Show simple item record

dc.creatorOliveira, Sandra Maria do Nascimento de
dc.date.accessioned2019-10-21T20:09:11Z
dc.date.available2019-10-21T20:09:11Z
dc.date.issued2017-12-11
dc.identifier.urihttp://repositorio.ufsm.br/handle/1/18636
dc.description.abstractThe term “Sydney School” was coined in 1994, in reference to the work with language and education that had been carried out in the Department of Linguistics, at the University of Sydney for at least a decade. The project spread throughout schools and universities in Australia. It became an international movement, which aimed, initially, at developing a writing pedagogy to support students in succeeding in tasks demanded by the school (ROSE; MARTIN, 2012, p. 1). In view of that, the purpose of this study is to evaluate whether a proposal of work based on genres, in light of the Sydney School perspective and the Teaching and Learning Cycles (MARTIN; ROSE, 2008; ROSE; MARTIN, 2012), could be adapted to the reality and specificities of a group of Youth and Adult Education students. Five specific objectives are addressed: (a) to identify the linguistic competence of the students in regards to reading and writing; (b) to organize, apply and monitor a Work Plan, using the autobiographical genre during a school year; (c) to monitor the implementation of the Work Plan, maintaining a dialogical attitude towards the students’ preferences, needs or weaknesses; (d) to perform diagnostic evaluative assessments during all the stages of the work; (e) to compare the writing process, in terms of linguistic competence development. In order to achieve these objectives, we proposed to the class the production of autobiographical recounts in light of the premises of the Sydney School, for which the sequenced application of the three stages of the learning cycle that constitute the Pedagogy of Genres was applied: Deconstruction, Joint Construction and Independent Construction. This methodological choice is due to an outstanding feature of this pedagogy, which is its focus on the preparation of students to perform and succeed in individual writing tasks. Prior to the application of the cycle, the students produced autobiographical recounts whose assessment resulted in regular scores predominantly. In the Deconstruction phase, we presented model texts and activities of reading, writing, and linguistic analysis, in order to describe and analyze the autobiographical recount genre. In the Joint Construction phase, the students produced a recount with the teacher and colleagues. Finally, in the Independent Construction phase, the students produced their texts individually. The assessment of their text production showed an improvement in their scores to good and very good. After the completion of these three cycles, some spelling and sentence organization issues were still noted in the texts. Because of this, we designed and applied activities in the systemic-functional perspective to minimize the inadequacies found. As the main result of this work, the students' scores predominantly improved to good and very good during the process of production of the autobiographical recount. Consequently, they developed awareness about the genre, by identifying the features that define it, as well as reflected on the use of language and analyzed it semantically and functionally.eng
dc.languageporpor
dc.publisherUniversidade Federal de Santa Mariapor
dc.rightsAttribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International*
dc.rights.urihttp://creativecommons.org/licenses/by-nc-nd/4.0/*
dc.subjectEscola de Sydneypor
dc.subjectPedagogia de gênerospor
dc.subjectCiclo de ensino e aprendizagempor
dc.subjectPROEJApor
dc.subjectRelatos autobiográficospor
dc.subjectSydney schooleng
dc.subjectGenre pedagogyeng
dc.subjectTeaching and learning cycleeng
dc.subjectAutobiographical recounteng
dc.titleRelatos autobiográficos à luz da pedagogia de gêneros: uma trajetória com intervenção em classe de alunos de PROEJApor
dc.title.alternativeAutobiographical recounts in light of genre pedagogy: an intervention journey in a PROEJA classeng
dc.typeTesepor
