificuldades enfrentadas, percebe-se que algumas estão relacionadas às novas configurações familiares que acabam se refletindo no apoio familiar. Outras se dão em função das condições econômicas das famílias, da fragilidade das políticas públicas, que transferem para as famílias a responsabilidade pelos cuidados, e a escassez de serviços de apoio aos cuidadores, frente à situação de dependência do idoso. Além disso, muitas vezes, o cuidado fica a cargo de somente uma pessoa, gerando estresse e sobrecarga, acontecendo também, de o cuidador não se sentir preparado para realizar as tarefas de cuidado. Apesar das dificuldades, algumas famílias encontram estratégias para realizar os cuidados: para algumas o apoio do Serviço de Atenção Domiciliar auxilia; outras mobilizam membros da família; e, algumas optam pela institucionalização do idoso. Neste sentido, é importante que os profissionais de saúde tenham conhecimento da heterogeneidade que representa o processo de envelhecimento, compreendendo as dificuldades que os cuidadores enfrentam na organização da alta hospitalar do idoso dependente. Não se visualiza no Brasil uma política pública direcionada especificamente ao idoso dependente, as relacionadas a esse público delegam à família, como a primeira, e quase única opção de cuidados. Pelos resultados se percebe um descompasso entre as responsabilidades atribuídas às famílias e o suporte de serviços que deveriam ser ofertados pelas políticas públicas existentes. Esta temática precisa ser discutida e dada maior visibilidade, pois a revalorização da família nas políticas públicas pode significar um recuo das responsabilidades do Estado no atendimento a necessidades da população.por
dc.contributor.advisor1Beuter, Margrid
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4780840Z1por
dc.contributor.advisor-co1Schimith, Maria Denise
dc.contributor.advisor-co1Latteshttp://lattes.cnpq.br/1266040963485514por
dc.contributor.referee1Pessôa, Elisângela Maia
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/3560576146942774por
dc.contributor.referee2Leite, Marines Tambara
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4780103J4por
dc.contributor.referee3Lampert, Melissa Agostini
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/0851929722857258por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7406955187355827por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentCiências da Saúdepor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Gerontologiapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDEpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.