Show simple item record

dc.creatorSilva, Ana Rita Moro da
dc.date.accessioned2007-03-14
dc.date.available2007-03-14
dc.date.issued2006-09-06
dc.identifier.citationSILVA, Ana Rita Moro da. THE STATE OF RIO GRANDE DO SUL IN RELATION TO THE MERCOSUL - ECONOMICAL AND HISTORICAL ASPECTS. 2006. 90 f. Dissertação (Mestrado em Direito) - Universidade Federal de Santa Maria, Santa Maria, 2006.por
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/9737
dc.description.abstractLatin-American countries live a new international order featured by the markets globalization and the consequent homogenization of the society which requires from such countries politic-economic reforms and new models of foreign policies aiming the insertion within this new economical context and demanding from them the challenge of getting regionally integrated. Such facts have allowed building the bases of the mercosul. The present study has the objective of analyzing the participation of the state of Rio Grande do Sul on mercosul under the historical and current aspect with the objective of verifying if during the year of 1995 this last one was able to create politic strategies aiming at a positive commercial relationship with the participant countries. In that sense, the first part treats on the historical circumstances of the relationship of the state of Rio Grande do Sul with the platine countries and with Brazil in certain periods. The second one treats on the economical possibilities of the state on mercosul during the year of 1995. Rio Grande do Sul impose itself as region in relation to the platine countries due to the privileged geographic position, for the existence of similar historical experiences and economic interests making possible a real integration and allowing the state to firm its presence in relation to the mercosul. The year of 1995, period of effect of the stage of the integration process, Customs Union, have not provided positive commercial alterations to the state of Rio Grande do Sul due to changes on national economy for the Real Plan and also because the exportations had their bases on the agricultural sector where the countries of the mercosul are more competitive.eng
dc.formatapplication/pdfpor
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.subjectMercosulpor
dc.subjectIntegração econômicapor
dc.subjectRio Grande do Sulpor
dc.subjectMercosuleng
dc.subjectEconomic integrationeng
dc.subjectRio Grande do Suleng
dc.titleO ESTADO DO RIO GRANDE DO SUL FRENTE AO MERCOSUL ASPECTOS HISTÓRICOS E ECONÔMICOSpor
dc.title.alternativeTHE STATE OF RIO GRANDE DO SUL IN RELATION TO THE MERCOSUL - ECONOMICAL AND HISTORICAL ASPECTSeng
dc.typeDissertaçãopor
dc.description.resumoOs países latino-americanos vivenciam uma nova ordem internacional, caracterizada pela globalização dos mercados e conseqüente homogeneização da sociedade, que requer, de tais países, reformas políticas, econômicas, e novos modelos de políticas externas, visando à inserção neste novo contexto econômico que vai exigir, destes, o desafio de integrar-se regionalmente. Tais fatos tornaram possível lançar as bases do Mercosul. O presente estudo objetiva analisar a participação do estado do Rio Grande do Sul frente ao Mercosul, sob o aspecto histórico e atual, visando verificar se durante o ano de 1995 este soube criar estratégias políticas visando um relacionamento comercial positivo com os países participantes. Para tanto a primeira parte versa sobre as circunstâncias históricas do relacionamento do estado do Rio Grande do Sul com os países platinos e com o Brasil, em determinados períodos. A segunda, sobre as possibilidades econômicas do estado no Mercosul, durante o ano de 1995. O Rio Grande do Sul impõe-se, como região, frente aos países platinos, pela posição geográfica privilegiada, pela existência de experiências históricas e interesses econômicos semelhantes, tornando possível uma verdadeira integração e fazendo com que o estado firme sua presença frente ao Mercosul. O ano de 1995, período de vigor da fase do processo de integração, União Aduaneira, não proporcionou ao estado do Rio Grande do Sul modificações comerciais positivas, devido a mudanças na economia nacional, pelo Plano Real e, também, porque as exportações eram baseadas no setor agropecuário, onde os países do Mercosul são mais competitivos.por
dc.contributor.advisor1Padoin, Maria Medianeira
dc.contributor.advisor1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4784831H9por
dc.contributor.referee1Ilha, Adayr da Silva
dc.contributor.referee1Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4797888U4por
dc.contributor.referee2Araujo, Luiz Ernani Bonesso de
dc.contributor.referee2Latteshttp://buscatextual.cnpq.br/buscatextual/visualizacv.do?id=K4783186E2por
dc.publisher.countryBRpor
dc.publisher.departmentDireitopor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Integração Latino-Americanapor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS SOCIAIS APLICADAS::DIREITOpor


Files in this item

Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record


O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.