dc.description.resumoO termo “Escola de Sydney” surgiu em 1994, com referência ao trabalho com linguagem e educação feito há pelo menos uma década no Departamento de Linguística da Universidade de Sydney. O projeto se espalhou para escolas e universidades de toda a Austrália e se tornou um movimento internacional, com o objetivo inicial de desenvolver uma pedagogia de escrita que permitisse a qualquer estudante ser bem-sucedido nas atividades exigidas pela escola (ROSE & MARTIN, 2012, p. 1). Diante disso, este trabalho tem por objetivo geral avaliar se uma proposta de trabalho com gênero à luz da Escola de Sidney, por meio dos Ciclos de Ensino e Aprendizagem, pode ser adaptada à realidade e às especificidades de uma turma de Educação de Jovens e Adultos. Para atingir nosso propósito, esse objetivo se desdobra em cinco outros específicos que são: a) identificar a competência linguística de uma turma de Educação de Jovens e Adultos no que se refere ao trabalho de leitura e produção de textos; b) organizar um Plano de Trabalho com o gênero relato autobiográfico, a partir das orientações da pedagogia de gêneros (MARTIN; ROSE, 2008; ROSE; MARTIN, 2012), a ser aplicado durante o ano letivo em uma turma de Educação de Jovens e Adultos; c) acompanhar a execução do Plano de Trabalho, mantendo uma postura dialógica constante com os alunos em relação a suas preferências, necessidades ou fragilidades; d) realizar avaliações diagnósticas em todas as etapas do trabalho; e) comparar a competência linguística dos alunos nas produções iniciais com as produções finais. Para atingir nosso propósito, foi proposta à turma a produção de relatos autobiográficos à luz dos pressupostos da Escola de Sydney, para a qual foi realizada a aplicação sequenciada das três etapas do ciclo de aprendizagem que constituem a Pedagogia de Gêneros: Desconstrução, Construção Conjunta e Construção Independente. Assim, justificamos essa opção metodológica pelo grande diferencial dessa pedagogia que é o foco na preparação dos alunos para realizarem as tarefas de produção textual individualmente e com sucesso. Inicialmente, antes da aplicação do ciclo, os alunos produziram relatos autobiográficos em cuja avaliação predominou o conceito regular. Na Desconstrução foram apresentados textos-modelo e atividades de leitura, escrita e análise linguística, a fim de descrever e analisar o gênero relato autobiográfico. Na Construção Conjunta, os alunos elaboraram um relato juntamente com a professora e os colegas. Por fim, na Construção Independente, os alunos produziram seus textos individualmente, e os resultados obtidos demonstraram uma avaliação com conceito bom e muito bom. Após a realização dos três ciclos, ainda foram observadas algumas dificuldades de grafia e de organização de orações nos textos produzidos. A partir dessa constatação, foram elaborados e aplicados exercícios na perspectiva sistêmico-funcional, a fim de minimizar as fragilidades encontradas. Como resultado final, os alunos, durante o processo de produção de relatos autobiográficos, atingiram uma avaliação com conceito predominantemente bom e muito bom e com isso ampliaram seus conhecimentos sobre o gênero, identificando marcas que lhe são próprias e que o definem como tal, bem como refletiram sobre o uso da língua e a analisaram semântica e funcionalmente.por
dc.contributor.advisor1Cabral, Sara Regina Scotta
dc.contributor.advisor1Latteshttp://lattes.cnpq.br/9037816308995897por
dc.contributor.referee1Ninin, Maria Otilia Guimarães
dc.contributor.referee1Latteshttp://lattes.cnpq.br/6110984441043704por
dc.contributor.referee2Silva, Edna Cristina Muniz da
dc.contributor.referee2Latteshttp://lattes.cnpq.br/3082159562604784por
dc.contributor.referee3Barros, Nina Célia Almeida de
dc.contributor.referee3Latteshttp://lattes.cnpq.br/6663081785223445por
dc.contributor.referee4Pinton, Francieli Matzenbacher
dc.contributor.referee4Latteshttp://lattes.cnpq.br/1979338178408389por
dc.creator.Latteshttp://lattes.cnpq.br/7124715176465413por
dc.publisher.countryBrasilpor
dc.publisher.departmentLetraspor
dc.publisher.initialsUFSMpor
dc.publisher.programPrograma de Pós-Graduação em Letraspor
dc.subject.cnpqCNPQ::LINGUISTICA, LETRAS E ARTES::LETRASpor
dc.publisher.unidadeCentro de Artes e Letraspor


Files in this item

Thumbnail
Thumbnail

This item appears in the following Collection(s)

Show simple item record

Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International
Except where otherwise noted, this item's license is described as Attribution-NonCommercial-NoDerivatives 4.0 International

O Manancial - Repositório Digital da UFSM utiliza a versão 4.1 do software DSpace.
Av. Roraima, 1000. Cidade Universitária "Prof. José Mariano da Rocha Filho".
Bairro Camobi. CEP: 97.105-900. Santa Maria, RS, Brasil.