Show simple item record

dc.contributor.advisorJaeger, Angelita Alice
dc.creatorBonorino, Sabrina Lencina
dc.date.accessioned2018-06-26T15:01:08Z
dc.date.available2018-06-26T15:01:08Z
dc.date.issued2012-03-05
dc.date.submitted2012
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/13546
dc.descriptionMonografia (especialização) - Universidade Federal de Santa Maria, Centro de Educação Física e Desporto, Curso de Especialização em Educação Física Escolar, RS, 2012.por
dc.description.abstractIn each page of this study sought to look at factors that involve constantly our day-today. Questions focused on the body, gender relations and sexuality continually involve our lives, and most often are invisibilized. To address these issues this study, qualitative, structured its foundation in the theories of feminist studies, cultural and gender and, to a begetting that sought to investigate the role of body, gender and sexuality that emerged in the dance that comes from the school. Make a study of working through these issues articulated dance favored the construction of different representations. The different cultural artifacts helped the construction of this study and meetings, discussions and allowing different representations that are crossed. The dance, the body, gender relations and sexuality are tools that cross, turn and complete, and most often are invisibilized schools. In imbrication, the speeches of the students as forwarded to an understanding that often lies from their experiences and realities, but little by little it perceive the body and its relationship with the dance as historically situated and positioned because it brings its history and is transformed by those who practice it and there's no denying that culture, like the body, gender relations and sexuality, also crossing the construct and are constructed in and through dance. For there is no dance without a body, there is no body unmarked, no history, no representations and no stories without crossings, pluralities and different possibilities. Thus, the events focused on issues of body, gender and sexuality seem to always be lurking in the surrounding, in passing, always crossing our paths. I see a Physical Education space in discussions which should be possible to encourage these crossings and (re) development of a space to build a critical reference to the body and their relationships in society.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAcesso Abertopor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectDançapor
dc.subjectCorpopor
dc.subjectRelações de gêneropor
dc.subjectSexualidadepor
dc.subjectDanceeng
dc.subjectBodyeng
dc.subjectGender relationseng
dc.subjectSexualityeng
dc.titleRepresentações de corpo, gênero e sexualidade produzidas na dança no contexto escolarpor
dc.typeTrabalho de Conclusão de Curso de Especializaçãopor
dc.degree.localSanta Maria, RS, Brasilpor
dc.degree.specializationEducação Física Escolarpor
dc.description.resumoEm cada página desse estudo busquei olhar para fatores que envolvem constantemente nosso dia-a-dia. Questões voltadas ao corpo, as relações de gênero e a sexualidade continuamente envolvem nossas vidas, e na maioria das vezes são invisibilizadas. Para tratar desses assuntos esse estudo, de caráter qualitativo, estruturou suas bases nas teorias dos Estudos Feministas, Culturais e de Gênero, e, com esse engendramento busquei investigar as representações de corpo, gênero e sexualidade que emergiam na dança advinda do contexto escolar. Fazer desse estudo um meio de se trabalhar esses temas articulados à dança favoreceu a construção de diferentes representações. Os diferentes artefatos culturais auxiliaram a construção desse estudo e dos encontros, possibilitando diferentes discussões e representações que se atravessavam. A dança, o corpo, as relações de gênero e a sexualidade são ferramentas que se cruzam, se transformam e se completam, e, na maioria das vezes são invisibilizadas nas escolas. Nesse imbricamento, os discursos dos/as alunos/as remeteram para uma compreensão que muitas vezes se situa a partir de suas vivências e realidades, no entanto pouco a pouco eles/as percebem o corpo e suas relações com a dança enquanto situada e posicionada historicamente, pois ela traz sua história e é transformada por aqueles que a praticam e não há como negar que a cultura, assim como o corpo, as relações de gênero e a sexualidade, também a atravessam, a constroem e são construídos na e pela dança. Pois não há dança sem corpo, não há corpo sem marcas, sem história, sem representações e não há histórias sem atravessamentos, pluralidades e diferentes possibilidades. Com isso, os acontecimentos voltados às questões de corpo, gênero e sexualidade parecem sempre estar à espreita, nos rodeando, nos atravessando, cruzando sempre nossos caminhos. Vejo na Educação Física um espaço no qual deve ser possibilitado discussões que favoreçam a esses atravessamentos e a (re)elaboração de um espaço que construa uma criticidade referente ao corpo e suas relações na sociedade.por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.subject.cnpqCNPQ::CIENCIAS DA SAUDE::EDUCACAO FISICApor
dc.publisher.unidadeCentro de Educaçãopor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Acesso Aberto
Except where otherwise noted, this item's license is described as Acesso Aberto

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.